Como Ganhar uma Renda Extra Revendendo Produtos Eróticos


Nas resoluções de ano novo todo mundo espera fazer um dinheirinho extra no ano que entra, né? Agora que estamos no primeiro mês do ano, é comum pensar com calma nas finanças, calcular o teto de gastos e fazer planejamentos. Nesse momento, muita gente pensa em maneiras de ganhar um dinheirinho extra. 

Revender produtos eróticos e de sex shop é uma ótima opção para quem busca uma renda extra. Esse tipo de comércio tem se popularizado tanto em lojas físicas, como online e nos mostra um nicho de mercado que só tende a crescer, aliás, essa atualmente é uma das áreas de comércio que mais cresce em nosso país. A gama de produtos oferecidos, que vai desde cosméticos e brinquedos eróticos até fantasias sensuais pode movimentar um bom dinheiro e conquistar clientes. 

Também é uma ótima opção para quem está desempregado ou não deseja retornar ao mercado de trabalho formal. Revendendo produtos eróticos de maneira autônoma você é o seu próprio chefe, estabelece as próprias metas, desenvolve suas habilidades de venda, pode criar sua própria rede de clientes e ajuda a melhorar a vida sexual de muitas pessoas. Também é um bom negócio porque não exige um investimento inicial muito alto.

Hoje existem ótimas opções de sex shop atacado para comprar peças para revenda. Esse comércio pode ser combinado com outro, como por exemplo, o de lingeries. Assim, ao visitar possíveis clientes o revendedor pode oferecer os produtos eróticos, explicar a utilidade de cada um e tentar conquistar uma venda. 


Atualmente diversas redes de sex shop oferecem material de apoio para quem deseja começar a revender. Dessa forma, você se sente mais seguro para iniciar o negócio e só precisa se preocupar em entrar em contato com possíveis clientes e apresentar os produtos com que a loja trabalha. 

Você pode criar cartões de visita onde se apresenta como revendedor, para poder divulgar seu trabalho em qualquer momento que julgar apropriado, bem como fazer parcerias com outros comércios. É uma boa forma de crescer no ramo, né? 

Os produtos para revenda contém descrições de uso simples e são fáceis de atrair a clientela. Assim, mesmo quem nunca trabalhou com venda ou revenda pode se aventurar no ramo e ter sucesso. 

Para se dar bem nas vendas, algumas dicas podem ser úteis também, como ter em mãos um bom mostruário para os clientes, já que fotos e descrições chamam a atenção, mas não mais do que ver o produto ao vivo. Você também pode investir em produtos de nicho, como brinquedos voltados a práticas como sadomasoquismo, misturando com produtos mais clássicos, assim atingindo públicos diversos. 

Quando tiver uma rede de clientes fiéis, procure se atentar ao que eles gostam, tem interesse e costumam comprar, para investir em maior diversidade nesses produtos. Assim, você mantém a clientela e consegue vender mais. 

E é claro, investir num bom atendimento, com boa apresentação e tratando o cliente com respeito, e ao mesmo tempo lhe dando chance de falar sobre assuntos íntimos e seus desejos, sempre que possível priorizando o atendimento individual para dar maior liberdade ao cliente de comprar o que deseja sem sentir vergonha de ser julgado por terceiros.

Se aventurar nesse ramo parece uma boa alternativa, né? Vocês já haviam pensado nessa possibilidade? Me contem nos comentários o que acharam. 

O Vestido Ideal - como escolher?


Muitas vezes bate aquela dúvida: que vestido escolher para uma determinada ocasião? Com os diversos modelos de vestidos oferecidos pelas lojas, físicas ou online, não é incomum ter dúvidas sobre o que cai melhor ou o que mais combina com a gente. O vestido é a peça mais adorada do guarda roupa feminino, mas é preciso saber escolher de forma acertada.

O comprimento da peça muitas vezes é o foco, mas seja ele um vestido curto, vestido midi ou vestido longo, ainda há uma variedade incrível de tecidos, modelagens e detalhes como decotes e fendas. Hoje vamos falar um pouquinho sobre esses modelos :)

Vestidos Curtos


Modelos: Vitrine Outlet

Os vestidos curtos, acima do joelho, são mais informais e fresquinhos, perfeitos para o dia-a-dia ou para a época mais quente do ano. Vestidos de renda ou paetês, como o primeiro e o terceiro modelo, passeiam mais pela noite e não exigem muitos complementos - um sapato com salto fino e uma bolsa pequena e delicada complementam bem. 

Modelos mais simples, com alças fininhas e com saia em a, como o segundo, podem ser usados facilmente em passeios diurnos, e caem bem com complementos mais casuais, como sapatilhas ou mesmo tênis casuais. 

Vestidos Midis


Modelos: Vitrine Outlet

O comprimento midi é o meu preferido. Acho que dá pra perceber pelos posts do blog, né? hahah. Com o midi também é possível variar bastante o estilo. Um vestido midi estampado e de modelagem mais soltinha, com saia ampla, pode ser facilmente usado em passeios diurnos e casuais, ou mesmo ir ao trabalho - o comprimento é mais adequado, só é preciso se atentar a detalhes como decotes e tecidos. 

As estampas mais coloridas também o fazem uma boa escolha para o verão, e apesar de mais longos, podem ser bem fresquinhos se nos atentarmos a escolher tecidos naturais, que deixam o corpo respirar. 

Vestidos midis, como o primeiro e o terceiro, combinam muito bem com sandálias tipo anabela, rasteirinhas e outros sapatos mais casuais. Modelos midi mais justos, como o segundo, são mais elegantes e sensuais, podendo ser uma boa escolha para eventos noturnos, combinados com bolsas de mão e sandálias com salto fino ou sapato tipo meia pata. Decotes tipo ombro a ombro ajudam a atualizar e diversificar o comprimento. 

Vestidos Longos


Modelos: Vitrine Outlet

E chegamos aos longos! Vestidos Longos podem ser bem casuais, como os modelos mais coloridos e estampados, confeccionados em tecidos como a malha, ou mais elegantes e sensuais, como os longos justos, decotados e/ou com fendas. Esses três que eu escolhi para ilustrar são muito bonitos, impactantes e nada básicos - ótimas escolhas para eventos noturnos. 

O vestido longo pode ter fendas laterais, decotes como v, gota, ombro a ombro, ciganinha ou como o terceiro, de um ombro só. Os mais soltinhos da cintura para baixo garantem maior conforto, enquanto os mais justos delineiam as curvas e deixam o visual mais sensual. As fendas, além de adicionar um detalhe interessante na peça, também facilitam o caminhar nas peças mais justas. 

No caso dos vestidos mais casuais, é possível combinar com sapatos baixos como rasteirinhas, sandálias estilo flatform, sapatilhas ou tênis. Os mais elegantes combinam com sandálias de salto fino e sapato tipo meia pata. 


E vocês, quais são seus modelos preferidos e quais combinações costumam fazer? Vestido é sempre uma escolha prática e acertada, né? Me contem nos comentários <3