Série: Gypsy - psicologia, manipulação e obsessão


Com sua primeira temporada lançada em 2017 pela Netflix, a série Gypsy se enquadra nos gêneros drama e thriller e conta com Naomi Watts no papel principal. 

Na trama, ela é Jean Hollaway, uma psicóloga que extrapola limites éticos e manipula seus pacientes e pessoas importantes na vida deles. Jean tem uma espécie de alter ego, a quem chama de Diane, e experimenta uma vida dupla mentindo sobre si própria e manipulando as pessoas. 


A série mostra alguns pacientes de Jean assim como sua vida pessoal e ligações sociais. Um de seus pacientes com maior importância na trama é Sam, um homem que a consulta para tratar de um relacionamento mal resolvido. Sam é obcecado pela ex-namorada Sidney, e aos poucos Jean passa a se tornar obcecada por ela também. 

Sem que Sam e Sidney saibam que ela conhece os dois, Jean se aproxima da garota sob seu alter ego Diane e as duas iniciam uma complexa relação amorosa, onde Jean manipula Sidney e Sam. Sidney acredita que Diane é solteira e trabalha como jornalista, quando na verdade a psicóloga é casada e tem uma filha.  


Com uma trama cheia de tensões psicológicas e uma protagonista extremamente complexa e instigante, Gypsy prende a atenção do espectador, mesmo que seus episódios longos por vezes sejam um pouco arrastados e com falhas de ritmo. 

A série ainda traz outros assuntos como pano de fundo, como traição, ética profissional, sexualidade e identidade de gênero. A filha de Jean apresenta conflitos em relação ao seu gênero e a trama abre precedentes para falar possivelmente sobre transexualidade - mas infelizmente o assunto não é aprofundado.


Jean é uma personagem extremamente enigmática, pois nunca sabemos seu real interesse e suas intenções. A pergunta que adentra a mente do espectador em boa parte do tempo e instiga a continuar assistindo geralmente é "o que ela quer com tudo isso?". 

A psicóloga se envolve de maneira extrema com seus pacientes, manipulando suas vidas e criando vínculos além do profissional. Jean também se comporta de maneiras diferentes conforme o círculo social, as pessoas presentes e o grau de importância delas - alternando máscaras. 


Os diálogos costumam ser longos e interessantes na série e a fotografia é muito bonita. A atuação da protagonista é ótima e a série tem várias semelhanças interessantes com o filme Cidade dos Sonhos, do David Lynch. 

Gypsy possui 10 episódios nessa primeira temporada, com média de 55 minutos de duração. Eu não consegui assistir nada enquanto ainda não havia terminado a série, de tão envolvida pela trama. 


Gypsy provavelmente não irá agradar os fãs de ação e de tramas rápidas, mas para quem gosta de um bom thriller psicológico e se interessa pelo comportamento humano é um prato cheio. 

Não é uma série perfeita, mas tem vários pontos positivos e uma história intrigante. Infelizmente foi cancelada pela Netflix e não retornará para a segunda temporada. Na minha opinião, ainda assim vale a pena conferir. 

2 comentários:

  1. Oi, Bruna!
    Estou sempre falando de série psicológicas no blog, mas Gypsy não me prendeu :(
    Na verdade fiquei muito incomodada com as atitudes da personagem haha Deu aquele famoso ranço, e não me apeguei. Mas pretendo seguir.

    beijo!
    http://eu-ludmilla.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Eu fiquei muito interessada, vou conferir. Já tive vontade de fazer faculdade de psicologia, então, gosto de assuntos relacionados ao comportamento humano...

    ResponderExcluir

♥ Não comente se não tiver lido a postagem, spams são desrespeitosos e serão imediatamente excluídos ♥
♥ Você tem um blog? Deixe seu link ao final do comentário, vou adorar conhecê-lo ♥
♥ Sua opinião é muito importante e eu sempre quero lê-la, aqui você pode discordar sempre que quiser - mas mantenha o respeito ♥
♥ Os comentários sempre são respondidos, mesmo que demore alguns dias. O blogger não avisa quando alguém responde seu comentário, para receber a resposta é necessário marcar a caixa "notifique-me" quando for escrevê-lo ♥

Fanpage | Instagram | LookBook.nu

Tem alguma dúvida ou sugestão?
Você pode entrar em contato comigo pelo e-mail chanelfakeblog@outlook.com