OOTD: Vestido Estampado e Creeper


Ei gente! O outfit de hoje é com esse vestido maravilhoso da Sammydress. Desde que vi no site fiquei apaixonada, e quando chegou amei mais ainda. Além de ter um modelo e comprimento perfeitos pra mim, a estampa não poderia ser mais incrível, misturando morcegos, caveiras, doces, poções e outras figuras. Como o destaque é todo da peça, combinei com cardigã preto, creepers e cinto preto básico. Não quero mais tirar esse vestido do corpo haha






Vestido: Sammydress | Cardigan: Enjoei


O batom é o Vamp da Dailus (em breve vou resenhá-lo aqui no blog!). Ainda quero usar esse vestido como saia, adicionando um sweater bem quentinho por cima :) Uma ótima forma de usar os vestidos fresquinhos no frio, né? :3 

Bom, espero que vocês tenham gostado do ootd de hoje, me contem o que acharam nos comentários <3

Série: The Get Down


The Get Down foi ofuscada pela estreia de Stranger Things (também uma ótima série) e acabou não ganhando o devido reconhecimento. Eu também só fui assistir essa série um ano após sua estreia - mas deveria ter feito bem antes. 

A história se desenvolve na década de 1970 e mostra o surgimento do hip hop meio à cena disco, acompanhando um grupo de jovens do Bronx.


Eu particularmente adoro séries que envolvem música e The Get Down consegue fazer isso de forma fantástica e ainda abordar diversas temáticas sociais como pano de fundo. A trama mescla seus momentos leves e descontraídos com outros mais pesados de uma maneira excelente. 

Get Down traz críticas ao racismo, a homofobia e discute temas importantes, como fanatismo religioso e desigualdade social. Isso sem falar na representatividade que um elenco majoritariamente composto por atores negros e latinos traz, né? :)) 


A série é esteticamente deslumbrante, tem uma fotografia linda e figurinos que representam muito bem a década de 70 e demonstram a personalidade dos personagens. 

Os episódios tem cerca de 1h de duração e são deliciosos de assistir, porque parecem passar rapidinho. Os personagens são carismáticos e é difícil não ser cativado pela trama e pela música - a trilha sonora é uma delícia a parte! A série tem apenas uma temporada dividida em duas partes e não terá mais temporadas.


A série é envolvente e cativa em suas histórias paralelas à trama central. Impossível não se apegar aos personagens ou torcer por eles. 

É uma série gostosa de assistir, sem muita ação ou acontecimentos mirabolantes, mas que consegue prender a atenção de forma leve e agradável. 


Indico The Get Down para quem adora música (independente do gênero) e conhecer mais sobre a história de outras décadas. É incrível como de fato nos sentimos assistindo a uma série setentista! 

Essa é a produção mais cara da Netflix, então a beleza de tudo é impressionante. Vale a pena assistir The Get Down num domingo preguiçoso ou pra relaxar depois de uma semana de provas :)

Filmes Assistidos Recentemente


Oi gente! O post de hoje tem filmes de diversas épocas, gêneros e estilos. Eu tenho assistido muito mais filmes antigos que atuais, mas gosto de assistir uns mais recentes de vez em quando e adoro quando posso indicar filmes de décadas diferentes. Espero que vocês gostem das indicações de hoje! <3

1. A Datilógrafa (2013)
(comédia)


Aos 21 anos de idade, Rose Pamphule mora com seu pai e está prestes a casar com o pacífico filho de um garagista. Ela poderia virar uma dona de casa, mas a jovem tem planos mais ambiciosos. Ela sai de sua cidade e tenta um emprego de datilógrafa no escritório de seguros de Louis. Mesmo se suas habilidades como secretária são fraquíssimas, o homem fica impressionado com a velocidade com a qual Rose consegue digitar. Logo o espírito competidor de Louis se desperta: ele decide aceitar Rose como sua secretária, contanto que ela treine para participar da competição de datilógrafa mais rápida do país.


Um filme francês que retrata de forma absolutamente encantadora uma história simples situada nos anos cinquenta - quais são as possibilidades de não morrer de amores? Uma ótima opção para aqueles momentos que só queremos um filme leve e fofinho, porquê ele é tudo isso e muito mais - tem muitos clichês de comédias românticas mas é tudo tão adorável que relevamos. A fotografia é deslumbrante, os figurinos são maravilhosos e a gente quase esquece que é um filme do século XXI, de tão cinquentinha que parece <3 Para assistir online, clique aqui

2. Pacto Sinistro (1951)
(film-noir, policial, suspense)


Guy Haines, um tenista profissional, tem a oportunidade de conhecer Bruno Antony, um rico perdulário, em um trem. Tendo lido tudo sobre Guy, Bruno está sabendo que o jogador de tênis tem um casamento infeliz com Miriam e foi visto na companhia de Anne Morton, a filha de um senador. Inoportunamente, Bruno revela para Guy que sempre odiou seu pai. Guy escuta Bruno discursar sobre a teoria da "troca de assassinatos". Supondo que Bruno matasse Miriam e Guy, em troca, assassinasse o pai de Bruno, não haveria conexão entre os assassinos e suas vítimas e no momento das mortes os interessados teriam álibis que os deixariam livres de qualquer suspeita. Ao chegar no seu destino Guy se despede de Bruno, sem pensar mais na teoria homicida dele, que considerou uma piada. Mas Bruno em sua loucura entendeu que havia um pacto entre eles. Em pouco tempo Miriam é estrangulada e agora Bruno quer que Guy mate seu pai e cumpra sua parte no acordo.


Hitchcock é conhecido por vários de seus filmes, como Psicose, Janela Indiscreta e Um Corpo que Cai, mas sua filmografia é muito extensa e tem vários filmes que não atingiram tanta fama como esses que citei - e mesmo assim são ótimos. Pacto Sinistro tem uma trama muito interessante e consegue prender a atenção durante todo o filme, tem um clima de suspense muito bom e consegue criar tensão nas cenas mais inusitadas. Trama muito original e que transparece toda a originalidade do diretor. Para assistir online, clique aqui

3. Coherence (2013)
(ficção científica, suspense)


Durante um jantar, oito amigos começam a falar sobre a proximidade de um cometa, e sobre os rumores de que a passagem deste corpo celeste é capaz de trazer mudanças graves no comportamento das pessoas. Logo após a discussão, a luz acaba, e estranhos fenômenos começam a acontecer com os convidados, questionando a noção de realidade.


Esse é um ótimo filme para quem gosta de obras que dão um nó no cérebro. Um sci-fi de baixo orçamento, filmado em apenas cinco dias e que consegue fazer a mente bugar e levantar várias questões. A temática gira em torno de universos paralelos e mostra que não é preciso orçamentos absurdos nem um excesso de efeitos especiais para fazer um filme que prenda a atenção - é tudo tão simples e ao mesmo tempo tão grandioso. Para assistir online, clique aqui

4. Lolita (1962)
(drama)


James Mason interpreta o professor Humbert Humbert, que aluga um quarto na casa de Charlotte, mãe de Lolita, de 15 anos. A senhora logo se apaixona pelo professor, mas ele só tem olhos para a ninfeta Lolita. Para ficar próximo da menina, Humbert chega a se casar com a mãe dela. Mas Charlotte um dia descobre sobre as intenções do marido; a história toma novo rumo, dando espaço a tragédia e a um romance entre padrasto e enteada.



Eu não li o livro Lolita, apesar de querer muito fazê-lo (ainda mais depois de assistir ao filme), então minha opinião sobre esse filme é só sobre o filme mesmo, e não levando em conta que ele é uma adaptação literária. Sempre tive uma certa curiosidade sobre essa obra mas não sei porquê, sempre adiei assistir. Logo nos primeiros minutos o filme me ganhou - Lolita tem outra adaptação para o cinema além dessa de 1962 do Kubrick, uma dos anos 90. Assisti as duas mas essa aqui me agradou muito mais. A trama de Lolita é conhecida pela maioria - um homem mais velho se casa com uma mulher apenas por interesse em sua filha (no livro Lolita tem 12 (!!!!) anos), e a história é toda contada do ponto de vista dele. Esse filme de 1962 encontrou muitos problemas, como a censura da época, e por isso muitas coisas são apenas sugeridas, ficando subentendidas. Mesmo assim, é um filme fantástico, sutil, quase ingênuo em algumas cenas, mas consegue aprofundar bastante o personagem principal e captar a atenção do espectador. Para assistir online, clique aqui

5. Marnie, Confissões de uma Ladra (1964)
(drama, mistério, policial)


Marnie é uma mulher perturbada psicologicamente que vai trabalhar para Mark Rutland e tenta roubá-lo. Só que Mark acaba casando com ela e tenta ajudá-la a curar sua doença, confrontando o seu passado.


Outro filme do Hitchcock essa semana :) A filmografia desse diretor cada vez me encanta mais. Marnie é um bom mistério psicológico (quem gosta de filmes do gênero provavelmente irá gostar), com um ritmo um pouco arrastado no início e talvez um pouco longo demais, mas que do meio para o fim engrena no ato de desvendar a origem de traumas que realmente capta a atenção e cria uma atmosfera de suspense bem interessante. Tem citações psicanalíticas meio bobinhas mas no geral é um filme bem interessante, com uma boa conclusão. Para assistir online, clique aqui


E por hoje é isso então <3 Gostaram das indicações? Já assistiram algum? Me contem nos comentários ^^ 

Testei: Tintura Casting Creme Gloss da L'Oréal Paris | Preto Azulado


Oi gente! Esse ano vão completar oito anos que tinjo meus cabelos de preto - e estou bem longe de enjoar dessa cor, que amo. Na última vez que tingi testei uma marca diferente de tinta, a L'Oréal Paris, e resolvi falar um pouquinho sobre essa tinta aqui no blog, pensando em auxiliar quem também está escolhendo uma tinta para tingir seus fios. Já resenhei outras tintas aqui no blog, como a MaxTon e a Koleston

Como já faziam três meses da última aplicação, eu tingi todo o cabelo - tanto a raiz quanto o comprimento - com a Casting Creme Gloss. A embalagem contém, além dos produtos habituais, um produtinho chamado "Geleia Real" para ser usado como condicionar. Ele promete manter a cor dos fios vibrante. 

Logo na aplicação da tintura eu gostei bastante - o cheiro é bem leve e agradável, diferente de muitas outras tintas que possuem cheiro forte. O folheto explicativo determina 20 minutos de descanso antes de fazer a lavagem dos fios, e foi o que fiz. 


A Casting não possui amônia na formulação, promete não ressecar os fios e durar até 28 lavagens. A tinta vai desbotando aos poucos, e saindo sempre nas lavagens - cuidado ao sair do banho com os fios molhados e vestir blusa branca, vai manchar. 

A tintura de fato não ressecou meus fios, um ponto bem positivo, e deixou a aparência geral do meu cabelo bem bonita, com bastante brilho. 


Foto tirada na mesma semana em que tingi os fios. 


Foto tirada QUATRO meses após tingir os cabelos. Sim, é absurdo. Essa tintura desbotou tão pouco nos meus cabelos que eu nem me lembrei de tingir novamente - só fui lembrar quando pensei em quantos meses fazia desde a última vez. Cortei meu cabelos umas três vezes nesse meio tempo, huahuah. 

Óbvio que a raiz estava bem gritante e pedindo pra ser tingida, mas como o crescimento do meu cabelo é extremamente lento isso não me incomoda muito. 

No fim das contas, sou só amor com essa tinta. Não pretendo trocar por enquanto, e recomendo para quem está procurando uma tinta para os seus cabelinhos. 

A Casting Creme Gloss custa em torno de R$25 e pode ser facilmente encontrada em farmácias e supermercados. :)

OOTD: Cerejinhas


Oi gente! No fim de semana passado fui numa festa/show estilo anos 50 e claro que não podia deixar de me vestir conforme a temática. Sempre gosto de inserir elementos de outras épocas nas minhas produções (principalmente 40's e 50's, que são minhas décadas preferidas esteticamente) mas prefiro fazer isso de uma forma menos literal - mas aproveitei a festa para ser bem óbvia, porque as vezes é uma delícia fazer isso também hahaha. E eu amei essa roupinha, se pudesse me vestiria assim todos os dias, me senti tão bonita e tão bem <3 E no fim das contas, é isso que importa, né? :)

O vestido maravilhoso de cerejinhas é da Newchic, fiquei apaixonada por ele, tem um modelo e um comprimento que adoro e a estampa é muito bonita. Ele vem com faixa de cetim para amarrar na cintura, mas troquei por um cinto preto e completei com cardigã customizado com patche de cerejinha e sapatos boneca. O vestido tem o tecido super leve, então para deixar com esse volume bem característico dos anos 50 eu usei uma anágua (ou saia de armação) que comprei recentemente no Aliexpress, nesse link aqui. Amei a peça, além de linda é bem útil para dar volume à saias e vestidos. 








Vestido: New Chic | Cardigã: Enjoei | Sapato: Fiveblu

O batom é o hipoalergênico da Alergoshop (resenha aqui). Nas unhas fiz bolinhas nos anelares, a intenção era fazer meia lua mas a baixa habilidade manual me impediu hahaha 

Bom, espero que vocês tenham gostado do post de hoje, me contem nos comentários o que acharam do outfit <3

Filmes Assistidos Recentemente


Oi gente! Hoje tenho mais cinco filminhos para indicar pra vocês, em diversos gêneros e tramas bem diferentes entre si também. Espero que vocês gostem <3

1. A Gripe (2013)
(ação, drama, suspense)


Bundang, no subúrbio de Seul, está passando por uma epidemia devastadora . Byung-woo morre em decorrência de um vírus desconhecido. No início, o vírus não recebe importância, e a população não se previne. Em pouco tempo, centenas de moradores da região são atingidos pelo vírus. O caos se instaura. O governo do país pede isolamento da área. Enquanto isso, um especialista procura o sangue que será capaz de desenvolver a vacina contra o vírus.


Pra quem gosta de obras sobre epidemias, esse filme é um prato cheio - e quem não é muito fã provavelmente não vai se decepcionar também, porque o filme vai bem além disso e explora as relações humanas. A obra coreana consegue impressionar mesmo num tema tão batido e tão explorado pelo cinema. A trama é envolvente, tem ótimas atuações, uma fotografia bonita e uma carga dramática que faz sentido dentro do contexto e faz o filme fluir bem. Vale a pena! Para assistir online, clique aqui

2. Rebecca, a Mulher Inesquecível (1940)
(mistério, suspense)


Uma jovem de origem humilde se casa com um riquíssimo nobre inglês, que ainda vive atormentado por lembranças de sua falecida esposa. Após o casamento e já morando na mansão do marido, ela vai gradativamente descobrindo surpreendentes segredos sobre o passado dele.


Rebecca é um filme absolutamente incrível que deveria ser mais conhecido do que já é. Consegue ter uma das melhores vilãs do cinema sem que essa não apareça nenhuma vez em cena - mesmo assim, sua presença preenche o filme inteiro. A história é fantástica, capta a atenção do espectador desde o início, tem ótimas reviravoltas e vai se revelando aos poucos, gerando uma expectativa que certamente é superada. Para assistir online, clique aqui

3. Frank (2015)
(comédia, drama, mistério)


A trama do filme mostrará a história de um aspirante a músico que consegue entrar para uma grande banda de rock. O grupo em questão é liderado por um músico que nunca tira sua grande cabeça de plástico. A história é baseada na vida de Chris Sievey, músico e comediante inglês, que formou a banda The Freshies e mais tarde fez peças e shows sob a alcunha de Frank Sidebottom.


Não acho que Frank esteja no mesmo "nível" dos outros quatro filmes, porque ele é um pouco mais fraquinho que os outros - mas mesmo assim, é um filme muito bonito, sensível e singular. Retrata a carreira de musicista ao mesmo tempo que questiona sobre doenças mentais e as noções de normalidade. Tem ótimos diálogos e frases que ficam marcadas na memória, além de ser fofinho e bonitinho em alguns momentos. Ótimas atuações, fotografia bonita e trilha sonora agradável de ouvir. Quem gosta de filmes indie não pode perder :) Para assistir online, clique aqui

4. O Que Terá Acontecido a Baby Jane?
(drama, suspense, terror)


Jane Hudson é uma artista que alcançou a fama quando menina e ficou conhecida como "Baby Jane". Agora envelhecida e distante do público há muitos anos, vive encerrada em uma mansão com sua irmã, Blanche Hudson desde um acidente que selou a sorte de ambas, terminou a carreira brilhante de Blanche e acelerou a decadência geral de Jane. Disposta a brilhar nos palcos novamente, Jane volta à Baby Jane, passando por cima de tudo e de todos para atingir seu objetivo. A trama surpreende e mostra que, como sempre, as aparências enganam: afinal, o que terá acontecido a Baby Jane?


Mais um desses filmes que a gente demora pra assistir e não entende o porquê. O Que Terá Acontecido a Baby Jane? é uma AULA de como fazer um bom filme - tudo nele é impecável, irretocável, e é impossível não terminar de assistir com a sensação de que viu uma obra prima. Um clássico que faz jus ao título, com atuações memoráveis e um desfecho que mostra que as aparências realmente enganam. Pra quem gosta de histórias com boas vilãs (e quem não gosta??) esse aqui é obrigatório. Para fazer o download clique aqui

5. Cidade dos Sonhos (2002)
(drama, mistério, policial, suspense)


Após um acidente de carro que lhe causa amnésia, uma mulher, acompanhada de uma aspirante a atriz procuram por pistas e respostas na cidade de Los Angeles, em uma estranha aventura em que sonhos e realidade se misturam.


Cidade dos Sonhos é um filme extremamente envolvente com uma trama repleta de acontecimentos e pouquíssimas respostas. É uma dessas obras que dão um nó em nossa mente, são difíceis de compreender por completo e a gente fica pensando em mil teorias depois de assistir. Pra quem gosta de filmes onde a interpretação é fundamental, indico esse fortemente. A experiência de assisti-lo é incrível. Para fazer o download clique aqui


E por hoje é só <3 Gostaram dos filminhos? Já assistiram algum? Ficaram interessados em algum deles? Me contem nos comentários. 

OOTD: Legging e Sweater


Ei gente! O outfit de hoje é bem casual, como o que tenho usado para ir à faculdade agora que esfriou. Como não sou muito fã de calças jeans e as vezes tenho preguiça de usar o combo saia + meia-calça, acabo optando pelas leggings com a parte de cima mais compridinha, por ser mais mais confortável. Dessa vez combinei com sweater da She In (os detalhes da gola e da camisa na parte de baixo são da própria peça), casaquinho larguinho da Sammydress e coturnos. Uma combinação bem simples, mas confortável, quentinha e com alguns detalhes charmosos. 







Casaco: Sammydress | Sweater: She In | Coturno: Vilela Boots


O batom é o Amour nº30 da Panvel (resenha aqui). O anel de camafeu é da É Tipo Audrey

Eu confesso que não curto muito publicar outfits assim, porquê eu não sou muito chegada nos ~básicos. Mas é bom pra lembrar que nem tudo é 'montação' e o que compartilhamos nos blogs e/ou em nossas redes sociais é só o que escolhemos compartilhar e não corresponde nem de longe ao todo.

Bom, espero que vocês tenham gostado, me contem aí embaixo o que vocês tem usado nesse friozinho <3