Resenha: Batom Roots Rock da Vult


Oi gente! Logo que a Vult lançou a coleção Let's Rock repleta de batons metalizados eu me interessei e fui conferir as novas cores. A maioria é muito linda e eu usaria quase todos, mas o que mais fiquei desejando foi o Roots Rock - esse cinza chumbo metalizado maravilhoso :)

Achei ótimo uma marca acessível como a Vult investir em cores mais "ousadas" para o mercado nacional que ainda é tão tradicional. As cores dessa coleção estão incríveis, vale a pena dar uma olhada. 

Como estava desejando muito um batom cinza que fosse preferencialmente escuro, me encantei por esse. O acabamento metalizado é novidade pra mim, que não tinha nenhum batom do gênero, mas gostei bastante. 


A embalagem é toda preta com transparência na tampa, para enxergarmos a cor do produto. A textura é ótima e o batom é um matte confortável, que não resseca os lábios. Sem comer dura umas 4h intocado, ao comer ele sai no centro dos lábios e exige um retoque. O cheiro é bem leve e agradável.

A cor e o acabamento metalizado são lindíssimos e mesmo sendo um batom bem escuro não é nada parecido com um preto, ambos são lindos mas bem diferentes. 


Aqui nos lábios, com uma camada. Ele é bem pigmentado, espalha bem e fica sequinho e confortável nos lábios. Com uma camada já fica totalmente uniforme, não escorre e não fica transparente. 

No fim das contas, apesar de não ser um batom que uso com tanta frequência, adorei tê-lo comprado e ele sempre dá um toque diferente para uma produção super básica. 


Fotinho de rosto usando ele :) Adoro combiná-lo com peças mais "fofinhas" para dar um bom contraste.

Paguei R$18 dinheiros nele, um preço bacana pela qualidade do produto. 

E vocês, o que acharam? Gostaram da cor? Me contem nos comentários <3

Filmes Assistidos Recentemente


Oi gente! Mais cinco filminhos incríveis pra indicar pra vocês: os dessa semana me são particularmente queridos, são ótimos! Adoro filmes em preto e branco e isso já se tornou comum pra mim, mas para quem ainda tem um pouco de preconceito com o cinema mais antigo, só posso aconselhar deixar isso de lado e se aventurar por algumas obras incríveis e antiguinhas. Trouxe três assim no post de hoje, bem diferentes entre si mas amei todas. Espero que vocês gostem também! ^^ 

1. Os Incompreendidos (1959)
(drama, policial)


Os Incompreendidos é um filme francês dirigido por François Truffaut. O filme narra a história do jovem parisiense Antoine Doinel, um garoto de 14 anos que se rebela contra o autoritarismo na escola e o desprezo dos pais Gilberte e Julien Doinel. Rejeitado, Doinel passa a faltar as aulas para freqüentar cinemas ou brincar com os amigos, principalmente René. Com o passar do tempo, as censuras o direcionarão, vivenciará descobertas e cometerá delitos em busca de atenção.


Esse filme é absolutamente incrível e eu acho mesmo difícil que alguém possa não gostar de assisti-lo. Retrata a vida de uma criança negligenciada pelos pais, imersa num sistema educacional falho e diante da falta de perspectivas em relação a vida e ao futuro. Excelente para se pensar que crianças "problemáticas" talvez sejam fruto do meio em que vivem, em Os Incompreendidos vemos tudo aquilo que existe por trás do rótulo de "rebelde" ou "criança problema". Para assistir online, clique aqui.

2. Mundo Cão (2016)
(drama)


Mundo Cão conta a história de Santana, que trabalha recolhendo cachorros abandonados para o Controle às Zoonoses, e um dia é abordado por um furioso homem que se diz dono de um enorme cão apreendido


Eu adoro o cinema nacional, adoro as atuações do Lázaro Ramos e encontrar Mundo Cão na Netflix foi uma agradável surpresa. Apesar de ser classificado apenas como drama, eu diria que ele está muito mais para dramédia, essa mistura deliciosa de comédia com drama. O filme tem momentos extremamente cômicos e uma história interessante e original que prende o espectador. Para assistir online, clique aqui. *Disponível na Netflix. 

3. Irene, a Teimosa (1936)
(comédia, romance)


Família de milionários acredita estar fazendo uma boa ação ao contratar homem que pensam ser mendigo para trabalhar como garçom em sua mansão. Mas eles estão prestes a aprender uma lição. 


Esse foi um que eu nem fazia questão de assistir, mas tava de bobeira na sessão de clássicos da Netflix e eu resolvi apostar - e meu deus, que filmaço, adorei do início ao fim. É um filme leve, divertido, engraçadíssimo em certos momentos, com uma história que pode parecer absurda para os dias atuais mas que mesmo assim não se transformou num filme datado. Tem críticas sutis e engraçadas à burguesia da época, personagens cativantes e um romance que nos faz torcer para que dê certo. Para assistir online, clique aqui. *Disponível na Netflix.

4. 3096 Dias (2013)
(drama)


Uma jovem austríaca é raptada e mantida em cativeiro durante oito anos. Baseado na história real de Natascha Kampusch.


Filmes baseados em fatos reais sempre chamam a atenção, ainda mais numa história tão cruel e absurda como essa. Retratando de forma realista os oito anos de sequestro de uma menina e a transição desta da infância para a adolescência enquanto está confinada, o filme é pesado, angustiante, tenso e com uma atmosfera densa. O filme inteiro é angustiante mas excelente de ser assistido, com ótimas atuações e uma fotografia muito bonita. Para assistir online, clique aqui. *Disponível na Netflix. 

5. Do Mundo Nada Se Leva (1938)
(comédia, romance)


Tony Kirby é um rapaz rico e de família difícil. Alice Sycamore é sua secretária, de família mais humilde. Ambos estão apaixonados e pretendendo se casar. Quando as famílias resolvem se conhecerem, Anthony P. Kirby, o pai de Tony, descobre que o pai de Alice é dono de um pequeno terreno em uma área comercial que era de seu interesse, e não a vende de jeito nenhum. No meio de muita confusão, todos percebem os verdadeiros valores da vida antes que seja tarde demais.


Esse filme é delicioso de assistir! E sim, estou descobrindo aos poucos uma paixãozinha por comédias românticas antiguinhas, mas Do Mundo Nada Se Leva é um filme que vai bem além disso. A obra é leve, divertida, com personagens e momentos adoráveis mas com uma forte crítica social sobre a necessidade desmedida de se ter dinheiro, em detrimento das coisas que de fato importam. Vale muuuito a pena assistir, é do tipo de filme que deixa um sorriso no rosto quando acaba. Ganhou o Oscar de melhor filme na época. Para assistir online, clique aqui


E por hoje é só! :D Me contem nos comentários se já assistiram algum ou se ficaram com vontade de ver <3

OOTD: Saia Longa de Poás


Oi gente! Semana passada eu recebi um pacote da Lovely Wholesale com algumas peças que escolhi no site, incluindo essa saia longa e o harness (esse acessório de pescoço preso à cintura). Apesar de adorar saias midi, as longas não fazem tanto a minha cabeça - e ter escolhido essa com estampa de bolas bem grandes foi um pouco sair da minha zona de conforto, rs. Por causa disso, combinei com top cropped (que nem apareceu, pela cintura bem alta da saia) preto, assim como o harness e o cinto em preto. Acho que essa é sempre a forma mais fácil de usar roupas que temos um pouco de dificuldade nas combinações, né? haha 

Não preciso nem dizer que estou louca para "reformar" essa saia e transformá-la numa midi, certo? Como o tecido é mais estruturado, acho que vai ficar lindo nesse comprimento. 








Saia: Lovely Wholesale | Harness: Lovely Wholesale | Top e Brinco: Aliexpress

Apesar de adorar esses brincos de olhos e de tê-los comprados há um tempão, uso pouco e nunca havia aparecido aqui no blog. Apesar disso, acho que eles funcionam muito bem numa produção mais séria, exatamente pra contrastar com isso. 

O esmalte é o Psico da Risqué e o batom é o Sapatilha da Dailus :) O anel de pentagrama é da Dark Prophecy (10% de desconto com o cupom chanelfake) e o anel de aranha é um velhinho comprado na minha cidade mesmo, estava feio pela ação do tempo e "reformei" com esmalte preto - quem nunca fez isso com bijuterias velhas, né? HAUAHUAU

Espero que vocês tenham gostado do post de hoje <3 Acham boa a ideia de transformar essa saia numa midi? Me contem nos comentários <3

Resenha: Uma Criatura Dócil, de Dostoiévski


Todos que gostam de ler tem seus escritores preferidos, e não nego nesse humilde bloguinho que Dostoiévski figura entre meus mais queridos. Seus livros pra mim são como um refúgio, obras onde eu sei que vou encontrar elementos que me agradam. Mas Uma Criatura Dócil me pegou desprevenida, me emocionou e me agradou tanto que eu parecia estar descobrindo algo novo, e não lendo um livro de um autor que já li inúmeros outros e conheço "de cor e salteado" os elementos do estilo. Uma Criatura Dócil é para todos: os que amam os clássicos, os que não entendem o que vemos de tão bom nessa 'velharia', para os que tem intimidade com esse autor russo e para os que nunca sequer ouviram falar em seu nome - é para todos. Uma leitura extremamente agradável e prazerosa, repleta de emoções diversas. 

O livro inicia com o próprio autor fazendo alguns comentários a respeito de seu texto: Dostoiévski o classifica como "fantástico", embora tenha um fundo realista. Essa parte é muito interessante porque há a sensação do escritor estar falando diretamente com nós, leitores. 

A partir daí inicia-se Uma Criatura Dócil, a novela de pouco mais de 100 páginas escrita em cerca de trinta dias. No livro acompanhamos a história de um casal recém casado: ele, o dono de uma loja de penhores, com 40 anos de idade; ela, órfã, sem ao menos ter completado 16. O livro todo é narrado em primeira pessoa por ele.


No primeiro capítulo, a sentença: a menina cometera suicídio. E a partir deste fato a narrativa é construída, com o marido contando os acontecimentos que antecederam a morte da esposa e tentando entender seus motivos. Essa narrativa é revestida de muita emoção e demonstra um forte abalo psicológico por parte do narrador. A angústia, a tristeza e a culpa são sentimentos fortemente evocados pela história. Em poucas páginas Dostoiévski consegue criar dois personagens extremamente complexos e verossímeis, com histórias banais mas particularidades que captam a atenção do leitor. Algo muito presente em suas obras e que também aparece nesta aqui são os fortes conflitos psicológicos dos personagens, a ênfase nos conflitos de ordem interna acompanhando os de ordem externa. 

Uma Criatura Dócil me sensibilizou ao extremo, em especial os últimos capítulos, que me tocaram muito. A leitura flui num ritmo excelente, os capítulos curtos são ótimos e não dá vontade de parar de ler. Além disso, a história pode ser pensada sob vários ângulos, e um dos que mais ficou martelando minha mente no decorrer da leitura foi a relação de poder que se estabeleceu por conta da enorme diferença de idade. No fim das contas, a história da menina de quinze anos, tão desprezada que nem nome tinha, é uma história de tristeza, humilhação e jogos de poder. Sendo órfã, não conseguindo emprego e vivendo uma relação conturbada com as tias que a criavam, ela enxerga o casamento como uma única possibilidade de escape. A maior tristeza de todas é compreender que Uma Criatura Dócil é a história de uma menina que preferiu a morte à submeter-se.

Me vi presa a essa trama, com diversos sentimentos sendo evocados a medida que a história vai sendo concluída. Uma Criatura Dócil é uma obra que certamente mexe com a nossa emoção. Uma história curta, porém marcante, difícil de tirar da cabeça depois que acaba - e eu acabei assim, aos prantos e ainda mais fascinada pelo universo de Dostoiévski. Recomendo à todos que gostam de um bom livro :)

Filmes Assistidos Recentemente


Oi gente! Hoje trouxe mais cinco filminhos para indicar pra vocês. As tramas são bem diferentes entre si, tem filmes de várias épocas e gêneros. Espero que vocês gostem tanto quanto eu ^^ 

1. Chinatown (1974)
(drama, mistério, thriller)


Jack Nicholson é o detetive Jake Gittes, sobrevivendo no clima ensolarado e de moral obscura, na Califórnia do período anterior à guerra. Contratado por uma bela socialite para investigar o caso extraconjugal de seu marido, Gittes é colhido num furacão de situações dúbias e tradições mortais, desvendando uma teia de escândalos políticos e pessoais, que se chocam em uma única e inesquecível noite em... Chinatown.


Chinatown é um clássico dos anos setenta, que tem um ótimo ritmo e uma trama que vai se desenrolando aos poucos, criando um clima de suspense e uma certa tensão que deixa o espectador aflito. Tem uma atuação inesquecível do Jack Nicholson e momentos impagáveis, assim como um ótimo final. Enfim, é um filmaço que merece ser visto. Para assistir online, clique aqui

2. A Loja da Esquina (1940)
(comédia, drama, romance)


Em Budapeste vive Alfred, o empregado de uma pequena loja de confecções, que se apaixona por Klara, uma garota com quem se corresponde sem nunca tê-la visto. Por coincidência Klara se emprega na loja em que Alfred trabalha e passa a hostilizá-lo, sem saber que ele é a pessoa com quem troca correspondências. Quando Alfred enfim descobre a verdade e está prestes a se revelar para Klara ele termina sendo demitido de seu emprego, por seu patrão acreditar que seja ele o amante de sua esposa.


Não sou nada fã de comédias (ou dramédias, nesse caso) românticas, mas essa me fisgou. Uma história inocente conduzida de forma incrível, com ótimas atuações (James Stewart mais uma vez arrasando como protagonista) e um romance bem clichê, daqueles em que o casal se odeia no início para depois se apaixonar, mas com pitadas de originalidade que deixam o filme maravilhoso. Enfim, quem gosta de romances e filmes leves e delicados precisa assistir esse aqui. Para assistir online, clique aqui.

3. Machuca (2004)
(drama)


Chile, 1973. Gonzalo Infante é um garoto que estuda no Colégio Saint Patrick, o mais conceituado de Santiago. Gonzalo é de uma família de classe alta, morando em um bairro na área nobre da cidade com seus pais e sua irmã. O padre McEnroe, o diretor do colégio, inspirado no governo de Salvador Allende decide implementar uma política que faça com que alunos pobres também estudem no Saint Patrick. Um deles é Pedro Machuca que, assim como os demais, fica deslocado em meio aos antigos alunos da escola. Provocado, Pedro é seguro por trás e um deles manda que Gonzalo o bata, que se recusa a fazer isto e ainda o ajuda a fugir. A partir de então nasce uma amizade entre os dois garotos, apesar do abismo de classe existente entre eles.


Machuca é um filme pesado e triste que traz como pano de fundo uma temática bastante cruel, mas é contado do ponto de vista das crianças - e isso funciona perfeitamente. É infelizmente muito atual, apesar da data dos fatos contados. A história é densa, o filme é emocionante, intenso, tocante e forte, muito forte, como um soco no estômago. Mais uma prova da grandiosidade do cinema latino. Para fazer o download clique aqui

4. Aconteceu Naquela Noite (1934)
(comédia, romance)


Peter Warren, um jornalista desempregado, encontra Ellie, a filha de um milionário que fugiu do iate de Alexander Andrews, seu pai, pois este não aprova quem ela escolheu como marido. Peter vê a oportunidade de obter uma boa matéria, mas vários fatos criam uma forte aproximação entre eles.


Duas comédias românticas no mesmo post, o que está acontecendo comigo??? hahaha Essa aqui foi outra que eu adorei, a história é super divertida e a personagem principal é bem a frente de seu tempo. É um filme que não envelheceu, mesmo sendo dos anos 30. A química entre o casal principal é incrível e basicamente essa se tornou uma das minhas comédias românticas favoritas de todos os tempos, quem gosta do gênero precisa assistir porquê é uma graça de filme mesmo, totalmente encantador. Para assistir online, clique aqui

5. Encaixotando Helena (1993)
(drama, mistério, romance, suspense)


Nick Cavanaugh, um famoso cirurgião, fica obcecado pela beleza de Helena, uma prostituta. Ela o rejeita, mas mesmo assim ele tenta convencê-la que um necessita do outro. No entanto ela tem outros planos, mas acaba sendo vítima de um terrível acidente que a deixa nas mãos do médico, que tem então uma macabra ideia para não mais perdê-la.


Esse filme não é uma unanimidade, e ele também não é perfeito, mas eu admito que gostei bastante de Encaixotando Helena. A obra é cheia de bizarrices e as usa para retratar o amor em sua faceta mais perigosa: a obsessão, o sentimento de posse e a paixão doentia. É um filme ousado e diferente, mas tem que embarcar na loucura para gostar. O final decepciona um pouco, mas nada que diminua o valor do desenvolvimento. Para assistir online, clique aqui.


E por hoje é só :) Ficaram com vontade de assistir algum? Me contem nos comentários :))

Recebidos: Dark Prophecy


Oi gente! Há algum tempo chegou aqui em casa um pacotinho superespecial da Dark Prophecy,  que tornou-se parceira aqui do blog (contei mais nesse post aqui). Nele vieram alguns acessórios lindos, que ainda aparecerão muito nos posts de ootd, mas quis fazer um post especial com todos eles e detalhes sobre as peças. 

A Dark Prophecy é uma loja online nacional especializada em acessórios místicos e alternativos. As peças combinam autenticidade, beleza e bom preço. Vale muito a pena dar uma passada no site e se encantar com a variedade de peças lindas <3 

Eu recebi cinco acessórios: duas gargantilhas, um par de brincos, um colar e um anel. Todos lindíssimos e fáceis de usar e combinar. 


Começando por um dos meus preferidos, o anel de pentagrama. Há tempos desejava um assim e fiquei feliz de recebê-lo <3 Ele é discreto mas é muito bonito, eu adoro a combinação de preto com prata e esse anel é ótimo para combinar com vários outros. 


Estou usando muito ele, quase todos os dias. O anel é regulável, dá pra comprar sem medo porquê vai caber no dedo! :) Custa R$9,90 no site, o link direto é esse aqui


Os brincos são inteiramente pretos, exceto alguns pequenos detalhes em prata, em formato de gotas, muito elegantes e fáceis de combinar. Ficam especialmente bonitos com os cabelos presos, ainda quero usá-los assim. 


Os detalhes da peça. Custa R$9,90 e o link direto no site é esse aqui.  


Essa gargantilha conseguiu ser fofinha e trevosa ao mesmo tempo, por isso amei hahaha Tem a combinação de lacinho preto com pingente de pentagrama


Aqui mais de perto. Uma graça, né? Também custa R$9,90 (está em promoção!) e o link dela é esse aqui


E esse colar de camafeu com morceguinho dentro gente? Não é a coisinha mais linda? Esse eu também tenho usado muito, porque ele é lindo demais e combina com qualquer roupa. 


Dá pra usar mais curtinho ou mais comprido como nessas fotos, o que é ótimo. Ele custa R$15 e o link direto no site é esse aqui


Merecia mais uma fotinho, né? :))


E por último essa gargantilha de veludo com spikes e detalhe de caveirinha no centro. A mais trevosinha, linda também, ótima para combinar com blusinhas pretas e básicas.


Eu adoro o toque do veludo e as peças feitas nesse material. Essa gargantilha custa R$15 no site (está em promoção) e o link dela é esse aqui


Além das peças lindas e de boa qualidade, outra coisa que me chamou a atenção na Dark Prophecy é o cuidado com os detalhes: a gente sabe que eles são importantes e é ótimo quando as lojas se preocupam com eles. Uma prova disso são os fechamentos das gargantilhas, com esse lindo detalhe de cadeado


O pacotinho também acompanha esse lindo marca páginas vermelho com morceguinhos (óbvio que adorei e já estou usando) e uma cartinha com dicas de cuidados com bijuterias. 

E pra deixar tudo mais legal, os leitores do Chanel Fake tem descontinho na loja: 10% com o cupom chanelfake - só digitá-lo na caixa de cupom de desconto, lá no carrinho de compras. Com esse desconto e os precinhos amigos da loja dá pra ser beeem feliz, né? :))


E vocês, o que acharam dos acessórios da Dark Prophecy? Também morreram de amores pela loja? Me contem tudo nos comentários <3