Série: 3%


A primeira série brasileira produzida pela Netflix causou um alvoroço na internet logo em seu lançamento - as opiniões a respeito da trama ficaram bastante divididas, com muita gente tendo gostado e tantos outros tendo detestado a série. Eu, claramente, fiquei dentro do primeiro grupo - e por isso trouxe essa indicação pra vocês hoje. 

A ideia da série surgiu de uma websérie feita em 2011, e em 3% somos apresentados a uma trama distópica sobre um mundo totalmente devastado pela miséria, onde todos, ao terem completado 20 anos, são submetidos a um Processo que pode mudar suas vidas e levá-los para o Maralto, um lugar com condições de vida muito superiores. Mas apenas 3% dos jovens submetidos ao Processo consegue passar para o outro lado. 


Com o descontentamento de algumas pessoas que vivem na parte pobre e julgam o Processo como injusto e cruel, acaba surgindo a Causa - um movimento formado por pessoas que visam destruir o sistema vigente e proporcionar melhores condições à todos.

Com críticas óbvias à desigualdade social e a falsa ideia de meritocracia, 3% traz alguns atores nacionais consagrados (como João Miguel, protagonista do filme Estômago) e outros tantos desconhecidos do grande público. Alguns aspectos técnicos deixam bastante à desejar, assim como as atuações de alguns atores, mas a história tem bastante potencial. 

São quatro os personagens principais da série, que estão se submetendo ao Processo: Michele, Fernando, Joana e Rafael. Todos tem personalidades bastante distintas e são personagens complexos, com histórias e motivações interessantes. Alguns acabaram cativando mais os espectadores do que outros. 


No geral, a série futurista de drama e ficção científica consegue trazer várias temáticas interessantes e formar paralelos com a realidade atual. 

Os figurinos são precários e algumas atuações são dignas de pena, o que coincide com o baixo orçamento dispensado à produção. Em contraponto, eu realmente adorei a trilha sonora, que trouxe músicas de samba e MPB tão características à cultura brasileira. 

A narrativa é envolvente, embora um pouco entediante em alguns pontos. Essa primeira temporada, que conta com 8 episódios e média de duração de 40min aborda somente o Processo, não conseguimos sequer vislumbrar o Maralto - o que conserva as expectativas para a segunda temporada. 


Com falhas óbvias mas um potencial imenso, 3% é uma série para quem gosta de tramas distópicas mas também adora histórias dramáticas. As produções nacionais precisam de um incentivo e de uma quebra de preconceitos, por isso, vale a pena deixar o seu de lado e conferir a primeira temporada de 3% - e torcer para que a segunda seja melhor que a primeira

E vocês, já assistiram essa série? Quais foram suas impressões sobre ela? Me contem nos comentários, vamos conversar! :)

2 comentários:

  1. Mlr estou doida pra assistir essa série, quando fiquei sabendo que era brasileira a minha curiosidade só aumentou! Espero estar no grupo dos que tenham amado a série, hahah, pq o estilo dela tem tudo pra me conquistar! E obrigada por ter resenhado, deu pra saber um pouco mais sobre ela ;)
    Beijão!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Anna! hahah Espero que tu goste também, eu gostei bastante, assisti duas vezes até HAHUHAUAH Depois me conta o que tu achou.
      beijos

      Excluir

♥ Não comente se não tiver lido a postagem, spams são desrespeitosos e serão imediatamente excluídos ♥
♥ Você tem um blog? Deixe seu link ao final do comentário, vou adorar conhecê-lo ♥
♥ Sua opinião é muito importante e eu sempre quero lê-la, aqui você pode discordar sempre que quiser - mas mantenha o respeito ♥
♥ Os comentários sempre são respondidos, mesmo que demore alguns dias. O blogger não avisa quando alguém responde seu comentário, para receber a resposta é necessário marcar a caixa "notifique-me" quando for escrevê-lo ♥

Fanpage | Instagram | LookBook.nu

Tem alguma dúvida ou sugestão?
Você pode entrar em contato comigo pelo e-mail chanelfakeblog@outlook.com