Resenha: Flush - Memórias de um Cão, de Virginia Woolf


Quando me deparei com esse livro da autora Virginia Woolf - da qual já me apaixonei por algumas obras - com essa capa linda com um Cocker Spaniel, confesso, nem li sobre o que se tratava e comprei. Posteriormente, ao saber qual era a trama, me encantei ainda mais com a autora e no decorrer do livro pude entender porquê Flush foi uma de suas obras mais aclamadas pela crítica da época, e um sucesso de vendas. 

Flush é o cachorro de companhia de Elizabeth Barret, uma poetisa londrina que tinha a saúde frágil e raramente saía do próprio quarto. A ideia de escrever um livro sobre o cachorro Flush surgiu quando Virginia leu as cartas de amor trocadas entre Elizabeth e Robert Browning, Ele escrevia poemas para ela, e chegou a visitá-la em sua casa, os dois se apaixonaram e casaram escondidos. Virginia quis contar essa história sob a perspectiva incomum do cachorro, e o fez de forma memorável em seu livro.


Parece estranho uma história inteira através da perspectiva de um animal, né? Eu também achei, e meu primeiro impulso foi "eu preciso ver como isso vai ser". Virginia explora com inteligência os sentidos do animal, utilizando principalmente o olfato como aliado para entendermos como Flush se sentia, e como era o ambiente que o cercava. Seus sentimentos de ciúme e possessividade em relação à Elizabeth, principalmente quando as visitas do poeta Browning começaram a ocorrer, também são muito bem exploradas na trama. Aos poucos, vamos compreendendo o mundo para Flush, e seu amor por correr livre nos campos sacrificado para que ele pudesse passar tanto tempo aos pés de Elizabeth, dentro do quarto,

O carinho que o cachorro sente por sua dona é certamente uma das coisas que torna Flush - Memórias de um Cão um livro muito sensível, bonito e emocionante. Também é válido lembrar que ele era um cão de raça, que atendia à todos os padrões Cocker Spaniel, e pertencia a uma família rica - também é através de Flush que Virginia Woolf tece críticas à aristocracia vitoriana. 

É surpreendente a forma com que Virginia transformou uma história simples e cotidiana em algo tão grandioso como esse livro. Ele possui 150 páginas, um ritmo ótimo, difícil de parar de ler, e uma narrativa leve, despretensiosa e genial ao mesmo tempo.  Recomendo para todo mundo, e principalmente para quem ainda não leu nada da autora - Flush é certamente uma ótima pedida para adentrar o universo dessa escritora tão importante para a história da literatura.

3 comentários:

  1. Gente, que genial! Vou ler e depois emprestar para a minha avó, tenho certeza que ela vai amar a história!

    Um beijo,
    Foca no Glitter

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! É muito bacana mesmo, se ela gosta de ler e gosta de cães é sucesso na certa :3
      beijos

      Excluir
  2. Nunca tinha ouvido falar desse livro, mas fiquei super interessada. Deve ser algo bem diferente ler um livro que conta a história a partir da visão de um animal.
    Sem falar que livros com personagens animais importantes são sempre tão lindos... ^^
    Adorei a indicação!
    bjin

    http://monevenzel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

♥ Não comente se não tiver lido a postagem, spams são desrespeitosos e serão imediatamente excluídos ♥
♥ Você tem um blog? Deixe seu link ao final do comentário, vou adorar conhecê-lo ♥
♥ Sua opinião é muito importante e eu sempre quero lê-la, aqui você pode discordar sempre que quiser - mas mantenha o respeito ♥
♥ Os comentários sempre são respondidos, mesmo que demore alguns dias. O blogger não avisa quando alguém responde seu comentário, para receber a resposta é necessário marcar a caixa "notifique-me" quando for escrevê-lo ♥

Fanpage | Instagram | LookBook.nu

Tem alguma dúvida ou sugestão?
Você pode entrar em contato comigo pelo e-mail chanelfakeblog@outlook.com