Resenha: O Tigre na Sombra, de Lya Luft


O Tigre na Sombra é o segundo livro da Lya Luft que tive o prazer de ler. Comprei nas férias, quando fui para a praia, numa tabacaria com poucos livros, mas esse me chamou a atenção - já queria ler outro dessa autora há algum tempo. 

Pela segunda vez me surpreendo com a incrível capacidade que a autora tem de criar uma atmosfera tão envolvente e de nos apresentar a uma história simples porém tão emocionante num número de páginas tão pequeno - 128, que podem ser lidas numa única tarde livre. A leitura flui num ritmo impressionante e logo nas primeiras páginas nos sentimos absorvidos pela história. 

O livro é narrado em primeira pessoa pela personagem principal que é, ao mesmo tempo, Dolores e Dôda - assim, uma pessoa só, mas dividida em suas duas faces: Dôda, a menina sonhadora e Dolores a realista. 

Dôda é uma menina que nasceu com uma perna mais curta que a outra e convive com a rejeição da mãe e o carinho de um pai alcoolista, anulado pela mãe autoritária. Ela tem uma irmã, Dália, a qual chama de "perfeita" - Dália é bailarina, tem as duas pernas do mesmo comprimento e todo o carinho da mãe, sempre disposta a desculpá-la.


Admiro o dom de Lya em transformar uma história que a princípio é bem simples em algo tão mágico e fascinante. Acompanhamos Dôda e Dolores em sua batalha interna e outros personagens da família, como a mãe, o pai, a irmã "perfeita" e também seus avós, que vivem na praia, na Casa do Mar. Os avós são o porto seguro de Dôda, e a Casa do Mar seu refúgio.  

Na obra, a realidade e a fantasia se misturam, com Dôda ora enxergando sua outra parte ao ver-se no espelho (Dolores), ora vendo um lindo tigre de olhos azuis no quintal de sua casa. Acompanhamos o crescimento e amadurecimento da personagem principal, seu enfrentamento aos padrões de beleza que posteriormente pairavam em sua cabeça dizendo que jamais poderia ser amada, sua rebeldia adolescente, seus amores e desamores na vida adulta... e o crescimento dos demais personagens também, com suas histórias interligadas. 

Em diversas passagens a leitura é muito emocionante, cheguei a chorar em alguns momentos. Aborda a questão da morte enquanto Dôda cresce e seus familiares morrem. A leitura flui de um jeito muito singular, não consigo comparar o estilo de escrita da Luft com o de nenhum outro autor, é realmente muito particular e bonito. 

Indico para qualquer pessoa que queira um livro fácil e rápido de ser lido, mas ao mesmo tempo tão profundo, marcante e emocionante.

3 comentários:

  1. Nossa, conheço muita gente em situações parecidas, mas nunca vi livro trazendo esse enredo.
    Vou procurar para ler,

    Um beijo,
    Foca no Glitter

    ResponderExcluir
  2. Não li nenhum livro dessa autora ainda, mas sua resenha me fez ficar com uma imensa vontade de o fazer. O livro parece realmente bom. ^^
    bjin

    http://monevenzel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

♥ Não comente se não tiver lido a postagem, spams são desrespeitosos e serão imediatamente excluídos ♥
♥ Você tem um blog? Deixe seu link ao final do comentário, vou adorar conhecê-lo ♥
♥ Sua opinião é muito importante e eu sempre quero lê-la, aqui você pode discordar sempre que quiser - mas mantenha o respeito ♥
♥ Os comentários sempre são respondidos, mesmo que demore alguns dias. O blogger não avisa quando alguém responde seu comentário, para receber a resposta é necessário marcar a caixa "notifique-me" quando for escrevê-lo ♥

Fanpage | Instagram | LookBook.nu

Tem alguma dúvida ou sugestão?
Você pode entrar em contato comigo pelo e-mail chanelfakeblog@outlook.com