Filmes Assistidos Recentemente


Oi gente! Hoje tem indicação de três filmes que eu gostei muito - um deles entrou pros meus favoritos, inclusive. Aproveitando que segunda é feriado, nada melhor do que escolher um filminho pra assistir por esses dias, né? Confere só o que tem de bom hoje: 

1. Antiviral 
(ficção científica, terror)


Depois de ser infectado com o vírus que matou a super estrela Hannah Geist, Syd March deve desvendar o mistério que envolve a morte dela para poder salvar sua própria vida.


Esse filme superou imensamente minhas expectativas. Começando que não entendi o porquê de estar inserido na categoria de terror, porque de clichê de filme de terror esse aqui não tem nada. A fotografia é uma das coisas mais lindas que já vi no cinema: todo o destaque para as cores branco e vermelho na maioria das cenas, deixando o filme com uma estética padronizada e surreal de tão linda. O filme é longo e cansativo em algumas partes, o que acaba sendo um ponto fraco indiscutível. Poderia ser uma obra-prima, mas ficou só no bom mesmo. A temática retratada (de extremo fanatismo por celebridades) é muito interessante e surte vários questionamentos. Não esqueçam que ele é de ficção científica, então não esperem ver um filme bem "pé no chão" porque ele tem seus momentos nonsense também. Para assistir online, clique aqui

2. Tom na Fazenda
(drama, suspense)


A história de Tom, um jovem que está de luto pela morte de seu parceiro. Quando conhece a família do falecido, Tom descobre que a mãe não sabia da situação do filho nem muito menos da relação que mantinha com Tom.


Se eu já não fosse apaixonada por cinema, esse filme teria me transformado em uma. Não sei nem o que dizer sobre ele, porque estou extasiada desde que assisti (e já faz mais de uma semana) e ainda não me recuperei, a vontade é de assisti-lo mais um milhão de vezes. Na minha opinião a palavra que melhor define Tom na Fazenda é genial. Adoro o diretor dele (Xavier Dolan) e assim que descobri que havia um filme dele que eu ainda não havia visto, fui logo assistir - sem ler sinopse nem nada. E me surpreendi tanto, mas tanto. O enredo é bem simples e ao contrário do que possamos imaginar pela sinopse, não há tensão entre Tom e a mãe do seu falecido namorado - mas entre Tom e o irmão deste. São poucos personagens e uma atmosfera muito envolvente e sufocante, a história é repleta de violência e tensão sexual, tentar entender os personagens (porquê agem de tal maneira e quais seus propósitos) são, pra mim, a grande questão nesse filme. Entrou pra minha lista de favoritos e estou completamente apaixonada por ele <3 Para assistir online, clique aqui

3. Teenage Dirtbag 
(drama)


Conta a história de uma cheerleader bastante popular na sua escola que é assediada por um colega, até que ambos são colocados na mesma classe de escrita criativa. Através das palavras escritas, eles desenvolvem um forte vínculo de confiança, companheirismo e amor, mas será que este vínculo conseguirá resistir a um mundo elitista, recheado de preconceitos sociais e à pressão do seu ambiente familiar?


Mais um filminho que conheci pelos sites de cinema cult por aí, nunca havia lido sobre ele e foi até difícil encontrar imagens dele na internet, mas gostei muito também. O que está por trás do comportamento agressivo, o que acontece quando rotulamos um jovem como "sem futuro" ou "delinquente"? Consegue abordar várias temáticas, até violência doméstica e abuso sem se perder no roteiro. É baseado em fatos reais e é triste, bem triste. Recomendo pra quem gosta de um bom drama mesmo. Para assistir online, clique aqui

-

E então, gostaram das indicações de hoje? Me contem nos comentários ^^


OOTD: Short Xadrez


Oi gente! Essa semana chegou um pacote para mim da Yoins - uma loja online super bacana com peças bem variadas. Entre as que escolhi na loja, destaque para esse short xadrez lindinho em tons de cinza e preto, com cintura alta e modelagem soltinha. Como não sou fã de short jeans, estou tentando trazer alguns de tecido para o meu guarda-roupa, já que são bem úteis no verão, e esse é muito confortável. 

Para deixá-lo em destaque, escolhi complementos pretos e lisos - blusinha preta básica, jaqueta de couro (sintético, claro) e creeper com spikes. Curti muito esse visual, usei na sexta à noite para sair para jantar e pretendo repetir mais vezes, assim, igualzinho hahahah A temperatura estava bem agradável, uma pena, agora já esquentou de novo - tem sido rotina por aqui, dias agradáveis, depois um calor infernal, e por fim, temporais e o ciclo se repete. 







Blusa: Renner | Short: Yoins | Creeper: Lovely Shoes
Já que a roupa estava mais neutra e sóbria, nada melhor que um batom azul pra modificar isso totalmente, né? :P Esse azul clarinho maravilhoso é da marca Hator - em breve trago resenha dele aqui pro blog, mas já adianto que é baratinho, super pigmentado e maravilhoso, estou apaixonada por ele. Só tem que aguentar os olhares na rua, porque gente, como olham HAUHHAU 

O esmalte é o Deixa Beijar da Colorama, o anel do humor é da Cookie Plushie e a coleirinha com spikes é do Aliexpress. <3 

Bom, espero que vocês tenham gostado do look de hoje, não deixem de comentar :D 

Trem das dez


Eram quase dez horas da noite e o calor - sobretudo dentro do trem - era infernal. Bom, eu não sei se o inferno existe e tampouco se é quente como dizem - pelo que sei, ninguém jamais voltou para contar. Mas se ele existisse, deveria se parecer muito com o trem lotado das dez da noite - entulhado de gente com semblante cansado, muitos mal se aguentando sobre as pernas doloridas de mais um dia de trabalho. Junto com o cheiro de suor, paira no ar uma certa melancolia nada romântica, bem diferente da que estamos acostumados a ver em filmes cult
Passeio meu olhar pelas pessoas. Sou um destes infelizes que nasceram dotados de algo considerado ultrajante neste século - o interesse pelos outros. Me interesso por seus semblantes cansados. Me interesso pelo rapaz que abraça sua mochila curvando o tronco como se estivesse encurralado pelos assediadores da escola. Me interesso pela moça que folheia um livro do Paulo Coelho com os dedos finos e ágeis enquanto, vez ou outra, ajeita uma fina mecha do cabelo dourado por trás da orelha. Também não consigo evitar um sorriso ao ver, em meio àquele caos de calor, cansaço e suor, uma moça muito bonita de cachos coloridos entrar no trem, abrir um sorriso e correr para os braços do rapaz que a espera. Ele pergunta meio sem jeito como foi o dia dela, e eu, mais sem jeito ainda, percebo que não é legal ficar ouvindo a conversa dos outros - mas que fardo enorme carrego eu, esse de me interessar pelos outros. 
Nunca tive a facilidade que muitos tem em prestar atenção à diversas coisas ao mesmo tempo. Eu me interesso por tudo, mas precisa ser cada qual em seu tempo. Os excessos me dispersam. Nunca fui bom com opções aos montes, fico um tanto desnorteado. E é por isso que me contento em observar as pessoas dentro do trem - quando ele se abre, meus olhos voltam-se para os novos rostos cansados que entram, alguns apressados pela correria, outros tantos desanimados pela espera - mas confesso que nunca desprendi muita energia para observar o que há lá fora. E nossa, como há vida lá fora, se espremendo pelas frestas das portas do trem que se abrem, tão rapidamente que mal percebemos. 
Enquanto sentava ao lado de um homem com fones de ouvido e short de academia, procurei alguma coisa para olhar. Me sinto feliz em espiar os livros que as pessoas leem, tentar decifrar qual é o nome (de longe nem sempre é possível ver) e que tipo de literatura agrada àquela pessoa - mas no trem das dez pouquíssima gente lê. Não os culpo - o cansaço é grande e a euforia por logo chegar em casa e comer uma refeição quente não permite a todos um momento de concentração nas palavras. Mas nesse momento em que procurava algo para olhar, meu olhos concentraram-se lá fora: no mundo que se espreme entre as pequenas portas do trem, insistindo em nos mostrar que há algo além dessa rotina cansativa e desgastante. 
Quando olhei rapidamente, me surpreendi com o enquadramento perfeito de uma sacada de apartamento na porta do trem - parecia uma fotografia, o espaço ao lado da sacada, tanto do lado direito quanto do esquerdo, parecia milimetricamente calculado. A fachada do prédio era velha e sem graça - um branco acinzentado pelo tempo, descascado em algumas partes. Um homem sem camisa falava ao celular, sorrindo, rindo às gargalhadas enquanto a porta do trem se fechava. Ao lado dele, um cachorrinho vira-lata abanava o rabo e olhava para cima, procurando o olhar alegre do provável dono. 
Que cena bonita, aquela. E não era nem o enquadramento digno de um filme de Wes Anderson que a tornava bonita - era a simplicidade da alegria estampada no sorriso daquele homem, no abanar do rabo daquele cachorro, uma alegria tão singela e tão fugidia às pessoas do trem das dez. 
Por um momento, quis tanto saber o que aquele homem falava ao telefone. Quis saber para quem era aquele sorriso, aquela gargalhada. Quis saber o que ele estava dizendo, o que diziam para ele. Quis saber se ele ia desligar o celular e afagar os pelos do vira-lata que clamava por isso com tanto amor e entusiamo. 
E enquanto as portas do trem se fechavam, um adolescente de cabelos bagunçados e camiseta do Faith no More enfiou o braço magricela por entre elas - um estrondo se deu (um pouco assustador, confesso, sempre é), as portas tornaram a abrir-se, ouviu-se a famigerada voz eletrônica dizendo que não devemos entrar ou sair do trem após o sinal e a viagem seguiu, com o garoto já do lado de dentro e acariciando o próprio braço levemente machucado pela pressão das portas. 
Não preciso nem dizer que nesse momento eu já havia esquecido completamente do homem com o cachorro na sacada. E nos minutos seguintes ia me esquecer daquele garoto e prestar atenção em outra pessoa qualquer. 
Eu e essa minha terrível mania de me interessar pelos outros. 

Batom Preto: Opções nacionais


Há bastante tempo eu fiz um post com inspirações para usar batom preto, vocês lembram? Ultimamente eu tenho usado muito essa cor, e como também penei um pouquinho na hora de comprar um batom preto, decidi reunir algumas dicas de marcas nacionais baratinhas e inspirações pra usar, claro. 

Mesmo que os tons de bordô, roxo e marrom tenham se popularizado bastante, o preto ainda é encarado como um bicho de sete cabeças por algumas pessoas, como algo totalmente fora de cogitação, sendo renegado apenas às festas temáticas, maquiagens conceituais ou eventos bem específicos. Mas não precisa ser assim. O preto é uma cor como qualquer outra, e se há vontade de usá-la nos lábios, a verdadeira pergunta deve ser: porque não? 







O preto é uma cor extremamente versátil nas roupas, e porque seria diferente na maquiagem? Na minha opinião, fica especialmente bonito nas meninas loiras e com cabelos coloridos - mas é óbvio que eu não vou deixar de usar por que tenho cabelo preto, haha. O restante da maquiagem pode ser como você quiser, não tem regras. Eu gosto do efeito que a boca preta + maquiagem básica dá, por isso geralmente uso só com a pele feita e rímel, ou um delineado fino. Mas fica bonito com olhos trabalhados também, especialmente combinado com azul ou vermelho. Delineador é sempre uma boa opção. 


Depois que eu decidi que queria um batom preto, surgiu a dúvida de qual comprar. Como não é uma cor muito popular, as marcas não investem tanto. Mas há, sim, boas opções nacionais e baratas. Separei os sete mais conhecidos e de fácil acesso. 

1. Felicittá Looks - bonito, barato e com boa cobertura.
2. Vult - um dos mais fáceis de se encontrar, baratinho, no entanto a cobertura é fraca e o batom, extremamente cremoso.
3. Cigana - um desses batons que a gente acha que vai ser ruim, e no fim das contas tem uma ótima cobertura. 
4. Tracta Blogs - lançado em parceria com a blogueira Lindsay Woods, tem boa cobertura e textura matte.
5. Fullcolors - ótima cobertura e textura sequinha. 
6. Color Make - boa cobertura, duração e textura sequinha, esse é meu queridinho (resenhado aqui)
7. Koloss - barato, fácil de encontrar, mas com cobertura fraca, extremamente cremoso e translúcido, foi o primeiro que comprei e me decepcionou bastante (resenhado aqui)

Outras opções: 

- Black Velvey, da Max Love - um preto matte lindíssimo, mas pelas resenhas que li, craquela facilmente nos lábios. Na minha cidade é bem difícil encontrar essa marca, então creio que em outras também seja. 
- Preto da Hator: um batom baratinho e muito pigmentado, semi matte, que pode ser encontrado em lojas de maquiagens baratinhas e produtos chineses. 

Eu recomendo os da Color Make,  Fullcolors, Cigana e Hator, principalmente, pelo custo x benefício. Por todas as resenhas que li, acredito que o da Tracta seja muito bom também, embora o preço seja um pouco mais elevado. Não recomendo o da Vult e o da Koloss porque não são batons usáveis - tem cobertura ruim, escorrem, são translúcidos, transferem horrores e é impensável comer ou beber fazendo uso de um deles. No entanto, se a intenção é fazer uso deles apenas para fotografias ou para testar a cor nos lábios, são opções bem baratas e fáceis de encontrar em perfumarias e lojas de cosméticos. 

O batom da Tracta vende apenas online, assim como o da Fullcolors - que infelizmente está esgotado no site. O da Color Make você encontra facilmente em lojas de artigos para festas à fantasia, já que a marca é de maquiagem artística. Todos são encontrados em lojas online, recomendo também a procura no Mercado Livre, que tem a maioria dessas marcas e um frete mais baixo, geralmente. 

Com tantas opções baratinhas e fáceis de encontrar, não tem mais desculpa pra quem busca um batom preto - e caso a vontade seja de testar primeiramente como fica nos lábios, ou usar só numa ocasião específica, sempre dá para usar o truque do lápis preto nos lábios: sozinho fica sequinho nos lábios, com lip balm por cima adquire forma mais cremosa. 

E vocês, gostaram do post? Já conheciam essas opções de batons pretos? Comentem ^^

Filmes Assistidos Recentemente


Oi gente! Hoje o post tem três filmes com temáticas bem diferentes, os primeiros mais antiguinhos e o terceiro lançamento. Espero que vocês gostem das indicações e consigam assistir algum no fim de semana ^^

1. Gilbert Grape - Aprendiz de Sonhador
(drama, romance)


Numa cidadezinha de interior idílica, vive Gilbert Grape, um adolescente aparentemente comum que sustenta a família desde a morte do pai. O peso não é para qualquer um: além das irmãs excêntricas e do irmão deficiente mental, inclui a mãe obesa, que não pára de comer desde a morte do marido. Mas a chegada de uma jovem forasteira dará a Gilbert a possibilidade de, pela primeira vez, fazer suas escolhas.


Filminho super famoso dos anos noventa que há tempos estava na minha listinha. As atuações do Johnny Depp e do Leonardo DiCaprio chamam muito a atenção no filme, principalmente o segundo, já no início de sua carreira fazendo um personagem difícil de maneira espetacular. Um roteiro simples, sem histórias mirabolantes ou reviravoltas, mas um drama sensível e bastante tocante, com uma leve carinha de sessão da tarde. Vale a pena assistir c: Para assistir online, clique aqui

2. Planeta Fantástico
(animação, ficção científica, drama)

No planeta Yagam vivem humanóides chamados de Oms, que são escravos (ou animais de estimação) dos Draggs, uma raça de gigantes com mais de dez metros de altura, olhos vermelhos e pele azul. O planeta é um lugar indefinido onde os homens parecem insetos aos olhos dos Draggs.


Raramente assisto animações, mas quando assisto elas precisam ser destruidoras, hahaha. Essa é dos anos 70 e demorei séculos para ver, porque foi difícil encontrar na internet. É muito psicodélica e inteligente, abrindo espaço para várias interpretações e paralelos incríveis com situações sociais atuais, como o abismo criado pela desigualdade social. Tem pouco mais de uma hora e é hipnotizante, indico pra todos que gostam de animações mais adultas. Para assistir online, clique aqui

3. Entre Abelhas
(drama, comédia)


Coisas estranhas começam a acontecer na vida de Bruno, um jovem de quase 30 anos que acaba de se separar da mulher. Bruno tropeça no ar, esbarra no que não vê – até perceber que as pessoas ao seu redor estão desaparecendo só para ele. Os dias correm e a situação só piora. Com a ajuda da mãe e do melhor amigo, Bruno tentará se adaptar a esse novo mundo com cada vez menos gente.


Nesses últimos tempos assisti à famigerada dramédia do Porchat também. Adoro esse gênero de filme onde drama e humor se misturam de forma sutil e irônica. O roteiro do filme é original, principalmente se olharmos para o cinema nacional, que não tem muitas obras do tipo. A atuação do Porchat convence e é interessante vê-lo fazendo drama, pra variar. O filme tem um final em aberto e metafórico, onde cabem muitas interpretações diferentes e uma fotografia linda. Gostei bastante, mas não me marcou muito. Para assistir online, clique aqui

-

E então, já viram algum? Ficaram afim de ver? Não deixem de comentar :D 

OOTD: Suéter de Esqueleto e Short Preto


Oi gente! Peço desculpas pelas poucas fotos no post de hoje, fotografei esse ootd às pressas :p No fim de semana fez muito friozinho por aqui e eu aproveitei pra fotografar o outfit que usei no sábado, só pra passear um pouco no centro e comprar umas coisinhas. Geralmente uso saia no fim de semana, mas estava muito afim de usar esse short preto de cintura alta de novo e combinei com o suéter de esqueleto, que por ser mais curtinho combina perfeitamente com peças de cintura alta na parte de baixo. Jaqueta jeans overdized com spikes nos ombros, meia-calça grossa (essa é fio 80) e coturnos pra completar. Uma roupa muito confortável e casual mas com a minha carinha, e no fim das contas é isso que importa, né? ;) 







Suéter: Romwe | Short: SammyDress | Coturno: Vilela Boots 



Agora está bem quente por aqui, saudade de usar essa roupinha toda <3 hahaha Mas infelizmente acho que já acabou essa época, infelizmente, porque detesto calor. A gargantilha com coração de metal é do Aliexpress, fazia tempo que não usava ela, aliás. 

O batom é uma misturinha com o Azul da Natura (resenhado aqui) - misturei com rosa escuro e ficou esse roxo mais escurão - gostei bastante da cor. O esmalte é o Raquel da Colorama, o roxo mais lindo que eu já vi :3

E então, gostaram do look? Me contem nos comentários ;*

Comprinhas do Aliexpress #2


Oi gente! Há algum tempo fiz um post sobre algumas comprinhas que havia feito no aliexpress (aqui!), e agora acho que chegou a hora de fazer outro desse - algumas coisas que comprei ainda não chegaram, mas acabarão aparecendo em outfits então não tem problema. Não comprei muitas coisas, como o dólar está em alta não ajuda muito, então acabei comprando acessórios baratinhos na maior parte das vezes. Abaixo detalhes de cada peça e link do respectivo vendedor. 


Começando com esse colarzinho singelo, mas que morri de amores quando vi. Adoro aliens (não foi à toa que tatuei um, né) e gostei muito desse pingente escrito "I want to believe". Infelizmente o vendedor do qual comprei não existe mais, e a opção mais baratinha é um lote com quatro pingentes por R$4, nesse link aqui. A qualidade dele é bem ok pro preço e ele é lindo, apesar de bem pequeno. 


Me apaixonei quando vi esses aneizinhos de unicórnio! São tão fofinhos, apesar de um pouco infantis, mas eu realmente não me importo rs. Gostei tanto que nem consegui decidir a cor e pedi um roxo e um verde. São lindos, de qualidade razoável e custam menos R$2,50 cada, nesse link aqui. Acabei pedindo dois também porque o Aliexpress só aceita boletos acima de $1, e pra mim é mais fácil pagar por boleto bancário. 


Nessa foto dá pra ver como eles ficam no dedo. Uma gracinha, né? :3


Essa meia-calça foi uma das primeiras compras que fiz, desse segundo post. Admito que comprei por impulso, porque pouco uso meia estampada, mas achei tão bonitinha e baratinha que arrisquei rs. Infelizmente ela é muito pequena, até serve em mim, mas os ossos não ficam exatamente no lugar que deviam ficar, então não indico pra quem tem mais de 1,65m de altura. Ela é bonita, mas a qualidade da impressão é muito pequena, apesar do fio ser resistente. Atualmente ela custa R$8,90 nesse link aqui


Esse garter preto básico foi uma compra bem bobinha, já que podia fazer um DIY tranquilamente com bem pouco elástico, mas enfim, quando comecei a testar algumas customizações com elástico já o havia comprado. Atualmente custa R$7 nesse link aqui, tem uma qualidade bem boa mas sinceramente não é um acessório muito confortável de se usar, não aguento muito tempo com ele na perna porque o elástico incomoda.  


Essa blusinha foi a melhor compra do post, sem dúvidas. É um cropped preto liso bem básicão mesmo, mas eu queria um assim e certamente vai me quebrar um bom galho no verão - gostei dela principalmente com saias longas e short de cintura alta. Custa R$9,90 nesse link aqui e tem em cinza e branco também. Ela é tamanho único mas indico pra quem veste até M, além disso acredito que vá ficar um pouco apertado :/. 


E por último esse amarrador de cabelo com olhos. Namorava ele há tempos, é um acessório bem simples mas muito bonito e utilitário. Não tenho o hábito de usar meu cabelo preso, mas no verão não há quem aguente ficar de cabelo solto todos os dias né :p Custa R$4,23 nesse link aqui e tem com os olhos verdes também. O elástico é grande, dá quatro voltas frouxas no meu cabelo e ele é realmente muito bonito, apesar do acabamento deixar muito a desejar - mas não dá pra exigir muito por esse preço né. 

Essas coisinhas demoraram cerca de 2 a 3 meses pra chegar aqui em casa, e nenhum pacote foi taxado. 

E então, gostaram das coisinhas que eu comprei dessa vez? Me contem aí nos comentários ^^

Resenha: Batom Azul da Natura Faces


Oi gente! Eu nunca fui muito chegada nas maquiagens da Natura por dois motivos: cores muito tradicionais e preço nem sempre tão amigável, se comparado a outras marcas nacionais. E eis que surge esse batom pra calar minha boca: num tom lindo de azul escuro e com preço bacaninha. Mesmo tendo lido algumas resenhas bem negativas dele, não resisti a comprar. E hoje vou contar pra vocês o que eu achei :D 

Primeiro é preciso ter em mente que a proposta da marca não era apenas criar um batom azul, mas sim um batom que pudesse ser misturado à outros para criar novas cores. Achei a proposta muito inteligente, porque é uma opção de cor não convencional, mas numa marca tradicional - e eles conseguiram agradar os dois públicos. 


A embalagem é a tradicional da linha Natura Faces, toda branquinha com um micro espelhinho na parte superior da tampa. É uma embalagem simples, que não chama a atenção mas que é prática e resistente.

O grande problema desse batom azul é a cobertura, ou melhor, a falta dela: são necessárias umas três camadas para a cor ficar boa nos lábios, e mesmo assim, não se aproxima muito do tom da bala. Dependendo da luz, ele também fica um pouco translúcido. Sem contornar os lábios ele vai perdendo a forma aos poucos, porque a textura é muito cremosa. 

Não dá pra simplesmente passar ele na boca e sair, porque a durabilidade e o acabamento vão deixar a desejar. Mas com aquele truque da base pra apagar a cor dos lábios + pó (compacto ou translúcido) pra segurar o batom, dá uma melhorada e o torna mais usável. Eu encaro tranquilamente uma saída à tarde usando ele, mas não é minha primeira opção (nem a décima) pra sair pra jantar ou pra ir num barzinho, por exemplo, porque ele transfere facilmente e sai totalmente com a comida, deixando só os contornos. 


Aqui ele nos meus lábios. Como eu tenho lápis de olho azul, é fácil fazer o contorno dos lábios com ele. Pra quem não tem, indico usar um preto mesmo e esfumar pra não aparecer no azul escuro. Nas fotos fiz apenas o contorno, não usei pó nem base por baixo para mostrar a cor real do bonito. 

E claro que eu tinha que tentar umas misturinhas com ele, né? Afinal, se o produto é dois em um, que usemos das duas formas. 


Uma das primeiras misturinhas que me veio em mente, com o 62 da Vult que é um tom de violeta muito bonito, mas que raramente uso porque é clarinho demais pra mim. Misturado com o azul da natura virou um tom de roxo lindíssimo :D 


E aqui meus "experimentos" com ele. Com pó translúcido por cima ele fica bem sequinho e mais confortável na boca (pelo menos eu estranho batons muito cremosos) mas muda um pouquinho a cor, fica mais fechada e discreta, pras migas não dizerem que tem vergonha de usar. E na segunda foto, misturinha dele com o batom da Vult, achei lindo o tom de roxo que resultou, bem diferente dos outros batons roxos que tenho. Ah, e quando misturado, ele adquire as qualidades do outro batom, então ganha durabilidade e perde um pouco do acabamento cremoso. Fica bem tranquilo de usar.

Eu peguei ele numa promoção da marca e paguei R$9. Por esse preço, fiquei satisfeita com o produto, apesar dele ter inúmeras desvantagens pra quem realmente quer um batom azul. Mas eu adoro misturar cores e tenho me divertido com ele, e também quebrou um galho porque eu estava bem afim de ter um azul entre os meus batons, principalmente de tom mais escuro (recentemente comprei um azul clarinho também, em breve resenho no blog também).

E vocês, o que acharam dele? Vale a pena ou não? Curtiram a cor? Me contem nos comentários ^^

Filmes Assistidos Recentemente


Oi gente :D Pra compensar a semana passada, essa eu assisti tanto filme que dava pra publicar uns três posts desse, HAHAHA. Rolou aquela combinação infalível de feriadão + chuva e certamente o melhor programa só podia ser esse. Assisti muitos filmes bons e mais ~desconhecidinhos pra dividir com vocês, espero que gostem <3

1. Preso na Escuridão
(drama, mistério, ficção científica)


Cesar é jovem, rico e bonito. Em torno dele, duas mulheres, mas uma armadilha do destino vai fazer com que ele viva um pesadelo terrível. Tudo começa com um acidente, em que sua namorada morreu e seu rosto foi desfigurado e, para piorar as coisas, ele foi acusado de assassinato e condenado. Ainda na prisão, se submete a várias cirurgias e consegue recuperar seu belo rosto. Mas começa a apresentar um comportamento estranho, que intriga o psiquiatra local.


Começando com esse filme incrível, que foi certamente o melhor da semana e me impressionou demais. Não consigo pensar numa palavra que defina melhor essa obra que genial. A história é incrível e prende o telespectador desde o início, o ritmo do filme é alucinante, angustiante, chega a perturbar de tão confusa que a trama se apresenta em alguns momentos. E quando tudo começa a fazer sentido, a gente vê quão profundo e genial o filme é. Fiquei realmente apaixonada por esse filme, entrou pra minha lista de favoritos e só queria que mais gente assistisse pra compartilhar desse sentimento, hahaha. Ainda tem a Penélope Cruz no elenco, que é uma atriz que particularmente adoro. Minha sensação assistindo ao filme é que ele é uma perfeita mistura de Efeito Borboleta com A Origem, só que numa versão latina e obviamente com elementos que divergem dessas duas outras obras (que amo também, aliás). Se vocês gostaram de um desses dois filmes, podem ter certeza que gostarão desse aqui também. Para assistir online, clique aqui

2. Histórias de Amor Duram Apenas Noventa Minutos
(drama, romance)


Zeca é um escritor de 30 anos que, por não conseguir escrever, está no mais completo ócio. Ele é casado com Júlia, mas vive uma crise no relacionamento pelo fato de Zeca não querer nada enquanto Júlia sabe bem o que deseja da vida. Esta situação o deixa infeliz, mas conformado com a vida que leva. Esta situação muda quando ele passa a acreditar que sua esposa está traindo-o, com outra mulher.


Encontrei esse filme numa listinha de obras sobre escritores, que são sempre personagens cativantes, pelo menos pra mim. Unindo isso ao fato de que adoro cinema nacional, adoro o Caio Blath e estava mesmo procurando um filme curto e levinho, foi uma escolha perfeita pra assistir durante a semana. A trama acaba tomando um rumo bem diferente do que poderíamos imaginar pela sinopse, e o que mais encanta no filme é a paranoia do personagem principal e suas reflexões que surgem disso. Tem ótimos diálogos e uma ótima trilha sonora também. Para assistir online, clique aqui

3. Engel e Joe 
(drama)


Vinte cinco anos depois do polêmico filme Christiane F., o mesmo roteirista, Kai Herman, assina essa produção que segue um linha parecida e se passa no cenário underground da Alemanha dos dias de hoje, habitada por punks e drogados. O filme foca a ação em um jovem punk que está sempre com problemas com drogas. Certo dia ele conhece uma garota que tem vários problemas familiares. Ela decide sair de casa e viver nas ruas ao lado de seu jovem amigo. A relação entre os dois vai ganhando importância e a sobrevivência vai se tornando cada vez mais difícil já que é marcada por brigas, traições, tragédias e diversos excessos. Em meio a todos essas dificuldades, nasce uma criança que vai modificar para sempre o futuro desses dois jovens.


No Brasil o título desse filme foi lançado como "A Nova Geração Christiane F.", o que acabou causando muita confusão porque o filme não é uma continuação de Christiane F. (que inclusive, não gostei muito - o livro é muito superior) nem busca fazer qualquer paralelo com essa outra história. O filme é baseado numa história real e retrata a juventude, sobretudo a cultura punk e o abuso de drogas. Não é o melhor filme do mundo, mas eu gostei dele, cumpre a proposta. O grande problema é que os personagens não são muito aprofundados, deixando uma sensação de superficialidade sobre alguns aspectos. Para assistir online, clique aqui

-

E então, gostaram das indicações de hoje? Pretendem assistir algum? Podem me indicar filmes nos comentários também, vou adorar ^^