Leituras do Mês: Abril


Em abril eu li três livros ótimos e muito diferentes entre si, dá pra dizer que houve bastante variedade. Pensei que fosse terminar o mês com só dois, pois levei um bom tempo lendo Madame Bovary - mas Eu sou o Mensageiro é um livro superfácil e rápido de ler, mais que três dias não foram necessários. 


O primeiro que li no mês foi Os Homens que não Amavam as Mulheres, do Stieg Larsson, trilogia Millennium. E ó, eu confesso pra vocês que tenho a maior preguiça de trilogias e séries de livros em geral, tanto que nunca li os famosinhos. Mas a trilogia Millennium me conquistou. 

Nesse primeiro livro, a trama gira em torno do desaparecimento de Harriet Vanger, em 1966, herdeira de um império industrial enquanto ainda era adolescente. Seu avô, Henrik Vanger, contrata Mikael Blomkvist - um jornalista condenado por difamação, chefe da revista Millennium - para investigar o caso, ao lado de Lisbeth Salander, uma jovem hacker cheira de piercings e tatuagens e um comportamento antissocial. Juntos, eles começam a percorrer pistas que voltam-se cada vez mais para os mistérios da família... e uma série de violências contra mulheres. 

São mais de quinhentas páginas de um mistério muito envolvente, bom, eu adoro livros policiais e gostei muito desse aqui. Ele é repleto de informações, tem uma trama muito densa e rica e personagens complexos, como a própria Lisbeth que foge de clichês e se apresenta com uma personalidade muito bem construída. Li em cerca de dez dias e não conseguia desgrudar do livro... lia até caminhando. 

Esse livro teve duas adaptação para o cinema, uma sueca e outra norte-americana. Ambas são boas e valem a pena serem assistidas, gostei mesmo das duas - embora a Lisbeth da versão dos EUA seja bem mais fiel à do livro. 

Se você gosta de um bom livro policial e cheio de mistérios, recomendo a trilogia Millennium. Além de tudo, ele faz um ótimo parecer sobre toda a violência física e sexual que ronda a vida de todas as mulheres, não só na Suécia, mas em todos os países. Tem passagens bem fortes, assim como cenas dos filmes, mas é excelente e vale a pena ser lido. Já comecei a ler o segundo volume da trilogia e estou gostando muito também. 


Madame Bovary, escrito por Gustave Flaubert já foi um livro polêmico - acusado de ofender a religião e a moral, foi levado aos tribunais. Tudo porque seu enredo trata de uma mulher casada que possui amantes. Ele foi escrito em 1857, e é considerado um dos maiores romances da literatura. 

Esse livro é, principalmente, uma crítica ao estilo de vida pequeno-burguês. Emma é uma jovem que sonha com luxo e riqueza, e por isso aceita casar-se com Charles Bovary - um médico promissor. Mas não há paixão da parte dela, embora Charles a adore. Logo a falta de paixão se transforma em puro desprezo, pelo marido, por seu padrão de vida, por tudo que a rodeia. Por mais que Emma Bovary tenha uma vida boa, nada é capaz de deixá-la realmente feliz - ela então se entrega ao adultério, buscando de fato, viver o grande amor que nunca viveu com seu marido. 

No livro há diálogos excelentes, principalmente acerca da religião - fato ainda mais notável pela época em que o livro foi escrito. Ele é dividido em três partes, que acompanham as grandes mudanças do enredo. É um clássico e tem um final memorável. 

Na foto de abertura do post está a foto desse livro na versão da L&PM pocket, né? Acontece que depois que retirei o livro na biblioteca da minha faculdade, em outra visita um amigo me mostrou esse de capa verde, lindíssimo. Troquei na hora. Esse é realmente um dos livros mais lindos que já vi, em capa dura, com poás e marcador de página verde combinando com a capa. Muito mais prazeroso de ler um livro bonito, né? :p 


E o meu último livro do mês foi Eu sou o Mensageiro, do Markus Zusak - eternamente conhecido por ser o autor de A Menina que Roubava Livros, que, não me joguem pedras, mas não gostei muito. Apesar disso, lembro de ter gostado do estilo de escrita do autor e resolvi dar uma segunda chance com esse aqui. E ainda bem que o fiz. 

O livro é narrado em primeira pessoa por Ed Kennedy, um jovem de dezenove anos que, como ele mesmo se descreve, é totalmente medíocre. Trabalha como taxista e não tem nenhuma ambição na vida, filho de um pai alcoolista já falecido e de uma mãe que o despreza, vivendo sozinho com seu cachorro de dezessete anos e jogando cartas como passatempo. Um dia Ed impede um assalto e vira um herói local. Depois disso, ele passa a encontrar misteriosas cartas de baralho com informações sobre pessoas na sua caixa do correio - pessoas que precisam da ajuda de Ed. Uma mulher que é diariamente estuprada pelo marido alcoolista, uma idosa que espera todas as noites pelo marido que faleceu há mais de cinquenta anos, dois irmãos que passam o dia brigando e outras pessoas cruzam o caminho de Ed. 

Eu já havia dito por aqui que não gosto muito de livros com linguagem extremamente coloquial, gírias, palavrões, e também não gosto muito de livros narrados em primeira pessoa - e Eu sou o Mensageiro tem tudo isso. E eu gostei. Muito. Creio que pelo fato de tê-lo lido logo após Madame Bovary (um clássico, com linguagem mais rebuscada) me influenciou muito nisso, mas não posso tirar o mérito do livro que tem uma história bem original e um enredo que me prendeu logo nas primeiras páginas. Não reconheci na escrita nada do estilo de Markus Zusak em AQRL, eu não faria nenhuma ligação entre os dois livros se não soubesse que o autor é o mesmo. 

Enfim, para quem não se incomodar com linguagem muito coloquial e quiser uma leitura rápida, fácil e divertida, fica a dica desse livro. 


E agora quero que vocês me respondam uma coisa aí nos comentários: vocês preferem ler sobre os livros que li num único post, como esse, ou preferem resenhas individuais de cada livro, e portanto, com mais detalhes e informações? 

Espero que tenham gostado, me contem se já leram algum destes e o que acharam sobre :D

15 comentários:

  1. Gostei bastante desse tipo de resenha. Rápida, objetiva, sincera, com mais de um livro. Pra mim, ficou ótimo =) Penso em ler todos eles (menos, talvez, o primeiro, por já saber o final e num policial isso é ~foda~). Mas MADAME BOVARY CARA, clássico dos clássicos. Lembro da sala de aula ainda, a professora de literatura tirando uma pira nesse livro. E a menina q roubava livros me fez derrubar várias lágrimas, tenho que admitir que é um livro que amo e gostaria muito de ler outros do mesmo autor. Um beijo!

    Eu.Nomadiando

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, que bom que tu curte assim, fico feliz <3 Eu comecei a ler o primeiro já sabendo tudinho também, porque assisti aos dois filmes antes - mas isso não tirou o prazer do livro, acontecem muitas coisas na trama que não é nem citado no filme. haha Madame Bovary é demais, tem que ler! E se tu gostou de AMQRL vai gostar desse também ^^
      beijão

      Excluir
  2. Eu comprei mês passado o Madame Bovary tbm,mas minhas leituras são lentas rs
    devido ao tempo e a falta de óculos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem me fala, meu grau aumentou e preciso trocar de óculos D: Dificulta mesmo a leitura. Mas espero que tu consiga ler Madame Bovary logo, acho que tu vai gostar!
      beijos

      Excluir
  3. Ultimamente, quando vejo posts assim dá tristeza em não ter mais tempo pra ler :/ Enfim, fiquei com vontade de ler Eu sou o mensageiro... acho que faz meu estilo de leitura! haha Beijão

    Coisa da Lud

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lud! Tenta encaixar nem que seja uns 20min por dia no teu tempo, no transporte público ou antes de dormir, é quando eu geralmente leio. Acho que tu ia adorar esse livro!
      beijos

      Excluir
  4. Respondendo tua pergunta, prefiro ler tudo num único post ;)
    Ao contrário de vc, eu adoro livros com linguagens mais puxadas pro coloquial, pq daí fica até mais fácil de se entender. Tenho muita impaciência de ler livros com linguagem antiga, formal, rebuscada, enfim :p
    Awn, eu adoro AQRL, haha. Só tinha um pouco de dificuldades em ler por conta das diversas passagens em alemão, uma pena que tu ñ curte =/ Mas já tinha um interesse em ler esse "Eu sou o Mensageiro" ;) Os outros dois tbm já ouvi falar, sendo que o primeiro só por filme msm ;)
    Beijão bru! ;*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Anna! Então vou manter esse formato :-) Ah, eu acho tãaaao lindo linguagem mais formal *-* Acho que foi isso que me empurrou pros clássicos, esses que a maioria detesta ler quando está no ensino médio, eu adorava uhauahuas Creio que tu vá gostar bastante de Eu sou o Mensageiro ;)
      beijão

      Excluir
  5. OI Bruna dos livros citados confesso que só li mesmo Madame Bovary e nossa esse livro é incrível! Flaubert era um vanguardista e faz mesmo uma crítica nítida a sociedade burguesa da época, que ele mesmo apelidou de filisteus e também faz uma crítica ao academicismo literário/artístico da época. Enfim, esse livro é muito especial para mim, pois a crítica ao academicismo e a sociedade vitoriana é uma dos meus temas de pesquisa! bjs

    http://www.decoturnoespikes.com.br/2015/05/look-do-dia-faux-leather-joggers-def.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Camilla! Esse livro é demais. Ah, que legal saber que tu está estudando isso *o* É um tema muito interessante de pesquisa.
      beijão

      Excluir
  6. Minha vontade de ler Madame Bovary é antiga, mas sempre passa direto na hora de escolher um livro para comprar. Mas depois de ver essa edição da capa verde eu já estou pensando em finalmente adquiri-lo hahaha
    Beijo

    www.blogrefugio.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cecília! A versão da L&PM não é cara! Mas realmente, essa capa verde é incrível. haha
      beijos

      Excluir
  7. Gostei do posts com mais de um livro e também gosto de resenhas únicas. Então, na minha opinião, acho que você deveria fazer do jeito que você mais gosta. ^^
    Adorei as resenhas e fiquei com vontade de ler os 3! O primeiro lembrei da resenha do filme dele que você fez (acho que é ele mesmo, não é?)
    bjin

    http://monevenzel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mone! Acho que vou manter o formato assim então, já que bastante gente gosta. Sim sim, eu indiquei o filme dele, na versão sueca recentemente *o* É muito bom.
      beijos

      Excluir
  8. Sou completamente apaixonada pela trilogia Millennium! <3 Recomendo para todo mundo. hahaha Nunca li "Madame Bovary" e, devo admitir, não tenho vontade. :P Quem sabe um dia?

    AMQRL é, somente, um dos meus livros favoritos de todos os tempos! HAHAHA Por que não gostou? :( Fiquei curiosa sobre "Eu sou o mensageiro", acho que irei colocar na minha lista de leitura. haha

    Sobre o formato: gosto de resenhas conjuntas e rápidas, acho mais prático e fluído. Porém, também gosto de resenhas individuais. Acho que tu deve manter o padrão que mais te agrada.

    Beijos,
    Attraversiamo

    ResponderExcluir

♥ Não comente se não tiver lido a postagem, spams são desrespeitosos e serão imediatamente excluídos ♥
♥ Você tem um blog? Deixe seu link ao final do comentário, vou adorar conhecê-lo ♥
♥ Sua opinião é muito importante e eu sempre quero lê-la, aqui você pode discordar sempre que quiser - mas mantenha o respeito ♥
♥ Os comentários sempre são respondidos, mesmo que demore alguns dias. O blogger não avisa quando alguém responde seu comentário, para receber a resposta é necessário marcar a caixa "notifique-me" quando for escrevê-lo ♥

Fanpage | Instagram | LookBook.nu

Tem alguma dúvida ou sugestão?
Você pode entrar em contato comigo pelo e-mail chanelfakeblog@outlook.com