Estilo não tem prazo de validade


Hesitei um pouco em escrever sobre esse assunto porque outros blogs já o fizeram antes de mim e com muito mais domínio do que eu, entre eles os excelentes Moda de Subculturas e Tribo Alternativa. Mas algumas coisas que li e ouvi nas últimas semanas me fizeram ter vontade de escrever algumas coisinhas. 

A gente já cresce sabendo que existe um consenso quase geral de que nossa vida é uma fase, que nossas roupas são uma fase, que nossas músicas são uma fase, que nossas opiniões são uma fase. Que como as pessoas muitíssimo adultas adoram falar, com todo aquele ar de superioridade no melhor estilo "estou num degrau acima do seu", elas sabem que isso é típico da adolescência - e que tudo que vem atrelado à ela é ruim. Elas já foram adolescentes, embora pelos seus discursos percebe-se que dessa época da vida guardam poucas lembranças do que viveram e sentiram de fato. 

Acontece que eu estou aqui, caminhando para os vinte anos que farei em breve, tendo deixado minha adolescência há pouco e com muita má vontade, porque de fato, não consigo descrever a mim mesma usando a palavra adulta. Destoa, e não é só por causa dessa minha cara de quinze anos - e nem tampouco, por falta de maturidade. 

Se ser adolescente é poder ter, nem que seja um pouco, de liberdade para se vestir e se expressar como bem entender, quero continuar sendo adolescente. Agora e daqui dez ou vinte anos. 

Esses dias, ao encontrar uma conhecida, ouvi a seguinte exclamação: mas tu ainda tem esse estilo!, e não encarei nem encaro de forma pejorativa, foi só uma expressão sincera. Como outros dizem, eu ainda me visto como adolescente. Dos meus treze anos até agora só fui adicionando elementos - ainda ouço a maioria das bandas que ouvia naquela época e continuo usando camisetas masculinas e all star - mas muito pouco se perdeu ou se modificou totalmente.

Nesses tempos em que o universo da moda está cada vez mais rápido, cada vez lançando novas tendências, cada vez ditando mais o que você precisa estar vestindo para estar na moda, é preciso lembrar que não somos obrigadas. Que não é pré-requisito de blogueira andar fantasiada de hippie nesses tempos de overdose de boho. Que tendências são coisas esdrúxulas que nos fazem gastar dinheiro à toa e que não perduram por mais de duas estações: se o que você estiver comprando não tiver nada a ver com você, não há motivo nenhum para comprar. 

Estilo não tem prazo de validade. Se o seu muda a cada fase da lua, meus parabéns pela versatilidade - mas o meu não. 

Em alguns momentos chega a ser até engraçado ver tanta gente que se acha entendida de moda desdenhando de quem tem estilo alternativo ou faz parte de alguma subcultura. É engraçado porque essas pessoas se sentem tão originais mas vivem de seguir novas tendências, originalidade e diferença de fato pouco há. Se o seu estilo e a sua vida é só uma fase pra você... bom, pra muitos outros não é. Isso quer dizer que algumas pessoas fiquem estagnadas e não mudem com o passar do tempo? Não. Dá pra mudar muito. Dá pra crescer, dá pra evoluir, e tudo isso sem perder sua essência. 

Porque crescer não é abrir mão de si mesmo. Estilo é algo muito maior que ser um consumidor de tendências. Existem inúmeras pessoas que não dão a mínima pra moda e ainda assim tem um estilo bacana. 

As vezes é preciso se adaptar um pouco a certas coisas (como ambientes de trabalho, por exemplo) e é chato, mas faz parte da vida. Mesmo assim, ninguém precisa abrir mão de si próprio, se moldar, deixar de lado sua própria personalidade. É triste que muita gente ainda tenha essa visão de que para ser um adulto responsável é necessário se "amenizar". É triste que ainda acreditem que alguém que veste jeans e camiseta de banda aos vinte não possa ter um futuro bom.

Então, se você acha que eu ou qualquer outra pessoa estagnamos no tempo, que é preciso mudar, se reinventar, que é só uma fase e todo esse blábláblá chatíssimo que sinceramente, já cansamos de escutar, só tenho algo a dizer: estilo não tem prazo de validade. 

E mesmo que tivesse... bom, o meu ainda não venceu. 

31 comentários:

  1. Linda,vc tem um estilo muito bonito,continue sendo vc sempre.
    Bom,eu tenho 43 anos,3 filhos,e sempre senti essa pressão em mudar ou pelo menos amenizar,vi muitas amigas mudarem e ainda postarem em seus perfis,que "amadureceram"e desdenhando dos estilos que usavam e até ridicularizando.
    E eu já passei por algumas mudanças,experimentei um pouco alguns novos estilos,tentei me amenizar,mas não vale a pena,sabe porque?
    vc se perde,se sente estranha e triste.
    Agora,eu assumo q gosto do meu visu trevoso e antiquado,e independente de dos quilinhos e das rugas a mais,é assim que me amo,que olho no espelho e vejo meu verdadeiro eu.
    bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que lindo você por aqui, fiquei muito feliz com tua visita <3 É realmente horrível que as pessoas precisem desdenhar dos outros para poderem se sentir melhores consigo mesmas. Se a mudança é realmente o que a pessoa quer, ok, não há nada de mal nisso - mas mudar por pressões externas e precisar arrumar alguém pra descontar sua frustração... isso é terrível. Eu também adoro o teu estilo e admiro muito que tu o mantenha, apesar de tudo.
      beijão

      Excluir
  2. Oi Bruna! Acho esse assunto bem importante e adoro a maneira que tu aborda essas coisas aqui.
    O que eu acho pior é que as pessoas não conseguem aceitar a personalidade dos outros se ela for um pouquinho diferente do que é considerado normal. Não consigo achar sentido nisso!
    Eu vejo até na faculdade, tenho colegas que fazem Moda que "olham feio" pra quem se veste 'mais normal' porque acham que estudante de moda tem que ter um estilo super diferente, seguir as mais modernas tendências e etc. Acho isso a maior bobagem. Não consigo entender qual é o sentido de ficar julgando se o que fulano veste é certo ou errado.
    Já dizia Chanel: "A moda muda. O estilo permanece"
    Beijos!
    Não Tão Pop

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rejane! hahaha é verdade, e triste que muita gente do mundo da moda ainda continue persistindo nessa ideia boba de "ter que usar todas as tendências para ter estilo", e desdenhando de quem não o faz. Transformam toda a liberdade da moda em regras e isso faz perder o sentido e toda a graça.
      beijos

      Excluir
  3. Bru, amei! Só isso: amei.
    Tou cansada dessas ditação de regras e estilo, ora hippie, ora 90s, ora gótico (mas não muito porque né, suave). Tipo, as pessoas não tem um pingo de estilo. Vestem o que tá na moda da estação e se acham no direito de julgar quem não ta nem aí pra isso.
    Eu curto elementos de vários estilos, tipo, vários. E vou trabalhar quase que sempre de all star porque uso isso desde sempre, acho confortável. Cintura alta sempre me atraiu e gargantilha (chocker e todas as demais coladinhas) uso desde os meus 18 (tou com 21).
    Enfim, o ponto que quero chegar é que em algum momento as pessoas se perderam na quantidade de informações e opções, sabe? E eu espero que isso nunca aconteça comigo (nem contigo).

    (acho que ficou muito confuso meu comentário, mas na minha cabeça deu pra entender hahaha)
    beijocas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Amanda! É, esse encarnar a personalidade (e a subcultura) de algumas pessoas como fantasias é extremamente escroto. Até porque muitas dessas coisas vem atreladas à ideologias e não são algo puramente estético pra transformar em moda. uhsuhahui é verdade, parece que essa quantidade de coisa, que devia servir pra dar mais liberdade pras pessoas usarem o que elas realmente gostam, serviu pra deixar todo mundo meio doido nessa febre de ~tenho que usar tudo~ uhahuahua
      beijão

      Excluir
  4. Só tenho uma coisa a declarar, se tudo isso é fase, essa é e será a fase mais longa da minha vida. Provavelmente vai durar até o dia que eu morrer... hahaha
    Amei o texto e super concordo com você.
    bjin

    http://monevenzel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mone! Pois é, tem coisas que a gente não perde ao longo da vida. E eu não quero perder nunca quem eu sou. Fico feliz que tu tenha gostado <3
      beijos

      Excluir
  5. Uaaaau, sambou na cara da sociedade! HAHAHA.
    Meus parabéns Bruna, tu escreve mto bem pra caramba! E super apoio tua opinião sobre o assunto! Realmente eu fico saturada de ver essas tendências de moda sendo copiada por absolutamente TODO O MUNDO, claro que, é legal vc pegar um acessório da moda aqui ou ali pra se sentir bem consigo msm, agr ficar se fantasiando todinha, como tu msm falou, acho uma total falta de estilo, é tipo um maria-vai-com-as-outras. Por isso admiro garotas que tenham estilo próprio e ñ precisam ficar todo tempo mudando de "embalagem" para serem autênticas, acaba ficando uma coisa forçada sabe?! E é isso aí Bruna, continue esbanjando estilo e principalmente sendo vc mesma e ñ o que os outros querem que vc seja ;)
    Beijãaao =**

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Anna! hahaha, muito obrigada <3 Sim, se divertir com a moda, conhecer e tal, é muito bacana - mas parece que certas coisas viraram imposição e aí perdeu todo o sentido. Obrigada <3
      beijão

      Excluir
  6. Somente um comentário>
    "Porque crescer não é abrir mão de si mesmo. " <--- essa frase é lindíssima e verdadeira!
    Parabéns pela maturidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ale, muito obrigada <3 Fiquei muito feliz com tua visita!
      beijos

      Excluir
  7. Que texto lindo! Concordo muito com tudo que escreveu. Tenho 26 anos e já ouvi muito disso aí, que me visto como "adolescente". E sabe o mais engraçado? Quando adolescente eu não me vestia assim. Meu estilo mudou um pouco e gosto de como me visto hoje, bem mais do que quando adolescente que era super tímida e não queria usar nada muito diferente. Acho que cada um ter que ser como é, como quer ser e isso inclui se vestir assim. Adoro encontrar adultos com mais de 40 que não se vestem de forma convencional, normalmente são pessoas bem resolvidas e interessantes.

    Beijo!

    belatriz.info

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Beatriz! Eu também era (e sou) muito tímida, mas hoje já aprendi que não importa o que os outros achem, a nossa opinião sobre nossas vidas tem que prevalecer - e com isso me permiti usar mais o que eu realmente gosto também. É incrível isso. A adolescência sempre é uma época de inseguranças, né? :~ Também adoro gente assim, é muito legal conhecer <3
      beijão

      Excluir
  8. Mulher, eu tenho 27 anos, se você me der as roupas que eu usava com 15 eu uso de muito bom grado, mas isso não quer dizer que eu não tenha mudado nada. Mudei um bocado e hoje em dia sou mais básica por que eu tenho preguiça de me montar, mas eu continuo com basicamente o mesmo gosto. Eu acho esquisito mesmo gente que muda muito, por que querendo ou não o seu gosto segue uma linha e por mais que você tenha uma mudança drástica alguns elementos ainda vão ficar la, se você muda de dois em dois meses deixando tudo aquilo que você achava lindo e maravilhoso para trás é muito estranho.
    E as pessoas sempre acham que entendem mais de você que você, sempre rola um "na sua idade eu era assim", duvido muito, a maioria dessas pessoas nem se quer conversaram com você mais de dois minutos.Dito isso, eu preciso admitir que as vezes tenho vontade de falar "eu já fiz isso, depois passa" uhauahuah mas são só com coisas que eu vejo muita semelhança com meu passado, eu não falo por que penso se eu gostaria de ouvir tal coisa (a resposta é sempre não) haha

    Abraços

    Bats in Boots

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fernanda! Sim, o estilo permanece mas as pessoas sempre crescem/mudam/amadurecem. E mesmo que o estilo mude um pouco com o passar do tempo, é a base de adicionar elementos, e não encarnar algo totalmente novo como se fosse um personagem - hoje você é isso, amanhã é outra coisa. Verdade, ~os outros~ sempre acham que tem propriedade pra se meter na vida das pessoas. Que coisa chata, ne? uhuas
      beijos

      Excluir
  9. Nossa por vezes já ouvi coisas assim, de pessoas realmente intimas, piadas de a Paola nunca cresceu.
    Acontece que eu cresci sim, muito mais que algum autor desse tipo de frase.
    A diferença é que eu continuo com o meu estilo, e eu não acho que haja um estilo para cada idade, o que mais vemos hoje em dia é a versatilidade de cada peça, de cada época, então porque julgar se a pessoa ainda usa tal coisa.
    Afinal o que é aquela pessoa, que usava algum estilo e o deixou, duvido muito que tenha sido por maturidade, acredito que tenha saído de moda e a pessoa foi correndo atras de outra moda para seguir. Ou simplesmente viu que estava tentando ser alguém que não é.
    E por favor, não me julguem por quem sou, só porque vocês, se encontraram em outro lugar.
    Amo minhas roupas, e vou continuar as usando, assim como qualquer outra pessoa.
    Fazer parte de uma subcultura não nos torna diferentes do demais.
    Mas as pessoas insistem em dizer essas coisas.
    Usamos as mesmas coisas, de toques e cores diferentes.
    Mas o preconceito esta no olhar de quem vê.
    Estamos juntas nessa Bru, nosso estilo não tem validade não.
    Sexo, Fraldas e Rock'n Roll

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Paola! Exatamente, o estilo pessoal não é moldando por faixa etária, não é preciso mudar por fora pra provar que "cresceu". E verdade, geralmente as pessoas não mudam radicalmente de estilo por maturidade, mais é pra seguir algum tipo de moda mesmo - e isso sim que é algo bobo.
      Tu é demais <3
      beijos

      Excluir
  10. Gostei muito do seu texto! Concordo que com o tempo temos que nos adaptar a certas coisas, como o trabalho, mas não vejo porque mudar todo um estilo porque a adolescencia ficou pra tras! Sempre tive um estilo considerado estranho, eu gosto de misturar gotico com fofo, faço um estilo proprio por não conseguir seguir uma tendencia, nunca segui e sempre me senti bem assim! Acho que as pessoas que seguem tendencia de moda só não encontraram um estilo proprio e buscam na moda uma forma de se completar, de se buscar.
    Beijos,
    Ariane - http://thelivedoll.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ariane! Muito obrigada. Verdade, adaptação é necessário, mas diferente de abrir mão do seu próprio estilo. E quem apenas segue tendências sem personalidade é só "fashion victim" - e eu acho isso muuuuuito chato.
      beijos

      Excluir
  11. concordo plenamente! eu tenho quase 30 anos e continuo vindo de tenis pro trabalho! nao porque sou moleca, porque faz parte de mim, do meu estilo; e se o trabalho é informal e permite? PORQUE NAO? ótimo texto, um bom final de semana pra vc bruna

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lívia! Quando o emprego é informal é melhor ainda, não precisa nem se adaptar ao estilo de vestimenta, não tem porque deixar de lado seu estilo. Muito obrigada!
      beijos

      Excluir
  12. Adorei o texto, sem mais. Passo por isso também, uma vez que já estou na casa dos vinte e poucos e as pessoas insistem em dizer que já passou da época de ter esse "estilinho" adolescente rebelde com camisetas de bandas e calças surradas. Acredito que temos que usar aquilo que nos agrada, e é claro que acontece a adaptação para determinados lugares e ocasiões mas no fundo, o nosso estilo tá sempre ali, porque é o que somos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana! Fico feliz que tu tenha gostado. Concordo plenamente contigo. Estilo não tem faixa etária, se é o que te agrada, não abre mão. <3
      beijos

      Excluir
  13. é preciso lembrar que "não somos obrigadas". Adoreeeeiiiii e sempre falo isso!
    Eu não sou obrigada à me adaptar, a não ser que eu sinta vontade. Também já passei por isso, de pessoas me julgarem tipo, "mas tu ainda é assim, menina?" kkkkk Mesmo sendo assim, eles nem sabe o quanto eu já mudei por dentro e por fora... A gente tem um estilo e com o passar do tempo vai agregando valor à ele, adicionando coisas novas que você conheceu, ensinamentos que aprendeu... enfim. A gente é que veste nossa moda. O nosso vestir passa um pouco do que nós somos.

    Ótimo texto!
    Beijo, Bru! :*

    ohmaygoth.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi May! hhahah Sim, e ainda mais tu que é mãe, deve rolar uma cobrança absurda em cima de ti... As pessoas acham que deixar seu estilo pra trás é prova de amadurecimento, quando na verdade o que geralmente ocorre é uma amenização forçada por conta da vida. E isso é ruim demais :~
      Muito obrigada!
      beijão

      Excluir
  14. Obrigada pela citação Bruna! ♥
    Não comento aqui sempre, mas leio seus posts.
    Veja bem, eu tenho 30 e cassetada e tenho imensa dificuldade em me dizer "adulta", porque o conceito tradicional do que é ser adulta não se encaixa muito em mim. Mas também não sou jovem porque muitas atitudes de jovens eu já não tenho mais. Me sinto meio que num limbo sem definição.
    O mais engraçado é conversar com pessoas aleatórias na rua, aquela conversa boba que surge numa fila de banco ou num ambiente de comércio e as pessoas me dizem "seu estilo é legal mas você é novinha ainda e blablabla" e eu olho pra pessoa e ela parece ter a mesma idade ou ser até mais nova que eu... Daí eu finjo: "oh, sim, sou novinha..." pq me poupa de me auto explicar.
    E que bom que você comentou: overdose de boho... de repente todo mundo é né? É lindo, mas tipo, não é meu estilo porque eu usaria só porque é trend???
    Eu só me amenizo pra trabalho e mesmo assim, no trabalho dizem que "tenho muito estilo". Considero um elogio pq pra eles não sou tão amenizada.
    Uma coisa que me chateia MUITO é ver meninas de 20, 21 anos se amenizando ou "largando" o alternativo por causa do trabalho. Eu penso justamente o oposto. Na faixa dos 20 anos é que se pode abusar - e os chefes compreendem - porque depois dos 30 fia... é BEM mais difícil as pressões pra se adequar, então, meninas de 20: ABUSEM!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sana, capaz, eu que fico muito feliz de te ver aqui <3 Sim, exatamente, essa visão tradicional do que é necessário pra ser adulto é muito boring e exclui muita gente que não se adequa. hahahah Que engraçado passar por isso, já passei por situações onde velhinhos acham que eu tenho cerca de 13~14 anos, é engraçado uahhuauash. Realmente, o boho é lindo, até dá pra arriscar em algumas coisas mas "se fantasiar" é exatamente isso... usar algo que não tem nada a ver contigo só porque "tá na moda".
      Vou seguir teu conselho então, hahah. Muito obrigada pela visita!
      beijão

      Excluir
  15. Ai Bruna, como eu te amo <3 rs
    Você tocou no meu âmago porque ultimamente eu tenho passado por uma fase ruim, nesse sentido. Tenho amenizado muita coisa do meu estilo pessoal e completamente à contra gosto, sabe?
    Foi como eu falei pra Sana no texto que ela fez recentemente: minha desculpa era o local de trabalho. "Ahh, preciso amenizar uma coisa ou outra porque o ambiente pede".
    Agora que estou trabalhando por conta, percebi que continuo amenizando. O questionamento que fica é "por que"?

    Acho que perdi o costume do pessoal olhando torto na rua rs Preciso dos olhares de desaprovação =\

    Enfim, amei o texto! Demais <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sandila!! <3 Eu te entendo, eu mesma já passei por uma fase de amenização total e agora que estou usando o que realmente quero, me sinto muito melhor. Realmente, melhor termômetro é a cara feia das pessoas na rua :p hahahaha
      Muito obrigada!
      beijão

      Excluir
  16. Concordo com você que estilo não tem validade, já tive uma época que eu estava tentando amenizar o estilo para poder parecer uma civil qualquer, mas não durou por muito tempo e não consigo de jeito nenhum me enxergar como uma adulta e simplesmente não sei o motivo e espero que minha fase nunca termine, adorei o texto.
    Bjs

    ResponderExcluir

♥ Não comente se não tiver lido a postagem, spams são desrespeitosos e serão imediatamente excluídos ♥
♥ Você tem um blog? Deixe seu link ao final do comentário, vou adorar conhecê-lo ♥
♥ Sua opinião é muito importante e eu sempre quero lê-la, aqui você pode discordar sempre que quiser - mas mantenha o respeito ♥
♥ Os comentários sempre são respondidos, mesmo que demore alguns dias. O blogger não avisa quando alguém responde seu comentário, para receber a resposta é necessário marcar a caixa "notifique-me" quando for escrevê-lo ♥

Fanpage | Instagram | LookBook.nu

Tem alguma dúvida ou sugestão?
Você pode entrar em contato comigo pelo e-mail chanelfakeblog@outlook.com