A Futilidade e o "boom" dos Blogs de Moda




Precisa?


Já faz tempo que a mídia em geral veicula campanhas publicitárias cada vez mais apelativas. Somos bombardeados todos os dias pelas milhares de coisas que não temos, mas que segundo os outros precisamos muito ter. Em que momento algumas coisas deixaram de ser o que queremos para se tornarem o que precisamos? 

Os blogs de moda, que começaram tão pessoais e principalmente, tão imparciais, estão fazendo um enorme desserviço. Basta abrir alguns desses portais de moda para se deparar em poucas linhas com tudo aquilo que você não tem mas precisa ter, porque afinal, como sobreviveríamos sem os itens "must have" de cada temporada? (risos)

 As blogueiras de moda começaram a ser supervalorizadas. Hoje em dia não importa se você estudou quatro, cinco ou seis anos numa faculdade de moda, fez curso técnico, corte e costura e o diabo a 4, o importante é ter váaaarias curtidas (compradas ou mendigadas) no facebook, postar publicidade não identificada como tal e falar que isso é "item tem que ter" da estação e que está "in love" com aquilo. Será que isso é realmente certo? 

Já disse milhares de vezes que não quero que o Chanel Fake seja ou venha a se tornar um "blog de moda". Não tenho a menor intenção de ditar regras e dizer o que as pessoas devem ou não vestir, fazer, pensar, até porque acho isso extremamente ultrapassado e muito chato. As regras da "vida real" já são objetivas demais pra ficarmos lotando nossa cabeça de regrinhas bestas como "tal coisa engorda e tal coisa emagrece". Esse é um espaço pessoal que eu tornei público na internet. Apenas isso. E de qualquer forma, ao criar um blog, todo mundo devia ter a consciência de que sua opinião pode influenciar os outros, e que talvez vá. Que tipo de influência você gostaria de exercer sobre os outros? 

Já temos campanhas publicitárias nos esmagando todos os dias com produtos inúteis e supérfluos que não precisamos, mas passamos a desejar. O sonho de algumas pessoas ainda é ter tal itbag ou tal sapato grifado. Não importa se essas peças caríssimas irão ou não combinar com suas roupas da Marisa e da Renner, mas como uma mulher pode viver sem ao menos uma bolsa Chanel? (risos) Seria ótimo se nós não estivéssemos ajudando a reproduzir esses valores e pensamentos. Seria ótimo para meninas de mais ou menos treze anos não se deparararem todos os dias com milhares de 'blogs de moda' ditando regras imutáveis sobre como elas devem se maquiar, se vestir e até se comportar para estar dentro de um padrão de beleza aceitável. Porque nós sabemos que meninas dessa faixa etária estão lendo nossos blogs. Nós sabemos que nosso conteúdo, enquanto público, pode ser lido por qualquer um. Seria realmente maravilhoso se nós pudéssemos dar apenas nossas opiniões, de maneira clara e objetiva mas sem tornar público como verdade absoluta o que é apenas isso, uma opinião pessoal

Deviam espalhar melhor por aí que ter estilo não é a mesma coisa que ser rica e poder comprar todas as tendências da estação de uma vez só. E que nem todos os itens "must have" podem preencher um cérebro vazio ou um espaço em branco no peito. Não há nada de errado em ter um blog de moda, de estilo, de beleza ou como queiram chamar. Muitas vezes o meu é rotulado dessa forma e eu nem me importo. O errado está em como algumas blogueiras se colocam - numa vitrine de ostentação onde os outros podem apenas olhar, porque suas condições financeiras não bancam o mesmo estilo de vida. Estamos cultuando pessoas ricas que enriquecem cada vez mais as custas da nossa admiração. E eu não preciso nem dizer o quão fútil e ridículo isso é, né? 

Só desejo que um dia a blogosfera se torne um pouco mais unida, que nós possamos ajudar umas as outras e não apenas competir por um "lugarzinho ao sol". Tem espaço pra todo mundo, desde que você não queira ser só mais uma cópia do que já existe por aí. 

Enfim, esse é só mais um desabafo que já estava em rascunho há tempos. Deixem a opinião de vocês nos comentários, quero saber o que pensam sobre isso (: 

30 comentários:

  1. Não poderia concordar mais contigo.
    Realmente, seria ótimo se não contribuíssemos com essa cultura de ~tenho que ter, tenho que ser~ que nos infecta todos os dias, mas como lutar contra algo que está presente num ambiente que tanto amamos (blogosfera, no caso)? Como resistir a algo que está presente em cada minuto do nosso dia-a-dia? É muito fácil cair na crença de que fulano "vale menos" por não caber em determinados padrões.
    E, assim como você, estou no aguardo por uma blogosfera unida, diferenciada, que valorize e dê espaço para todos serem do jeitinho que os deixa felizes.
    Arrasou como sempre, Bru. Beijinhos <3

    ResponderExcluir
  2. Concordo em gênero, número e grau.
    Hoje em dia blogs deixaram de ser uma ferramenta pra criação de conteúdo e exposição de ideias pra ser uma vitrine onde pessoas mostram o que tem (ou não).

    ResponderExcluir
  3. Adorei o post e é exatamente por esses motivos citados que evito postar look do dia no blog , apesar de eu ter uma influência retrô no estilov e no Brasil não é tão comum. Amo seu blog e seu estilo.. principalmente o conteúdo que vem com cada post
    Divaspinup.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Adorei o seu post, oque você disse não passou da verdade.. Sempre que entro em certos blogs de certas blogueiras ''famosas'' vejo cada post que não passa de publieditorial e no final sempre tem "Essa peça toda fashionista precisa ter". Adoro os seus desabafos :D
    http://www.eaifernanda.com/

    ResponderExcluir
  5. Concordo com a sua opinião! as vezes você entra em determinado blog me deparo com post que eu fico imaginando se eu realmente preciso disso?e isso mesmo que essa blogueira que passar para leitoras ou apenas para ganha dinheiro com a publicidade!

    http://armariocoloridoo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. "Deviam espalhar melhor por aí que ter estilo não é a mesma coisa que ser rica e poder comprar todas as tendências da estação de uma vez só. E que nem todos os itens "must have" podem preencher um cérebro vazio ou um espaço em branco no peito."

    Quando uma colocação sai mais perfeita e coerente possível! Ótimo texto e por favor, desabafe mais, please?!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Nossa, te entendo completamente. A coisa que mais vejo nesse universo é a competição por "fama", curtidas e afins. Muita gente vai na onda de "se eu quero que meu blog cresça preciso falar disso e disso" independente se o conteúdo faz parte ou não o estilo do blogueiro. Fora a quantidade de cópias, principalmente em conteúdos ligados á moda que vejo por aí. É realmente desanimador ver que a "modinha" supera cada vez mais o perfil do blogueiro. D:
    Beijoo,

    Coisa da Lud

    ResponderExcluir
  8. Concordo inteiramente e você sabe disso, além de existir milhares de blogs por aí que imprimem a imagem de estilo = dinheiro, discordo totalmente, compro em fast fashion sim e adoro! Pra mim estilo também é conforto e menos contas pra pagar, hehe.
    Em fim, concordo com tudo e vivo e viverei sem uma chanel! hahaha

    Beijo Bru!
    www.mabeato.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Bruna, eu adorei seu texto, muito bem explicado, há pouco tempo fiz um post relativo a esse assunto o meu blog, o título era " O parasitismo nos grandes blog", falei sobre coisas relacionadas e a ostentação em massa dos grandes blogs, o que leva muitas mulheres simples e trabalhadores se acharem inferiores por não ter uma bolsa de tal marca, ou um batom da Mac...Ainda ontem eu vi algo que achei horrível uma menina de 11 anos, fez um blog que segundo ela era de moda, postando looks que pareciam de uma prostituta, cabelo chapado, e caras e bocas...uma criança...pois é como você disse vendem um estilo, e isso atinge a todos, sem distinção de idade, alguns entendem isso, como você, eu e outras, mas meninas mais jovens não tem entendimento necessário e acabam se expondo a ridicularidade para seguirem um padrão imposto pela sociedade...concordo com tudo no texto...Beijo!!!

    ResponderExcluir
  10. Concordo plenamente.
    Tenho visto muitos blogs se tornando cada vez mais futeis, e tem se tornado raro encontrar blogs que sejam realmente altenticos.
    http://www.blogeagora.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Tava falando isso hj com uma amiga, de como as blogueiras (algumas) estão compradas que apenas fazem tal coisa pq a marca pediu e tal, calma lá né amiguinhas, cade o senso crítico de vocês. Apenas estão incentivando o consumo exarcebado de coisas sem noção!
    muito boa a crítica, http://carolbrasileiro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Eu concordo! e o pior disso tudo é que as pessoas veem esses blogs querem fazer igual! por isso que existem pessoas que criam o blog para ganhar dinheiro.
    Beijos adorei o texto,gostei da sua opinião
    Impossível ser Normal

    ResponderExcluir
  13. Minha primeira parceria e entedam o porque: Chanel Fake é verdadeiro! Chanel Fake é feito por uma blogueira que VIVE este blog, coisa rara hoje em dia! Copiar e colar o "bapho do momento" é fácil, quero ver é criar o que esta guria Bruna cria! Mais que apoiado, recebo inumeros contatos para parcerias, mas ainda não encontrei outro no meu grau de exigência! Blog é um diário pessoal e por ser isto, tem q ser de dentro para fora e não ao contrário! Não interessa se tu tens 1000 curtidas, interessa sim destes 1000, teus 10 fãs que estão sempre interagindo no teu espaço e opinando sobre teu post! Eu não ligo para números, eu ligo para opiniões e conteúdos!

    ResponderExcluir
  14. Adorei, Bruna! Falou tudo.
    Eu vejo posts mais antigos do meu blog, logo que comecei e vejo frases do tipo "não é pras gordinhas" ou "não fica bom nas magrinhas", "pra isso tem que ter corpão". Tipo, qual é o objetivo de tudo isso? Moda é tendência, estilo. Ter um blog de moda pra mim é "aconselhar", dar dicas de como combinar aquela peça no guarda-roupa às vezes que a leitora comprou no impulso e não sabe usar..;
    É triste ver a moda sendo cada vez mais distorcida. Ela sempre foi fonte de renda, isso é certo. Mas pessoas não ligadas diretamente ao ramo estão aproveitando-se do consumismo das pessoas pra fazer fama.

    Enfim, parabéns!
    Beijão.

    http://completelyred.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Bruna, não consigo mudar uma vírgula sequer de tudo que você escreveu, sério. Concordo com você quando diz que blogueiras de moda são também formadoras de opinião e que isso, querendo ou não, influencia na decisão de quem quer comprar algo - seja necessário ou não. As pessoas tem distorcido muito o sentido de se ter um blog, hoje em dia. Tem gente que acha que ter um estilo e andar bem arrumado é realmente ter dinheiro, e se fosse assim, eu andaria com pano de chão no corpo, porque vivo de marisa e c&a e me sinto super bem vestida HHAHAHAHAH adorei o seu texto e ele tá super sincero. Tem muita gente que realmente devia ver!

    ResponderExcluir
  16. Que texto maravilhoso! Não tenho nem o que adicionar, porque você conseguiu expressar realmente o que penso. Todo mundo precisa de algo mais, nunca é o bastante. Um consumismo louco e desenfreado que torna as pessoas uma moeda de troca. Infelizmente precisamos concordar que o "boom" dos blogs de moda contribuíram para isso, quando poderiam fazer o contrário, estimulando outros sentimentos nas mulheres =/

    Beijos!

    ResponderExcluir
  17. Falou tudo!
    Adoro moda, mas prefiro ainda mais o estilo, compro roupas nas lojas de departamento e não me envergonho disso, acho que você ter um bolsa de grife, maquiagens caras e roupas caras, não te fazem ter estilo. E isso não acontece só em blogs, tem meninas assim também no instagram, claro que é bom ter as coisas, mas não precisa ser fundamental na tua vida, não precisa ser "ostentação" para ter um blog, mas muitas pessoas pensam assim e faço das minhas palavras as tuas, meu blog nunca vai se tornar isso!

    http://anateresasalles.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Você conseguiu expressar exatamente o que comentei em um blog acho que mês passado. A blogueira(que não vou citar nome) postou sobre a ''modinha que é ter blog de moda'' e ditar regras e etc, explicou que quando ela começou na blogosfera todos os blogs eram um diário, e que faltam blogs pessoais como o dela e que hoje nada mais é do que uma profissão. Ok, o meu blog é pessoal porém falo muito sobre o cenário vintage/retrô por ser algo que eu gosto que é história da moda, e por eu estudar e vivenciar isso, mas falo sobre achados baratinhos, moda sustentável(brechó), tenho minhas peças de grife, mas não é meu intuito compartilhar minha aquisição porque são coisas que são investimentos e que não irei repetir 100 vezes no ano por ser fora da minha realidade. Mas quando expressei minha opinião nesse blog falando que achava super errado as pessoas as admirarem pela futilidade, bombardeou respostas de gente discordando dizendo que elas também trabalham muito e blábláblá. Até que chegou em um ponto da discussão (sadia) que desisti de defender minha opinião e deixei pra lá, por não querer parecer arrogante. Mas continuo com a mesma e muito do que foi dito por mim nesse comentário lá nesse blog, você disse em seu post, é essa necessidade exacerbada da atualidade em venerar peças grifadas e fora de sua realidade, acho errado sim blogueiras famosas que se dizem trabalhar com moda impor futilidade, consumo e materialismo. O que causa uma visão da população brasileira errada sobre trabalhar com moda e piorar induz o materialismo sim a adolescentes. Só você dá uma olhada nos vídeos de ''rolêzinho'' dos adolescentes que a maioria dão entrevista falando os quesitos que o outro atrai (nike, boné tal, blusa tal), e que especificamente a musa deles faz a mãe (besta ela) comprar roupas caríssimas para ostentar em seu perfil com alta visibilidade. Enfim, blog de moda virou uma profissão, uma pena pois muitas não tem nem argumento pra sustentar um post pois copiou da internet e colou em seu site. Parabéns pelo post! ♥

    Um beijo!
    www.umanoiteemparis.com

    ResponderExcluir
  19. Adorei o post. Concordo em gênero, número e grau.
    Essa coisa toda do 'tem que tem' é muito massiva, e se tornou algo comum... Lembro de quando era pequena e queria ser paquita.. Hoje as adolescentes querem ser Thassia Naves (?).
    Isso faz mal pra cabeça, faz mal pro coração e faz mal pra sociedade. Gente que só pensa nisso (seguidores/sucesso/dinheiro/~presentes~), acaba sem ter mais nada pra pensar!

    ResponderExcluir
  20. É só mais um reflexo do capitalismo.
    Desejar o que os mais ricos tem vêm desde que surgiu a aristocracia na história dos humanos, sejam reis, imperadores, religiosos etc. A partir do momento que temos um poder de elite, ele dita as regras, tanto para a sociedade comer, fazer, vestir e na religião que crer.
    A questão das blogueiras é só mais um reflexo do nosso capitalismo, que vem como consequência o consumo que surgiu com a revolução industrial. Nada disso é algo novo, só muda o contexto.

    Mas eu sou ambigua quanto a este sentido, ao mesmo tempo que eu estou inserida no capitalismo, trabalho com marketing, onde induzo a venda dos serviços da empresa onde trabalho, eu tenho meu blog onde quero causar inspiração etc. E eu também tenho meu pensamento feminista, onde a mulher tem que ser o que ela quiser, sem se preocupar com tendências, socialista do ponto político, pois não sou a favor de diferença de classes sociais, e comportamento social, onde tento sempre me inserir ajudando de alguma forma o pobre, preto e periférico que sofre neste país.

    Para discutirmos esse assunto, ele começa com uma questão política, que é o capitalismo, com o capitalismo as empresas funcionam, então as empresas querem vender e vendem para blogueiras que trazem público a eles.
    Temos que falar de cultura de classes, uma vez que a cultura de elite influencia a cultura de massa, fazendo com que a classe baixa queira coisas impossíveis de consumir, pois pertence a classe elitizada.

    Mas não vou me prolongar, não sou contra as blogueiras que fazem isso, sou contra um sistema político que sustenta isso cada dia mais.

    www.raposalaranja.com.br

    ResponderExcluir
  21. Não sei se você acompanha o FFW, mas a pouco eles fizeram 2 entrevistas que apontam isso. A primeira foi com um editor francês na qual ele alegava que as blogueiras não tem cultura de moda e a segunda a equipe FFW perguntou o que as blogueiras achavam desse comentário. É claro que elas negaram e falaram que não se passa só de marketing. O meu ponto de vista é que hoje em dia tudo virou muito comercial, as grandes blogueiras não falam mais a fim de informar e sim de lucrar.
    bjs

    http://1forall.com.br
    http://facebook.com.br/one1forall
    @liananuns

    ResponderExcluir
  22. já falei aqui que tenho uma quedinha por você ne? partilhar da mesma opinião que você e ver que sua mente é tão aberta e boa assim, aumentou mais minha admiração <3
    faço suas as minhas palavras. hoje em dia vejo tanta gente com essa preocupação de preciso ter, necessito ter alguma peça de roupa que me dá raiva. gente, ninguém tá andando pelado. o que você necessita é de comida, banho quente e sono bom, talvez uns tapas na bunda também pra tomar vergonha na cara ahahahahahhaaa
    eu então, reparo muito isso dando dicas de compras na China. admito que sou muito consumista, mas sei administrar meu dinheiro e sei quando eu realmente não tenho dinheiro pra ficar gastando em coisas que não preciso. gosto muito de comprar peças básicas. já teve vezes que eu postei achados de brechó e vi gente se lamentando chorando que precisa ter tal peça e no brechó é mais dificil achar a mesma peça mais de uma vez.
    enfim, sua reflexão vale pra todos nós. ótimo levantar esse tema aqui, tá mais do que certa. parabéns! :)
    beijão

    ResponderExcluir
  23. TIVE O PRAZER DE LER ESSE TEXTO LINDO E SINCERO EM PRIMEIRA MÃO, ~comlicensa~
    Bruna, já te disse o que achei, mas preciso repetir aqui: concordo com tudo e acho mesmo que chegamos num ponto que se ninguém debater/discutir o assunto, passamos a viver no modo automático, sem questionar e pensar em nada. Blogueira de moda não é cabide e não pode passar como uma pessoa oca que não tem opinião, né? Precisamos conscientizar as pessoas e eventualmente sugerir algumas ideias, mas nunca impor ou ser extremamente tendenciosa e desonesta!

    Enfim, só amor por suas palavras <3

    Beijos
    Brilho de Aluguel

    ResponderExcluir
  24. Verdade, e a pessoa não pode usar nada que esteja "out" mas que ela goste, que já vem um babaca alienado comentar "ah, você tá usando isso? Nossa, feliz 2010 pra você". Jura né, vou deixar de usar o que gosto só porque saiu de moda ¬¬ Dá vontade de responder: "tô, tô usando sim. Mas isso é porque sou eu que pago minhas contas, não você ;)". kkkkkk patético, não sei nem se vale a pena desperdiçar uma resposta dessas com esse tipo de pessoa.
    antigosdiarios.blogspot.com

    ResponderExcluir
  25. Olha, eu concordo plenamente com você, já disse. Eu acho a maior futilidade do mundo todo mundo ter que mudar de guarda roupa a cada estação e que a cada seis meses tenha uma peça it que todo mundo precisa ter - alo alo, calça listrada, hoje em dia tá jogada no armário de todo mundo que pagou 150 para ter uma.
    hahahah Se ao menos as roupas das fast fashion daqui fossem REALMENTE baratas como são lá nas gringas - que ok, até vale a pena comprar umas peças por sei lá, 10 dolláres e depois nunca usar - ou se as coisas da china chegassem em duas semanas, ATÉ SERIA PLAUSÍVEL essa fissura toda, mas como a realidade aqui é muito diferente........
    Mas enfim, eu adoro esse tema, é bastante polêmico e já até ensaiei escrever sobre ele no blog - principalmente depois de eu ter cometido a "loucura" - sim, ouvi essa palavra - de sair com uma saia mullet "em pleno 2014".

    ResponderExcluir
  26. Este post é sensacional, disse em em poucas linhas o que penso.
    Responsabilidade sobre nossas ações, nossas colocações, independe do "meio". Digo isso porque, coincidentemente, estava conversando sobre isso com a minha vó. Insisti que toda pessoa, de uma forma ou outra, é pública, e deve ser responsável por cada frase que fala/escreve. Tanto no mundo real quanto no virtual. O que acontece é que, especialmente na internet, as pessoas querem desvincular sua imagem ao que publicam (a não ser que isso seja revertido em lucro) e por isso mesmo se sentem livres para falarem as maiores asneiras, incutirem sonhos e desejos em outras pessoas, as quais nem sempre têm a mente centrada suficientemente para perceberem que estão sendo ludibriadas. Meu blog atualmente só tem falado sobre maquiagem, isto porque as pessoas têm preguiça de ler. E, como sempre, a imagem transmite mais informação de uma só vez que texto. E num blog com menos de 500 curtidas "já fiz" várias meninas comprarem produtos que usei. Agora transforma isso num blog de 2, 3, 5, 10 mil seguidores? É um mercado gigantesco! Eu sei que só vou indicar o que é realmente legal, mas o que garante que outras agirão da mesma forma?
    E sobre produtos "des-necessários": quer coisa mais absurda que o boom que foi aquele aparelho de fazer sucos?! Quem toma tanto suco? Aquela merda faz uma sujeirada horrorosa! E ainda assim a maioria das pessoas que conheço comprou.
    Desculpe o post longo rs Beijão!
    https://www.facebook.com/DicasdaMag
    www.dicasdamag.com.br

    ResponderExcluir
  27. "Deviam espalhar melhor por aí que ter estilo não é a mesma coisa que ser rica e poder comprar todas as tendências da estação de uma vez só." ♥♥♥♥♥♥♥♥

    ResponderExcluir
  28. Acho que as adolescentes só vão parar de viajar na batatinha depois que entrarem no mercado de trabalho, na vida real mesmo, tendo que se virar com metade do salário porque a outra metade foi pra pagar a faculdade, por exemplo...
    É normal, adolescente sonha, adolescente quer, adolescente sabe de tudo. Todo mundo tem que sonhar com alguma coisa, por mais fútil que o seu sonho pareça. O que as bluógayras de moda fazem é se aproveitar disso. Elas estão erradas? Não. Quem tá errado na verdade é quem é otário e não percebe as coisas. Eu falo porque eu quando era mais chófem não percebia. As vezes a gente só percebe quebrando a cara mesmo.
    Cabe a nós, blogueiras com o mínimo de decência, filtrar esse conteúdo e atrair pessoas que realmente tenham opinião, mesmo que sejam divergentes da nossa, mas ainda sim capazes de pensar por si mesmos... e respeitar as opiniões alheias, além de tentar manter o espaço do seu blog como um lugar para trocar figurinhas, fazer novos amigos, rir, e também falar de assuntos sérios, como boas pessoas que tem o mínimo de humildade.
    Tá bom? Fica aí minha opinião sobre o assunto!
    Bêzo, minha linda! ♥

    www.nosferotika.com.br

    ResponderExcluir
  29. Muito ZzzzZZz essa coisa de ficar regrando tudo.

    Gostei do texto, e concordo, embora esteja inserida no sistema que desenrola isso..

    beijo






    cabecanasnuvensz.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

♥ Não comente se não tiver lido a postagem, spams são desrespeitosos e serão imediatamente excluídos ♥
♥ Você tem um blog? Deixe seu link ao final do comentário, vou adorar conhecê-lo ♥
♥ Sua opinião é muito importante e eu sempre quero lê-la, aqui você pode discordar sempre que quiser - mas mantenha o respeito ♥
♥ Os comentários sempre são respondidos, mesmo que demore alguns dias. O blogger não avisa quando alguém responde seu comentário, para receber a resposta é necessário marcar a caixa "notifique-me" quando for escrevê-lo ♥

Fanpage | Instagram | LookBook.nu

Tem alguma dúvida ou sugestão?
Você pode entrar em contato comigo pelo e-mail chanelfakeblog@outlook.com