Um Papo sobre os (irreais) Padrões de Beleza


      Parece que tudo começa quando um "você emagreceu!" é seguido sem hesitação de um "muito obrigada", sem nem pensar que a frase exclamativa possa ser isso: uma frase exclamativa, e não necessariamente um elogio. Ser gordo deixou de ser característica pra virar ofensa e parece que gordura é sinônimo de feiura: quantas vezes você não ouviu um "ela é tão bonita de rosto, pena que é gorda"? 
       Sim, a mídia impõe padrões de beleza e isso é inegável, não adianta contra-argumentar. Subculturas, diferentes estilos e pessoas que gostam de determinadas coisas tendem a terem um padrão de beleza a ser seguido também, mesmo que um pouco diferente dos padrões midiáticos mais comuns. Isso não torna a beleza menos padronizada. 
       Sim, obesidade é uma doença e um problema de saúde pública, mas nem todo gordo é obeso, nem todo gordo não é saudável e nem todo magro o é. Muitas pessoas se utilizam dessa desculpinha esfarrapada de saúde para humilhar e rebaixar quem não se encaixa nesse padrão de beleza pele-e-osso. O que é logo desmentido, tendo em vista que a maioria dessas pessoas que tem alimentação controlada e buscam constantemente emagrecer não podem ver uma magrela comendo um bom combinado de fast food que logo exclamam "como eu queria ter a sorte de ter nascido magrinha e poder comer de tudo!" Ué, mas e a saúde, onde fica?? haha Acho que vocês entendem aonde eu quero chegar... 
      É muito bom se cuidar, cuidar do corpo, da alimentação, praticar atividades físicas dentro dos próprios limites e realmente obter prazer nisso. Mas até que ponto buscamos isso para satisfazer aos outros e não a nós mesmos? 
     Objetificaram ao máximo o corpo feminino e o padronizaram cruelmente. Fato é que a maioria das mulheres não se encaixa no padrão de beleza mostrado nas revistas de moda nem se sentem representadas por essas mulheres totalmente modificadas e aperfeiçoadas pelo Santo Photoshop. Criaram uma mulher que só existe num programa de edição de imagem e nos impuseram essa figura como o mais próximo da perfeição que podemos chegar. 
      Mas e o resto, onde fica? Tem espaço? Me sinto realmente muito deslocada entre pessoas que só vivem pra testar a nova dieta das celebridades ou experimentar o mais novo suplemento alimentar e tirar fotinho no espelho da academia. Cada um faz o que quer e eu quero muito dizer que acho isso um saco. Um saco mesmo. Repito: não há problema em se cuidar, se alimentar corretamente e praticar exercícios físicos. O problema está em tornar isso o centro da sua vida, só viver em busca de emagrecer (ou engordar/ganhar massa muscular), ter aquele tipo de pensamento medíocre de "só vou ser feliz se for magra" e coisas do tipo. Amor próprio não se vende em supermercado e você não vai se sentir bem consigo mesma nem depois de fazer 1 milhão de cirurgias plásticas, se esse amor não partir de dentro. 


       Parece que o novo must-have da estação (risos) é opinar sobre o corpo alheio. São aquelas velhas matérias inúteis de revistas mais inúteis ainda sobre fulana que engordou, fulana que mostra corpo "feio" em biquini, fulana que só come casca de ovo pra emagrecer e etc. Ser magra não é só um padrão de beleza, é moda (!). Não faz muito tempo que aquelas matérias ridículas de "espaço entre as coxas vira moda entre adolescentes" circulavam pelas redes sociais. 
        O mais triste é que as pessoas mais influenciadas por isso são justamente as que tem mais acesso a informação: nós. Nós que vivemos metade de nossas vidas (ou mais) sentados na frente de um computador ou com um celular na mão, e preferimos simplesmente absorver as informações que vem do lado errado. É triste ver quantas pessoas são influenciadas por padrões inatingíveis e acabam desenvolvendo algum distúrbio alimentar em decorrência disso. A beleza de ninguém devia ser medida pelos ossos visíveis sob a pele.
       Ser gordo não é feio, ser magra demais não é feio, feio é querer ditar regras absurdas as outras pessoas e querer modificar o que é natural e extremamente pessoal, nossa morada, nosso corpo. Buscar melhorar, buscar satisfação pessoal, saúde e amor próprio são coisas muito importantes, mas sempre tendo em vista que hábitos não mudam da noite para o dia e que nada é mais importante que ser feliz, aqui e agora. 

          Ps. O blog passou por mudanças, como vocês podem ver. Agora é .com e ganhou uma "roupinha" nova. Deixo meus agradecimentos à Ma Beato que fez o banner do topo pra mim  E não esqueçam de responder a Pesquisa de Público, é muito importante e não demora nem 1min. 

35 comentários:

  1. Nossa, concordo em tudo que vc falou. O que vale é o seu bem estar com vc mesmo! O resto que se dane, bjão!

    http://sosorteando.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Muito legal seu blog, e principalmente sua criatividade pelos posts!

    http://blogcolegasdequarto.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Ai que texto lindo ♥
    Parabéns, e o blog tá um luxo!
    Beijos,
    http://umablogueirapobre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Eu cheguei a criar briga no Tumblr por causa disso. É triste ver q as garotas (e garotos) q sofrem de distúrbios alimentares não são os que realmente acham que a magreza excessiva é bonita. Se pudessem escolher, eles diriam que nunca escolheriam isso, mas é uma doença, um distúrbio e o que me deixa mais irritada com essa história toda, é que isso esse distúrbio surgiu na padronização da beleza, por gente idiota que não tinha mais o que fazer da vida. Triste.
    PS. O blog tá lindo!
    http://thisiskeyko.com

    ResponderExcluir
  5. Eu estou farta de ver na internet as pessoas falando (principalmente no instagram) nossa fulana é linda, estilosa e magra! Oi? desde quando ser magra virou qualidade?
    Estamos vivendo em um mundo cada vez mais careta e babaca onde o que importa é você vestir 36 e andar toda produzida. Se vc quiser emagrecer, seja porque quer e não para agradar "os outros" e o pior que muitas vezes o "preconceito" vem de dentro de casa.. (mãe, irmã..enfim...)
    Vamos ser felizes... pois, a vida é uma só!

    Bjux, Jell
    www.urbanoeretro.com.br

    *Ah, adorei o novo layout!

    ResponderExcluir
  6. Texto maravilhoso! Devo concordar com tudo, e realmente eu acho muito triste meninas que passam por distúrbios alimentares, não só por opressão da mídia, mas também por bullying (o que é mais triste ainda! ;-;)
    O blog esta uma lindeza que só, beijinhos! <3

    cartas-e-poesias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. adorei seu texto, concordo com tudo! a uns tempos atrás eu comecei a só almoçar e jantar, pelo fato de eu comer de tudo e ser aquele prato de pedreira, eu ficava satisfeita só com duas refeições, então emagreci 10 kilos em 6 meses, sem querer (alias, eu pensava em perder 3 kilos mas nunca comecei a dieta) super adorei né, mas com o tempo e com mts pessoas falando o quanto eu estava magra eu vi que meus braços, pernas e rosto ficaram muito finos e eu ando muuuito fraca, agora estou comendo quase toda hora, bobeiras e coisas saudáveis, mas continuo perdendo peso e algumas pessoas que nem me conhece falam que gostaria de estar no meu lugar, apesar de eu gostar de ver na balança meus 41 kilos, eu não gosto muito do corpo que eu vejo, não gosto de vestir 34 e não me sinto bem da saude, mas infelizmente isso é mt padrão de beleza, acho que as pessoas só vão parar de se importar se muita gente morrer por isso, sério.
    adorei tudo o que você escreveu, ta super certa! e adorei o seu blog


    http://tudoseajusta.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. O BLOG TA MAIS LINDO!!! <3

    Ótimo texto.
    Eu sou plus size, gorda, obesa e seja lá que nome mais as pessoas querem dar para meu peso que não combina com a minha altura.
    Esse lance de preconceito e esteriótipos muitas vezes começa em casa, pela família, pelo menos na minha foi assim.
    Eu sempre fui a gorda da casa e minha irmã a magra, crescemos assim com esse pensamento, sempre fui gorda, desde bebezinha, minha mãe me obrigou a fazer dietas aos 9 anos, eu perdia 3kg em uma semana mas ganhava 4 na semana seguinte ainda na mesma dieta. Ela sempre temeu pela minha saúde, mas sempre fui saudável, sempre fui ótima em corrida e outro esportes no colégio; cresci e o meu peso diminuiu, mas ainda assim eu ainda era gorda, mas era menos gorda, e foi assim a vida toda. Minha irmã hoje, depois da gravidez, engordou quase 20kg, e para nossa família isso é inadmissível, eu nunca sofri preconceito dos meus familiares por ser sempre a gorda, já ela tem passado por situações super desagradáveis por ter engordado, como se fosse feio e absurdo.
    Isso é ridículo, não somos modelos, não precisamos ser magras para alcançar a felicidade, a unica coisa que se precisa pra ser feliz é ter força de vontade, se não está feliz com seu corpo e se isso afeta sua saúde faça algo pra mudar. Não importa se vc é magra demais ou gorda demais.
    As pessoas sempre vão falar independente de sermos magras ou gordas, ninguém é perfeito, mas isso não dá a ninguém o direito de julgar o outro, exatamente pq ninguém é perfeito.
    Desabafei.
    Parabéns pelo texto Bruna.
    Amei <3

    Beijo

    ResponderExcluir
  9. amei o texto, falei de mia e ana a pouco tempo no blog!
    Sou plus size com orgulho ♥
    www.crisedosvintepoucos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Amei o texto! Incrível. Estou cheinha e muito feliz assim, rs. A galera tenta botar na cabeça da gente o que é certo. Eu acho que "certo" é estar feliz e f%$#-@# o resto!! Arasou garota!

    Estou te seguindo boneca. Beijocas.

    Baú com Vaidade // Fanpage // Twitter

    ResponderExcluir
  11. Great post!!
    Follow on gfc/bloglovin?

    http://asweetwoorld.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. Eu já fui magra, mas depois de um tempo engordei alguns quilos, e as pessoas têm mania de me dizer que eu estou gorda, e eu infelizmente fico chateada com isso, porque eu penso: "eu não posso ser do jeito que sou? eu estou bem assim, não quero emagrecer, então por que dar ouvidos à essas pessoas?" mas o que eu faço é diferente, sempre começo fazer dieta, mas nunca consigo emagrecer, na verdade até consigo, mas depois de um tempo eu volto a comer como antes e engordo de novo. Isso é triste, pois eu realmente não queria ser da altura que sou com todo esse peso, talvez um dia eu consiga. Porém eu não dito regras para ninguém, se eu quiser ser magra eu vou, mas não diria de modo algum para alguém que seja como eu, por exemplo, que ela é gorda, pois como eu, ela pode não gostar e ficar triste assim como eu fico. Porém, não confunda a minha vontade de ser magra com mostrar os ossos, pois eu não quero exagerar. Só quero me cuidar mais, pois muitas e muitas vezes eu não faço isso.

    http://blogmylittlecandy.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Passo por isso, sempre fui muito magrinha (magrela mesmo) e devido a uma gestação e depressão pós parto engordei 9 kilos. Gente na boa, não sou considerada obesa, me acho bonita, apesar da barriguinha saliente, e não ter ''espaço entre as coxas'' kkk
    Já me peguei por várias vezes me culpando em estar acima do peso e me sentindo feia, e com isso vem as dietas da moda, que são quase impossíveis de seguir, e quando fracassamos nos sentimos fracas.
    Todos, absolutamente todos me dizendo: Vc sempre foi tãao magrinha, engordou tanto!
    Todos até minha mãe já fez sair correndo e chorando da casa dela, me dizendo q eu tava gorda demais.

    Até 15 minutos atráz eu estava pensando no quanto preciso perder, pesquisando sobre cirurgia bariátrica e balão intragastrico, que só é colocado em casos de pessoas que precisam perder acima de 30kilos, Minha gente eu estou 9 kilos apenas mais cheinha. É dificil perder? é, mas e daí?????

    Quero agradecer o post, pois me ajudou a pensar melhor, nada de dieta da moda, vou cuidar da minha saúde e emagrecer por consequencia. :')

    beijos lindona

    www.belavaidade.com

    ResponderExcluir
  14. Affffff em quesito a emagrecer estou numa briga danada...mas por saúde e a beleza em segundo plano..odeio você ir nas lojas e a vendedora dizer 'não temos calça para o seu tipo de corpo' putz dá vontade de matar a fulana......no Brasil dizem que é o país das mulheres mais lindas e gostosas...mas quando passam a reportagem só colocam as esqueléticas para que? São horríveis..olha as modelos horrorosas.
    Na verdade temos que ser felizes do jeito que nós somos! rs

    - Resenha nova no blog bora conferir ;)

    Beijoss *-*

    ==> Blog Resenhas da Pâm

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, deveriam considerar as mulheres lindas que temos aqui no Brasil que não são esqueléticas!

      Excluir
  15. Verdade a busca pelo corpo perfeito é uma questão que assombra muitas adolecentes de 15 14 anos, na minha sala do ano passado as meninas viviam querendo emagrecer e ter corpo de boneca... Eu nunca fui dessas mas pela saude eu posso ate emagrecer :)

    Blog: Papo Teen <3 http://wwwblogpapoteen.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  16. Eu já fui bem magra, mas depois que comecei a tomar anticoncepcionais engordei um pouco, mas mesmo assim me achava bonita.
    Só que realmente as pessoas falam que vc tá gorda!
    Foi aí que qualquer kilo que eu ganhava , era mais um motivo me achando gorda e feia.
    Sei que estou acima do meu peso certo, mas não me sinto gorda.
    Sei que estou "cheinha" , mas me vejo bonita.
    Porém, confesso que tudo passa e fico mto, mas mto deprimida vendo corpos magerrimos,com barriguinhas lisas e braços fininhos sem gorduras e olhar pra mim e me sentir , aí sim uma pessoa gorda e feia!

    Ps:Otimo post!

    Luxuriademenina.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Eu já tive uma fase gordinha, quando tinha 10 anos e, como tomava muito corticoide, acabei ganhando peso. Tive uma fase extremamente magra, lá pelos meus 14/15 anos que, com 1,70 de altura, eu pesava 52/53kg. De lá pra cá eu engordei quase 10kg e não, eu não estou gorda, mas seria hipocrisia da minha parte dizer que estou feliz com meu corpo. Quero emagrecer? Sim, quero. Mas não ficar nessa loucura toda. Acho que esse lance de emagrecer é pura consequência. Antes eu fazia dietas malucas e exercícios aleatórios só esperando isso: emagrecer. Mas não é bem assim. Ter um corpo bonito (independente de magreza) está muito mais relacionado à uma vida saudável, com hábitos saudáveis, do que com dietas malucas e idas exageradas à academia. Eu quero perder peso, mas não fico fazendo a louca por isso. Corro uma hora todo dia, tento me alimentar o melhor possível e, apesar de ser meio sofrido, tento beber bastante água, já que eu tomo antibiótico praticamente todo mês e fico preocupada em sobrecarregar meu corpo com isso. Mas eu não deixo de viver por causa disso, sabe? Beleza, eu tento me alimentar direito, mas se me der vontade de comer brigadeiro no meio da tarde, qual o problema disso?! Tô nem aí, eu como, e sem culpa, sabe? Quando saio para jantar com meus amigos, que a sociedade fitness me desculpe, mas eu como como (?) se não houvesse amanhã. E mais uma vez, sem culpa. Acho um absurdo ver esses instagrams da vida de mocinhas fitness falando que vão ter que correr o dobro no domingo de manhã porque comeu sushi no sábado. WHAT?! Às vezes eu acordo de manhã pra correr no parque, mas não pra compensar as calorias do sábado. Faço porque acho gostoso, não é uma obrigação. E se eu estiver com sono quando o despertador tocar, dane-se, eu desligo e volto a dormir. Eu posso não ter o corpo dos sonhos, mas não vou deixar de aproveitar minha vida porque alguém me disse que ter barriga negativa é "o certo". Se for pra emagrecer, eu vou emagrecer, mas sem paranóia ;-)

    bjs, bjs ♥

    http://starshipsandqueens.com

    ResponderExcluir
  18. O pior é quando a gente faz comentários sobre os corpos, meio sem querer, porque tá assim no automático. As coisas são perigosas por parecerem tão naturais e repetimos sem questionar. É muito importante levantar esse tipo de discussão e dar uma olhadinha pro nosso umbigo, prestar atenção nas coisas que falamos/fazemos...


    Beijos
    Brilho de Aluguel

    ResponderExcluir
  19. Bruna perfeito texto! Lendo ele logo me encaixei, pois quando era mais nova eu era mais gordinha e tinha alguns problemas de saúde, e por isso eu sofria por ser chamada de baixinha e gordinha, coisa que eu odiava, enfim, depois de algum tempo comecei a ir a uma nutricionista, frequentar a academia e seguir uma dieta, mas o objetivo não era emagrecer e sim a minha saúde. Incrível que as pessoas só viam a parte externa, ou seja: Como você emagreceu! O mais importante nem era questionado. Boa parte da minha vontade em fazer dieta e tudo mais nem era pela minha saúde, e sim querer reparar aquilo que os outros tanto se sentiam encomodados, o fato de eu ser gordinha. Portanto as pessoas deviam sim pensar melhor antes de falar porque isso afeta a vida das outras pessoas, mas como vimos a maioria vive no seu mundinho e acaba esquecendo as pessoas que estão ao seu redor e que os seus atos acabam atingindo elas também. Beijos

    http://south-of-soul.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  20. É verdade, conheço pessoas que só por ouvir " você engordou?" ou "ta mais magrinha né" Já procuram voltar ou satisfazer aos outros, e não busca a sí mesma para saber o modo de bem viver!
    É muito complicado isso!
    Sabe, eu tenho muita vontade de engordar mais, pois "para mim" me considero um pouco magra demais! Mas sei que não devo sair por ai comendo de tudo só para engordar, pois ponho a saúde na frente. Eu procuro me aceitar do jetio que eu sou, se tiver que engordar, ótimo, se for para permanecer assim, tudo bem também. Acho que as pessoas deveriam fazer isso, colocar a saúde na frente do agrado ao próximo.

    Beeeeeeeeeijos
    pequenamenina31.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  21. Então, concordo com você que não devemos julgar os outros pelo seu corpo e afirmar que tem saúde ou não por esse motivo. Contudo, eu sou seria mentirosa se falasse que não busco por um corpo que eu considero "ideal" para mim. Mas é para mim, e não para os outros. Quando eu era mais nova, era super magrinha e me chamavam de magrela, diziam que eu estava doente e tudo mais, depois engordei um pouco e não demorou muito para dizerem que eu estava gorda. Enfim, sempre vão falar. Independente do seu corpo, nunca conseguimos agradar a todos. Hoje minha alimentação é regulada e faço exercícios físicos diariamente sim, mas é porque eu descobri o que é melhor para mim e o que me deixa feliz. Jamais faria algo para entrar em padrões, até porque, o que é padrão para uns não é para outros. Gosto de textos assim, expressando opiniões. Bom post.

    Beijos,
    Talita sem H

    ResponderExcluir
  22. Primeiro quero dizer que gostei do novo layout do blog.
    Gostei do seu texto, esse padrão de beleza cansa. Ontem vi uma nova tendência de biquinis que ficam "presos" nos ossinhos dos quadris. Muitas meninas estão exageradamente magras para poder usar, isso é doentio.

    www.rockcomluxo.com
    www.instagram.com/rockcomluxo

    ResponderExcluir
  23. Nossa, que post hein? Eu super concordo com você. Infelizmente tem meninas que realmente levam isso muito à sério, e sinceramente, isso é ridículo! Adorei o post!
    beijos,

    www.soentreamigas15.blogspot.com

    ResponderExcluir
  24. Achei ótimo o jeito que você abordou o tema, é exatamente isso.. E quanto mais passa o tempo, pior fica. Sinceramente, não sei se tem solução e isso é muito triste :(
    http://www.primeirapessoadosingular.com/

    ResponderExcluir
  25. Oi Bruna, não costumo falar pra muitas pessoas sobre isso... Mas já fui muito mais magra que agora,
    mas não era por querer ser muito magra, ou ter um padrão de beleza como falam, foi porque
    eu realmente não gostava de comer... Só comia besteira e isso não me alimentava, fui perdendo peso... até eu falar, chega porque se continuasse assim poderia morrer.
    O tema que você escolheu é muito interessante!

    Adorei o layout novo do blog, ficou lindo demais *-*

    http://vidabeella.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  26. concordo e assino embaixo. porém o problema começa em nós mesmas, começamos a exigir demais de nós mesmas (mulheres) e externamos essa crítica sobre o corpo às pessoas ao redor. As mulheres precisam parar de julgar umas às outras, para com a competição e a 'rixa' quase que imposta em nós desde que nascemos e crescemos (tipo, aquela velha frase que diz que toda a mulher se odeia).
    Se a gente reparar, os homens são super relax em relação ao proprio corpo (pelo menos a maioria esmagadora), andam com barriga de chopp e mesmo assim andam sem camisa, usam sunga e tão nem aí!!
    Assim que a gente parar de julgar, acredito que vai começar de fato a mudança!!

    ufa, comentário longo! ehaiueaihea

    beijooss

    manualdeusuaria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  27. Esse tipo de incentivo vem da mania que a maoria das pessoas tem de cuidar da vida dos outros, e isso é que fazem crescer essas revistas bestas de fofocas e coisa de dieta. Eu acho quando uma pessoa quer emagrecer para ser saudavel, afinal quem quer andar meio quarteram e já esta morta de cansada ne? Muita gente que acha que não é aceito pelas outras pessoas, acha que isso vem de motivos de aparencia, e por conta disso acho que cada vez tem mais gente sendo influênciada por isso.

    http://leitecombiscotos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  28. Só li verdades Bruna! Adorei o incentivo.
    beijo,
    delicadacomoumcacto.blogspot.com
    Instagram: @delicadacomoumcacto | Twitter: @blogDCUC

    ResponderExcluir
  29. Eu fui magra desde sempre, magra mesmo! E fui tão julgada por isso, que hoje em dia eu daria tudo por alguns quilos a mais.
    Ser magra só é bonito e legal aos olhos dos outros, por que se você perguntar como uma menina magra se sente sendo assim, pode ter certeza que ela vai dizer que não gostaria de ter esse tipo físico.
    Pra ser bem sincera, aqui no Brasil só o que é bonito é peitão e bundão.
    A verdade é que nunca vão estar satisfeitos com você.. Se é magro, alto, gordo ou baixo, sempre vão ver defeito em algum lugar!

    Adorei as mudanças no blog, Bru!

    Beijos sz http://capricha-no-look.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  30. Nossa concordo com o que você falou! *-* Dá uma passadinha lá no meu blog?

    http://www.blogdayararamos.com/2014/01/atelie-da-susie-vilela.html

    ResponderExcluir
  31. Verdade, Bru!
    Olha, eu faço academia, procuro me alimentar bem, inclusive e principalmente pela saúde, pois eu nasci com anemia falciforme. Mas quando vou p/ academia a noite me sinto totalmente deslocada, parece que as pessoas não tem nada na cabeça, não valorizam nada das outras. Estranho demais.
    Adorei sua visita no meu bloguinho,e quero te ver por lá mais vezes! :)
    Beijo!

    minhassingularidades.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  32. Acho que as coisas estão mudando aos poucos. Acho que temos mais informações sobre o assunto e quem ainda tem essa cabeça "atrasada" são os consumidores do Ego ou outras fontes de fofocas e não costumam ler blogs ou assistir vlogs com um conteúdo mais realista. E adolescentes. Adolescentes encanam demais com gordurinhas que muitas vezes nem existem.
    Também acho que o padrão de beleza está mudando. A moda agora é ser "sarada". hauahau... Os blogs de fitness estão entre os mais acessados. Pelo menos, é algo saudável do que algo que o incentivo o emagrecimento a qualquer custo. Mas qualquer ostentação cansa, né?
    Mas enfim... Eu tenho fé de que um dia o corpo alheio não será mais motivo para julgamentos. E que as pessoas olhem mais para o coração e para o caráter do que para o físico. Quem sabe um dia!

    PS: ADOREI o nome e o logo do seu blog! Arrasou!
    Uma Questão de Estilo

    ResponderExcluir
  33. Pra ser bem sincera, discordo de vários pontos desse post e da maioria desses comentários. (sim, eu li ahuehaue). Ok, que ser gordo não é ofensa, mas creio eu que nenhuma mulher gosta de ouvir "nossa, você engordou". Eu sou super magra, estilo essa primeira foto e não trocaria minha barriga lisinha por um par de peitões ou uma bundona! E ah, eu adorei o novo layout.

    Visite-nos!
    XOXO

    ResponderExcluir
  34. Eu emagreci pra caralho nesses últimos 3 meses, e as pessoas estão notando isso (menos eu, eu só noto quando subo na balança), e aí elas ficam "NOSSA COMO VC EMAGRECEU" "NOSSA COMO VC TÁ LINDA" "NOSSA QUE MAGRA QUE VC TÁ".
    Não sou do tipo de pessoa que liga muito pro meu peso, apesar de tudo que eu como vai pro popô e eu sinto as calças me falando isso as vezes UAHEUHEUHE Só que acho chato as pessoas comentando sobre isso, reparando em coisas que nem eu mesma reparo. Me sinto invadida, sabe?
    Esse padrão que as pessoas inventam é absurdo. Só que eu não gosto de extremos. Extremamente magra, extremamente gorda, extremamente musculosa. Não por não ser bonito (apesar de que não acho mesmo) mas não é saudável. E o que mais me dói é ver que essas pessoas fazem isso ou são assim porque alimentam inseguranças. Cada uma do seu jeito diferente, as gordas com comida, as magras com a falta de comida, as musculosas vão pra academia e injetam whey na veia.
    E como você mesma disse, são inseguranças que os outros, seja a mídia ou a sociedade, colocam na gente. E você precisa ser forte e ter o mínimo de consciência pra vencer tudo isso. E bom, tá claro que muitas pessoas ainda não têm. Temos que ter a consciência que temos que ficar bonitos pra nós, e não pros outros. Não acho verdade quando falam "a mulher não se arruma pra si, mas sim para os outros", pelo menos no meu caso. Queria que pra todo mundo fosse assim também :(
    O post tá foda bagaray! <3
    Bêzo!

    ResponderExcluir

♥ Não comente se não tiver lido a postagem, spams são desrespeitosos e serão imediatamente excluídos ♥
♥ Você tem um blog? Deixe seu link ao final do comentário, vou adorar conhecê-lo ♥
♥ Sua opinião é muito importante e eu sempre quero lê-la, aqui você pode discordar sempre que quiser - mas mantenha o respeito ♥
♥ Os comentários sempre são respondidos, mesmo que demore alguns dias. O blogger não avisa quando alguém responde seu comentário, para receber a resposta é necessário marcar a caixa "notifique-me" quando for escrevê-lo ♥

Fanpage | Instagram | LookBook.nu

Tem alguma dúvida ou sugestão?
Você pode entrar em contato comigo pelo e-mail chanelfakeblog@outlook.com