Trend: Saia fit and flare




Quem dá uma passadinha no LookBook.nu de vez em quando com certeza já viu essa saia. No post sobre como usar parte de baixo estampada (aqui!) eu havia dito que a estampa desceu. Mas não foi só ela não. O babado também desceu.



Ela surgiu de mansinho e agora já é possível encontrar vários looks com a tal saia. A mais vista é a de couro preta, mas existem vários outros modelos e possibilidades.


Thássia Naves já usou essa saia em diversos looks, inclusive num tom dourado.


Como ela é justinha no quadril e mais larga na barra, favorece uma diversidade maior de corpos.


Fica linda num look moderninho, mas já deu as caras também em looks mais casuais e rock'n'roll.


Ainda não vi nada assim nas lojas físicas, mas as lojas virtuais já estão cheinhas delas!

Por que tu não tem namorado.

Perguntaram para mim: “por que eu não tenho namorado? Algo em mim repele os homens? Sou uma mulher embargada? Há uma placa de ‘proibido estacionar’ em minhas costas? Me diga!”. Olha, eu não sei porque não tem namorado. Honestamente.

Poxa, come batata frita, torta de limão, churrasco e trufa de leite condensado. Ok, a alcunha de magricela, cabo de vassoura ou Olívia Palito nunca lhe serviram, talvez. Urros sobre sua suposta suculência não tem advindo de prédios em construção, quiça. Quem sabe não fica bem de “tomara-que-caia”, tropica no salto agulha, não combina numa minissaia. Mas desbanca a miss Venezuela num vestido primaveril, pisando numa rasteirinha prateada, com o cabelo preso naquele lápis cor-de-rosa, soprando a franja pra cima no calor. Não vai me acreditar, mas tu é bonita.

Tu passa longe de uma Fernada Young, uma Lia Luft, uma Sandra Werneck. Mas tu é inteligente à sua maneira. Assiste novela, mas não comenta a vida dos personagens. Gosta da Clarisse, da Cecília, da Martha. Curte o Tom, a Adriana, o Nando, a Zizi, o Cazuza. Trabalha, suspira, trabalha, checa as unhas, trabalha, sonha, trabalha, belisca uma água-e-sal, trabalha e um colega te olha. E te acha bonita idem. E também se intriga com sua solteirice.

Tem princípios iguais os da mãe. Mas se acha careta, às vezes. Não cede, mesmo só. Adora sexo, embora não faça com a mesma frequência do desejo. Se faz não vibra na mesma frequência que o parceiro. Sente raiva por ser secretamente boba, romântica e demode. Se derrete mais rápido que o sorvete napolitana na xícara de sopão quando a mocinha diz “você me fez acordar com um sorrisão no meu rosto”. Chora na frente de ninguém, ai de ti se mais alguém souber. E você não vê a hora de um príncipe encantado por te libertar esse riso largo atrofiado, mas sabidamente bonito.

Tem umas esquisitices. Dorme de edredom e ventilador, coleciona esmaltes, cerra as pernas quando sentada e fica coçando o joelho com uma das mãos enquanto a outra segura a cabeça pelo queixo, ensaia dança do ventre pro espelho do banheiro, faz duas vezes antes de pensar, tem uns “nhe-nhe-nhê” de mulherzinha, mas qual não tem? É até bem charmoso. Nada tão relevante quanto sua forma meiga e carinhosa de perguntar “tu tá bem?”. Nada mais importante que teu ímpeto de cuidar dos outros. Nada que mude minha convicção de que tu é bonita.

O que te falta? Falta tu mesma se convencer do que te falo com certeza. Tu merece alguém que abra os olhos diariamente e pense: “cara, eu tô com ela, eu sou o namorado dela!”. Que goste da tua boca, do teu ombro, do teu cabelo bagunçado, do teu calcanhar, da tua cintura, das tuas mãos, do cheiro da tua pele, das sardas do teu rosto. E isso vai acontecer naturalmente ao se dar conta de que tu é bonita, no âmago e na lata. Eu acho, teu ginecologista também, o colega de trabalho assina embaixo. Um dia serás o amor da vida de alguém, do jeito que tu é. Falta tu. Acorde hoje e repita: “eu sou bonita”.

Gabito Nunes

Como sobreviver ao primeiro dia em uma nova escola.


    Há um ano e seis meses eu estava em uma fase horrível da minha vida, então tomei uma decisão: mudei de escola. Se eu sofri na nova escola? Sofri, mas sobrevivi e hoje, enquanto estava pensando sobre minha volta às aulas no início de fevereiro, me passou pela cabeça que eu não sou a única que passou ou terá que passar por isso e que talvez, algumas dicas minhas ajudem alguém por aí.
    Então esse post é, como posso dizer? Um manual de sobrevivência em uma escola onde você não conhece ninguém.
   




A apresentação: Em algumas escolas, os alunos novos são guiados por alguém da secretária até sua sala e ao chegar nela, a professora pede para que ele se apresente. Se você for tímido, a apresentação pode se tornar um grande problema, porém, respire fundo e vá adiante, na maioria das vezes a professora só pergunta seu nome e de que colégio você veio, nada muito demorado. E em algumas escolas, o primeiro dia de aula do ano é reservado para que todos os alunos se conheçam, então, bingo! Você não vai precisar se sentir a única aluna nova, sempre haverá outro alguém novo e também, essa será sua oportunidade de fazer amigos.
Tentando entender como tudo acontece na nova escola: Foi assim que eu consegui minha primeira amiga, no primeiro dia de aula. Quando você chega em uma escola nova tudo será diferente, inclusive o método de ensino, essa é sua hora de pedir informações aos seus colegas de classe sobre tudo! Pode ser sobre onde fica a cantina, qual é o preço do chocolate ou como é cada professor. É o jeito mais simples de puxar assunto com alguém que poderá ser seu novo melhor amigo (a).
No intervalo, não fique em um canto: Em vez de ir para a biblioteca e ficar calado, (meu grande erro no início, mas dei um jeitinho e consegui fazer tudo dar certo, amém!) vá atrás dos seus colegas e tente puxar algum assunto, não tenha medo de ser metida, se você não for falar com eles, eles podem não falar com você. 
Novos alunos: Se você não é a única aluna nova da turma, sinta-se sortuda e vá conversar com os outros novatos, é uma chance e tanto!


Eu poderia ficar dias escrevendo dicas, na verdade, mas nenhuma delas ajudaria mais do que essa que eu vou dar agora: Respire fundo, no final, tudo dá certo.

"You take a deep breath and you walk through the doors, It's the morning of your very first day"  Taylor Swift

Como usar: Creeper

Inicialmente usados pelos soldados da Segunda Guerra Mundial, de aspecto rude e um tanto masculinizado, eis que tantos anos depois um calçado ressurge na moda alternativa e torna-se desejo de consumo de muitas pessoas: esse é o creeper.
Se está difícil pensar em looks para usar com um creeper, pense nele como um coturno. É um calçado pesado e fica lindo em produções rock'n'roll, moderninhas, e o contraponto que ele faz com looks femininos e delicados é incrível!
Até um look simples como shorts e regata ganha uma cara totalmente nova com um par de creepers. E por terem essa plataforma, você ainda ganham alguns centímetros a mais.
Lua P., que é uma das meninas mais famosas do LookBook não desgruda dos seus creepers. Eles combinam com o estilo pesado e moderno dela.
Infelizmente ainda é um calçado difícil de se ver e comprar no Brasil, mas procurando um pouquinho na internet dá pra encontrar várias lojas online com diversos modelos!

Nail Art: Geométrica

Esse é meu primeiro post sobre esmaltes, então vou fazer o "tutorial" de uma nail art bem fácil, que dá pra todas fazerem, e que fica lindo!
Nesse verão a tendência foi a estampa geométrica com cores vivas e pastéis, veja alguns exemplos:

A que eu vou fazer aqui é parecida, olha aí as cores que escolhi:
Picolé da Avon e Hippie Chic da Colorama


Vamos começar!

1- Primeira coisa, como sempre, é passar uma base na unha, além de deixá-las mais fortes, também evita que a unha fique manchada principalmente quando se usa esmaltes muito fortes, como o vermelho clássico. Essa é a base que eu uso, para mim ela é perfeita, minha unha sempre quebrava aí ela me salvou, rsrs.


2- Agora você precisa passar o primeiro esmalte, que no meu caso é o Picolé da Avon.


3- Para a próxima etapa você precisa ter certeza absoluta de que o esmalte está perfeitamente seco! Caso contrário, vai estragar toda cor de base. Pegue um rolo de durex (ou fita crepe) e coloque na unha como na figura abaixo. Na hora de colar, cole o durex na mão antes, para a cola não ficar tãão forte.
A foto ficou meio ruim, mas continua lendo porque vai dar para entender!

4- Depois que já tiver colocado em todas as unhas, pegue o outro esmalte e passe na região onde formou um "triângulo" entre os durex's. Não tem problema se sujar o durex, afinal você vai tirá-lo. Veja as imagens:

Aí eu usei o Hippie Chic 

5- Quase pronto! Já pode tirar todos os durex's, mas toma cuidado para não borrar. Para finalizar, passe um "extra brilho" que protege e dá um bom toque final a qualquer nail art. Olha como ficou a minha:

Com essa técnica dá pra fazer muitas combinações diferentes, usar glitter ou fazer mais um triângulo sobre esse... Espero que tenham gostado! Estou aceitando sugestões para os próxinos posts sobre unhas, comentem aí!

Como usar: Estampa na parte de baixo

Nos últimos tempos a estampa desceu. Sim, desceu. Se antes era mais comum vermos blusas e camisetas estampadas combinadas a saias, shorts e calças lisas, agora vemos o contrário. Shorts estampado:
A estampa da bandeira dos EUA invadiu as lojas e já tornou-se popular.
Para combinar com short com estampa colorida, escolha uma blusa neutra, que tenha uma cor presente na estampa, ou com estampa localizada e de cor semelhante. Com shorts estampados em preto e branco é mais fácil combinar, usando uma blusa de cor forte e única em cima fica lindo! Saias estampadas:
Tornaram-se bem comuns nessa temporada, sendo a estampa mais desejada com certeza a étnica. Pra quem gosta de um look mais ousado, vale apena apostar num mix de estampas: para isso, escolha uma estampa que se destaque e outra que seja "coadjuvante", não tão chamativa, para não pesar no look.
As saias bandage são um perigo! Fique atenta ao look se sua intenção é passar longe do piriguetismo. As camisas fluidas e de cor única são suas melhores amigas, combinam perfeitamente com saia bandage e tiram um pouco da sensualidade dessa peça.
Listras horizontais aumentam o corpo, então cuidado ao usá-las numa área que você não quer parecer maior! Calças estampadas
Começaram a dar as caras, tímidas, no inverno passado e prometem vir com tudo no inverno 2013! Aposte em estampas florais, estampas de frutas, poás, animal print e étnicas.

Resenha: Qual Seu Número?

Qual Seu Número? - Karyn Bosnak

Tradução: Ivar Panazzolo Júnior
Lançamento: 2011
Páginas: 432
Gênero: Ficção
Editora: Novo Conceito
Onde Comprar: Leitura
Pontuação

Pense num livro que te prende desde a primeira página. Pense num livro que te faz rir do começo ao fim. Este é Qual Seu Número?. Totalmente diferente do filme, o livro é cheio de emoção, aventura, e muito, muito engraçado mesmo! Após ler uma notícia de que a média de relacionamentos para uma mulher de 30 anos é de 10,5, Delilah, que já se relacionou com 19 caras, decide que não pode passar disso. Então ela sai em busca de todos os seus ex-namorados. Para isso, ela conta com a ajuda de seu vizinho, Colin, um cara extremamente charmoso, engraçado e muito amigável. Eu recomendo que vocês leiam o livro, e depois vejam o filem, pra ficarem totalmente revoltada como eu fiquei! O filme é uma distorção completa de toda a história, não consigo pensar em nenhuma cena que foi eita igualzinha a do livro. Sem falar, na atriz, que não tem absolutamente nada a ver com a personagem, que só pra começar, é na verdade morena e não loira aguáda sem sal nem açúcar. A narrativa do livro é divertida, descontraída, empolgante e muito envolvente. Foi um dos livros que eu li mais rápido e que mais gostei! Não achei o livro clichê, ou previsível. Me surpreendi muito com o final na verdade. A história e os personagens são bem construídos, o que faz com que o livro te conquiste rapidamente. Você vai se apaixonar por Colin, vai morrer de rir de cada situação embaraçosa que Delilah passa, e com toda certeza, não vai se arrepender de ter lido esse livro!

Inspiração: Tatuagens pequenas

Que atire a primeira pedra quem não tem, não quer ter, ou nunca desejou ter uma tatuagem! E pra quem ainda não tem mas deseja muito, o ideal é começar pelas pequenas. Pra você que ainda não escolheu sua tatuagem, ou que ainda tem duvidas, aqui vai uma seleção de tatuagens pequenas e muito lindas!
Elas são lindas e enchem os olhos, mas lembre-se: tatuagem não é brincadeira. Tattoo de pássaros ou de âncoras podem estar na moda, mas primeiro informe-se sobre o significado do desenho e pense se quer levá-lo na sua pele para toda a vida, ok?
Infelizmente ainda existe preconceito no mercado de trabalho, então fique atento ao local do corpo que fará a tattoo e se ela é muito chamativa para o seu tipo de emprego.
É sempre muito importante verificar se o local escolhido para fazer a tatuagem está de acordo com a lei. Hoje em dia já é possível corrigir e até apagar tatuagens pequenas, mas você não vai querer arriscar não é? Escolha um bom profissional e evite qualquer erro.
Minhas preferidas são as de aspas, cruz, ovelha e pássaros. ^^

Como usar: Looks estilosos com tênis


Não é tênis com salto, não é nenhuma revolução no mundo da moda, é só... tênis. Desses que eu, você e todas nós temos no armário.


A primeira dica que eu dou é: aposte num tênis legal! Pode ser all star, vans, qix, mad rats, não importa! Escolha um modelo bacana e que combine com seu estilo.


A segunda dica é: saia do lugar comum! Nada de usar só tênis, camiseta e jeans! Ouse, use, mude. Use tênis com saia, com vestido, com meia-calça, com blazer, com shortinho. São tantas opções, pra que se prender sempre na mesma coisa?


A terceira dica é: aposte em acessórios! Cintos, toucas, mantas, lenços, tiaras, colares... Dá pra mudar totalmente a cara de um look com acessórios legais.


Experimente de vez em quando trocar a sapatilha por um bom par de tênis. É super confortável e se você se permitir ousar, pode sim, ser muito estiloso!

Meu Look: Saia Plissada


Estrelando um post patrocinado pela Renner! haha (quem me dera)


Saia plissada com caveirinhas: Renner| Moletom: Renner| Espadrilha rosa: Renner| Pulseira de spikes: Mimus Acessórios


A participação especial é da minha cadelinha, a Pitty, que estava de rosa pra combinar com meu look.

Tattoo: Apanhador de Sonhos


O apanhador de sonhos é um tipo de mandala de cura de várias etnias indígenas, tanto da América do Norte quanto da América do Sul sendo que a sua origem se perdeu em meio as lendas. O tempo dos sonhos segundo estes grupos é influenciado por boas ou más energias.

Tumblr_lzq6s6svls1qklwuvo1_500_large

O apanhador de sonhos se popularizou e tornou-se também um objeto de decoração. Você pode utilizá-lo em seu quarto, próximo à janela, no final da cortina, no teto, no puxador do guarda-roupa, etc.

31903_10200754744374837_1848733385_n_large

Por ser um objeto artesanal, o lugar mais comum de encontrá-lo é nas feirinhas hippies. Não é um objeto caro, já vi alguns com preço entre R$10,00 e R$30,00.

823387_10200700890108132_749248_o_large

Recentemente o apanhador de sonhos também se tornou uma tatuagem muito vista. Se você pretende ter, lembre-se que é para sempre, e esteja preparado para ver esse objeto no seu corpo por muito tempo (mesmo que você não acredite no significado místico dele).


Tumblr_mhlvcjyuhs1rdzom2o1_500_large

536958_10200441898035130_2142430175_n_large

Trend: Alpargatas


A-do-ro um salto alto. E quem não adora? Deixa a mulher linda, elegante, esguia... Mas vamos combinar que não dá pra viver 24 horas por dia em cima de um salto né? Machuca, incomoda, é difícil de caminhar, não convém a todos os lugares... Enfim. É super importante que sapatos baixos e bonitos sejam lançados, e as alpargatas conquistaram rapidinho o coração das meninas (e meninos!).


Já existe uma variedade enorme de alpargatas por aí! Coloridas, estampadas, com renda... A mais famosinha até agora é essa da Miezko (primeira foto) com solado de corrente. Particularmente acho as com estampas fofas mais charmosas!


Quem já colocou uma alpargata no pé sabe do que estou falando: é o calçado mais confortável que existe! Mais confortável que tênis, mais confortável que chinelo, parece que estamos andando de pantufas! haha


Por ser um calçado super informal, fica lindo combinado a shortinhos jeans, calça skinny, e peças mais "descoladas". Claro que você pode adaptar ao seu estilo e usar do seu jeito! Pra diversificar, use com saia plissada e cardigã, fica um amor!


O melhor de tudo é que a maioria delas não são caras! Com menos de R$50,00 você consegue uma bem lindinha! Então escolha a sua e se joga!