Filmes Assistidos Recentemente


Essa semana não teve jeito, os dramas tomaram conta de todo o meu tempo. Não é atoa que é meu gênero de filme preferido, e os três que indico hoje são particularmente excelentes. 

1. The Normal Heart
(drama, biografia)


Narra a história do início da crise de AIDS em Nova York nos anos 80, com foco no esforço de vários ativistas gays e seus aliados na luta para expôr a verdade sobre a epidemia para uma nação que está negando os fatos. 


Esse filme eu conheci pela página Cinematologia (que inclusive está ajudando a aumentar o meu vício em filmes) porque ainda não tinha ouvido falar dele - isso somando-se a sinopse e a nota altíssima (4.4/5) me fizeram passar ele na frente de muitos outros rs. É um filme bem cruel, muito triste, e principalmente muito revoltante por saber que se demorou tanto tempo para tratar a epidemia de aids com a devida importância, e com isso milhares de vidas foram perdidas. É um filme excelente, aliás, tanto esse quanto o terceiro da lista tem essa nota bem alta no filmow, uma nota que vi em poucos filmes até hoje. Para assistir online, clique aqui

2. Speak - O Silêncio de Melinda
(drama)


É o primeiro dia do colegial para Melinda, mas ela não se mistura à euforia dos corredores da escola, na verdade é como se nem estivesse ali. Isolada pelos amigos por ter chamado a polícia durante uma festa da galera, ela não consegue falar do terrível trauma que sofreu naquela noite, nem para as amigas, nem para si mesma. Mas decide tentar reencontrar sua voz e, finalmente, se expressar.


Há bastante tempo eu li, num blog feminista, uma resenha sobre esse filme - mas havia esquecido dele e só fui lembrar recentemente, e aí tratei de assistir. Ele é protagonizado pela Kristen Stewart, que é uma atriz que particularmente gosto bastante, e trata de abuso sexual - e da dificuldade de falar sobre isso. É um filme com poucas falas, sem muita ação, bem "parado", mas que vale muito a pena. Gostei bastante dele, principalmente pelo tema tratado. Para assistir online, clique aqui

3. Mommy
(drama)


Uma viúva sente-se sobrecarregada com a custódia em tempo integral do seu explosivo filho de 15 anos que sofre de déficit de atenção. Enquanto tentam sobreviver, a nova garota do outro lado da rua, Kyla, oferece o apoio necessário. Juntos, eles descobrem um novo sentido de equilíbrio e a esperança pode ser recuperada. 


Meu preferido do post <3 Esperei ansiosamente por esse filme sair na internet, e aí quando saiu eu esqueci de assistir HAHAHA Ele é do Xavier Dolan, que é um diretor que gostei de todos os filmes que assisti até agora (que foram quatro, sendo Eu Matei minha Mãe ainda o meu preferido) e Mommy é mais um que retrata com maestria os conflitos entre mãe e filho. De início, odiamos o personagem principal, mas com o passar do tempo passamos a enxergá-lo por outro ângulo. A relação entre uma mãe desesperada e um filho muito problemático resultou numa grande obra, que explora muito bem o que nós chamamos de "amor de mãe". Um grande filme. Para assistir online, clique aqui.

-

E por hoje é isso, né? :D Espero que vocês gostem das indicações e que possam ter um tempinho para assistir pelo menos um. Se você já viu algum, comenta aí o que achou ^^ 

OOTD: Vestido de Esqueleto


Ei gente! :D Esse vestido causou um certo alvoroço quando publiquei uma foto no instagram, há um tempinho, algumas meninas gostaram bastante. Como ainda estava quente, acabei usando pouco na época que recebi, mas agora que está esfriando já usei novamente e quero usar muito mais. Apesar dele ser ultra justo no corpo, totalmente diferente dos meus outros vestidos, não deu pra resistir à essa estampa maravilhosa de esqueleto - e no fim das contas, é até bom sair um pouco da ~zona de conforto~ e usar algo que não estamos acostumados. 










Vestido: Oasáp | Bota: ModLily | Tattoo Choker: Cookie Plushie

Deem hype no lookbook!

Nesse fim de semana as temperaturas subiram um pouco e deu pra usar vestido até sem meia-calça durante o dia, mas fiquei com vontade de usar esse com sobretudo e coturno quando esfriar bastante <3 O esmalte é o Noite Quente da Colorama e o batom o Amour nº 30 da Panvel. 

Espero que vocês tenham gostado, me contem o que acharam aí nos comentários! ^^

Decorando com Mini Cactos


Mini cactos são plantas de fácil cuidado e que se adaptam bem tanto a ambientes internos quanto externos e como são naturais de ambientes áridos, vivem bem nas altas temperaturas do nosso país. É fácil encontrá-los a venda em lojas de jardinagem e até em supermercados: aliás, o que tenho comprei exatamente em um. Tem preço acessível, os menores custam geralmente menos de R$10 - e são adoráveis para se usar na decoração da casa. 

Os que já vem plantados são ainda mais fáceis, mas dá para você mesmo plantar, e nos mais diversos "vasos" - desde os tradicionais até latas ou xícaras, como você preferir. No verão eles necessitam ser regados uma vez por semana e no inverno apenas uma vez por mês. São plantas que retém água, portanto é preciso ficar atento para não regar em excesso e acabar matando. 

Separei algumas fotos lindinhas de mini cactos para inspirar na hora da decoração, sejam sozinhos ou em conjunto com outras plantas. 













Muitas opções lindas, né? Também dá para utilizar os mini cactos junto com outras plantas para criar um "cantinho verde" na sua casa. O meu cacto fica no meu quarto mesmo, e depois desse post fiquei com vontade de ter mais alguns também, hahah. 

E vocês, o que acham dessa planta? Gostaram das inspirações? Me contem aí nos comentários ^^ 

Resenha: Lápis para Lábios Vermelho Amour da Panvel


Eu já havia expressado nesse fabuloso bloguinho o meu amor pelos produtos da linha própria das farmácias Panvel (uma rede de farmácias do sul do Brasil) e principalmente pelos lápis de boca dela, mas ainda não havia feito resenha desse vermelhinho que é o meu xodó - segunda vez que compro. Bem, hoje cá estou rs. 


O lápis é macio e muito fácil de colorir os lábios. A textura fica bem sequinha, matte mesmo, tornando ele muito fácil e prático de usar no dia-a-dia, é o batom que eu mais uso durante a semana mesmo. A durabilidade dele é absurda - eu posso comer e beber que mesmo assim ele não sai dos lábios, só fica um pouco mais fraco. Dura umas 6h sem brincadeira. 


Ele é próprio para o contorno da boca, mas em 99% das vezes eu uso como batom mesmo e ele nunca decepciona. O outro lápis que eu tinha dizia apenas "vermelho", esse vermelho amour tem a tonalidade um pouquinho diferente e é ainda mais bonito, um vermelho mais puro mesmo. Combina com qualquer coisa. 


E eis aqui como ele fica nos lábios. Depois de um tempo fica mais sequinho, e depois de comer/beber apenas fica mais fraco, mas ainda com cor nos lábios. Ele transfere um pouco, mas pouco mesmo. 


E aqui na fotinho de rosto todo. Esse batom é, na minha opinião, o par perfeito para um delineado preto. 

A notícia boa é que ele custa apenas R$6. A ruim é que só tem nas farmácias Panvel, e a Panvel só tem no sul do país :/. Dá pra comprar pelo site, mas o frete é bem carinho. Pra quem tem acesso às farmácias da rede, recomendo muito, porque realmente tem maquiagens baratas e de boa qualidade. 

E vocês, o que acharam? Já testaram algo da Panvel? Me contem aí nos comentários ^^ 

Filmes Assistidos Recentemente


Mais uma sexta-feira e claro, mais um post de indicação de filmes. Hoje eu consegui fugir um pouquinho dos meus habituais filmes de drama, que sempre será meu gênero preferido, e dei um pouquinho de espaço para as dramédias, que também adoro, e um pouco de mistério. 

1. O Cheiro do Ralo
(drama, comédia, nacional)


Lorenço é o dono de uma loja de penhores. Aos poucos ele desenvolve um jogo com seus clientes, trocando a frieza pelo prazer que sente ao explorá-los, já que sempre estão em sérias dificuldades financeiras. Ao mesmo tempo ele começa a ver as pessoas como se estas estivessem a venda, identificando-as através de uma característica ou algo que lhe é oferecido. Incomodado com o permanente e fedorento ralo que existe em sua loja, Lourenço vê seu mundo ruir quando é obrigado a se relacionar com uma das pessoas que julgava controlar. 


Mais uma excelente obra nacional, repleta de metáforas no desenvolvimento da história. Uma ótima crítica a objetificação e desumanização das pessoas, e é um filme que mesmo tendo um personagem central totalmente abominável é muito bom de assistir. É uma dramédia cheia de humor negro, profunda, com muitas coisas nas entrelinhas. É do mesmo diretor de Nina, que indiquei por aqui há umas três semanas. Para assistir online, clique aqui

2. Millennium II - A Menina que Brincava com Fogo
(mistério, drama)


Um ano após ter realizado um roubo milionário, Lisbeth Salander, que estava no exterior, decide voltar a Estocolmo, onde compra um apartamento e vive reclusa, apenas monitorando seus antigos contatos. Mikael Blomkvist retornou para o comando da revista Millennium e está auxiliando um colega numa reportagem sobre tráfico sexual na Europa. Quando Mikael encontra seu colega e a namorada mortos, todas as provas apontam para Lisbeth como autora dos crimes. Agora Mikael tem de descobrir o real autor dos assassinatos, enquanto Lisbeth é obrigada a enfrentar seus traumas do passado. 


Segunda adaptação da trilogia Millennium e bem inferior à primeira. Eu terminei o segundo livro na semana passada e fui logo assistir ao filme, a expectativa era bem grande porque gostei mais do segundo livro do que do primeiro. Nem que o filme tivesse dez horas ele conseguiria dar conta de todos os detalhes e plots da trama, então é necessário dar um desconto. O filme passa rápido demais por muitos acontecimentos marcantes da história e não retrata com os detalhes exigidos alguns outros, mas a história é ótima e na minha opinião, se você viu o primeiro, vale a pena assistir toda a trilogia. Para assistir online, clique aqui

3. Amnésia 
(mistério, suspense)


Após um assalto que resultou na morte de sua esposa e que o deixou em estado gravíssimo, Leonard passa a sofrer de amnésia recente. Ele não consegue se lembrar de fatos que aconteceram há quinze minutos, mas mesmo assim decide ir atrás do assassino de sua esposa e se vingar.


Creio que esse seja o mais conhecidinho do post de hoje e que muitos já tenham assistido, e realmente minha sensação ao vê-lo foi de "porque eu não vi esse filme antes?". Tem que assistir com calma porque ele dá um nó no cérebro, tem um roteiro muito bem elaborado e uma construção bem diferente, que acaba se tornando o ponto alto da obra. O mais irônico é que, logo numa das primeiras cenas o personagem diz que sua condição não é de amnésia, mas isso não impediu de traduzirem o filme com esse nome no Brasil, hahaha. Esse é obrigatório assistir! :D Para assistir online, clique aqui

-

Espero que tenham gostado das indicações, vocês, já viram algum desses? Me contem aí nos comentários <3