Série: Nowhere Boys


Em Nowhere Boys acompanhamos quatro meninos que após uma excursão na floresta descobrem que de alguma forma foram parar num universo paralelo idêntico ao que eles viviam, exceto por um pequeno detalhe: neste, eles nunca nasceram, ou seja, tecnicamente não existem. 


Descobri essa série num artigo sobre tramas que envolvem universos paralelos, ela nem estava no artigo mas alguém comentou sobre nos comentários e me interessei e fui pesquisar. Resultado: no mesmo dia assisti a primeira temporada inteira!

A série tem duas temporadas, cada uma com 13 episódios e média de duração em torno de 25min, o que facilita pra quem não tem muito tempo e pra ser assistida mais rapidamente também. É classificada dentro dos gêneros fantasia, aventura e ação - e realmente há muito dos três na série, e eu diria que um pouco de comédia também.  


Ela não é uma série maravilhosa, longe disso. Pra começar, os quatro meninos são bastante estereotipados: tem o nerd, o gótico, o bonito popular da escola e o esportista. A série é dirigida ao público teen, então não dá pra esperar muita maturidade mesmo, é mais bobinha e bem adolescente de fato. Tem cara de filme da sessão da tarde, sabe? 

Mas mesmo assim, de alguma forma não consegui mais parar de assistir depois do primeiro episódio, me senti muito envolvida pela trama e me apeguei aos personagens. No decorrer da trama eles vão sendo mais trabalhados e dá pra conhecer bem cada um deles. É uma série que, por ser leve e descontraída, acaba servindo bastante para os dias de preguiça que só queremos algo divertido para assistir. 


Pra quem já assistiu ao filme Jovens Bruxas e gostou, indico Nowhere Boys fortemente! A história tem a mesma vibe, é bem parecida. Um dos personagens é bruxo e a trama é toda envolta por assuntos como magia, bruxaria, demônios, sobrenatural em geral e teorias científicas também. 


A série é australiana e contou com baixo orçamento em sua produção, por isso ela é bem trash. Os efeitos especiais são sofríveis, mas contribuem para a vibe meio cômica do seriado em geral. 

Nowhere Boys tem duas temporadas lançadas e uma terceira prevista para esse ano. A série terá um filme também, que deve estrear no Brasil em breve. Se chamará "Nowhere Boys - O Livro das Sombras". Óbvio que já estou ansiosa pra saber o que vai sair disso, né? :)

E mais óbvio ainda que meu personagem preferido da trama é o Felix, o menino ~gótico. Inclusive o visual dele é bem bacana - principalmente os acessórios - e o da melhor amiga dele na série também (na terceira foto), que me lembra muito a Ariel do blog Inexplicited pelo cabelão castanho claro e pelos coturnos de plataforma bem alta, hahahah. 


Enfim, Nowhere Boys não é a melhor série do mundo, mas indico fortemente para quem gosta do gênero e não se importa com produções destinadas ao público adolescente. É uma ótima pedida praqueles dias de preguiça em que não estamos afim de ver nada muito complicado, só passar o tempo e se divertir mesmo. 

Para quem quiser assistir online, encontrei todos os episódios já lançados na ABX

Vocês já conheciam a série? Se interessaram ou passam? Comentem ^^

OOTD: Meia-arrastão


Oi gente! :D Hoje está bem friozinho aqui no RS, mas no fim de semana a temperatura ainda estava mais alta e deu pra usar essa roupa tranquilamente. Encontrei minha meia-arrastão perdida na bagunça do meu quarto e deu vontade de usá-la num look mais básico, com bastante preto, e foi isso que fiz - combinei com saia preta lisa, cropped com poás e coturnos. Engraçado que já havia publicado um look com essaroupa (aqui!), com coturno e saia diferentes mas na mesma proposta, e só pelos acessórios serem diferentes já mudou bastante o resultado final. Acredito que num dia mais frio, com uma jaqueta de couro sintético por cima também ficaria bem legal, né? :))








Cropped e Saia: Oasáp | Coturno: Vilela Boots

Esse colar lindão de camafeu é da Cute Shop (mostrei alguns acessórios aqui) e o anel de olho é da Romwe. O esmalte é o Côte D'azur da Panvel com o glitter Brilhos Especiais da Impala por cima. Estava com vontade de usar algo diferente nas unhas, já que sempre estou com esmalte escuro sem efeito nenhum, mas pra ser sincera não curti muito esse glitter não HUAUHAHU O batom não ficou muito aparente, mas é o Azul da Natura Faces (resenhado aqui).

Eu adoro essa combinação de meia fofa com meia-arrastão e coturno, parece que equilibra qualquer sensualidade que a meia-calça possa passar. Sou bem ligada nos detalhes, e esse é um que curto bastante. ;p

E vocês, o que acharam do outfit de hoje? Me contem nos comentários ^^ 

Receita: Coxinha (fácil!) | Vegetariana


Oi gente! Eu amo coxinha - e quem não ama, afinal de contas? O engraçado é que antes de me tornar vegetariana eu não ligava muito, porquê nunca gostei desses salgados de padaria com carne, e só depois aprendi essa receitinha que hoje faço quase toda a semana. É bem prática, não tem firulas para fazer a massa (diferente de muitas receitas cheias de ingredientes diferentes que já vi) e o resultado final é delicioso, não tem quem não goste. O bom é que podemos rechear com qualquer legume/verdura que tivermos na geladeira, misturar dois diferentes ou vários e criar novos sabores. 

Ingredientes para a massa: 

1 caneca de farinha de trigo
3/4 de caneca de água 
3 colheres (de sopa) de óleo 
1 colher (de chá) de sal 
Temperos à gosto*
Farinha de rosca para empanar

Eu costumo usar orégano, salsa ou cebolinha, caldo de legumes ou curry (meia colher de chá para não ficar muito forte). Dessa vez, utilizei salsa e curry na massa, orégano nos legumes refogados e na farinha de rosca, mas você pode optar pelos de sua preferência ou também não usar temperos, se não gostar muito. 


Para o preparo da massa, apenas coloque a água, o óleo e os temperos escolhidos numa panela em fogo alto. Assim que a água ferver, despeje a farinha de uma vez só e abaixe o fogo. Mexa sem parar até a formar uma massa que desgrude do fundo da panela - não demora muito. Deixe esfriar alguns minutos e sove a massa ainda morna/quente. A massa das minhas ficou amarelinha por conta do curry, se você não usar esse tempero a massa ficará mais branquinha. Em outra panela, faça o recheio. Dessa vez eu usei pimentão (verde, amarelo e vermelho), cebola, cenoura, azeitona, brócolis, milho e ervilha, e um pouquinho de creme de aveia diluído em água para deixar mais cremosinho, mas só os legumes refogados já deixam ela uma delícia (com um pouco de molho de tomate também fica gostoso, só cuidem pra fazê-lo mais grosso e em pequena quantidade, só pra deixar cremoso e não escorrer e dificultar o fechamento das coxinhas). Escolha os que você mais gosta e refogue ou cozinhe, coloque sal e temperos (se quiser) e corte bem pequeno, para misturar bastante. 

Depois é só pegar os pedaços de massa, abrir na mão, colocar um pouco de recheio com uma colher e fechar modelando a coxinha. Não se preocupe se achar difícil fazer o formato, eu demorei bastante para pegar o jeito e mesmo assim as minhas não ficam no formato ideal. Se preferir, faça bolinhas que são bem fáceis. 


Depois de modelada, é preciso empanar. Para isso utilizei dois recipientes: um prato com farinha de rosca + orégano e um potinho com uma mistura de farinha de trigo e água (mais água que farinha, para ficar bem líquido). É só passar na farinha de trigo para 'molhar' a coxinha e depois na de rosca. E pronto, está empanada e pronta para ser frita :D Você também pode colocá-las num potinho e congelar depois de empanadas, para fritar em qualquer momento. 


E aqui depois de fritinhas. O preparo é um pouquinho mais demorado levando em consideração que busco sempre cozinhar coisas bem rápidas, mas é uma receita bem prática e muuuito gostosa. Para fritar é rapidinho, ou você pode assá-las se preferir. Essa receita rende entre 10 e 12 coxinhas de tamanho médio, então, se quiser uma quantidade maior, dobre a receita. Os pontinhos pretos nas coxinhas prontas são o orégano que coloquei junto com a farinha de rosca, dá um sabor mais gostoso a massa. 

E aí, ficaram com vontade de fazer? Acharam fácil? Me contem nos comentários :D 

Filmes Assistidos Recentemente


Oi gente :)) Estão aproveitando o feriadão? Eu tenho aula hoje, mas de qualquer forma vou assistir alguns filminhos novos no fim de semana, hahaha. Os três que indico hoje são muito bons, todos com histórias mais pesadas e tristes, filmes onde é impossível permanecer inabalado após assistir. Espero que vocês gostem. 

1. Vênus Negra (2011)
(drama)


No filme Vênus Negra, Saartjie deixa a África do Sul para expor seu corpo às audiências dos freak shows de Londres. Livre e escravizada ao mesmo tempo, ela se torna um ícone nos subúrbios da cidade.


Vênus Negra é um filme que demorei para assistir, só de conhecer a história já me fazia sentir nojo de algo assim ter acontecido. O filme é uma obra incrível, mas indigesta. Causa um mal estar extremo e expõe toda a podridão humana. A objetificação, desumanização e coisificação da mulher negra é exposta nessa obra num estado tão avançado, tão difícil de ser visto, mas extremamente importante para que não se repita - o mais triste é que, apesar de tudo, ainda é um filme muito atual. Tem atuações incríveis, principalmente da protagonista, e a forma com que é exposto, com muitas cenas longas e silenciosas, contribui ainda mais para a sensação de desconforto e agonia. Um filme incrível, um pouco longo, mas com todo o seu tempo muito bem utilizado. Para assistir online, clique aqui

2. Sucker Punch (2011)
(ação, aventura, fantasia)


Esta fantasia épica de ação nos apresenta a imaginação fértil de uma jovem garota, cujos sonhos são a única saída para sua difícil realidade em um hospício. Trancada contra sua vontade, Babydoll não perdeu a vontade de sobreviver. Determinada a lutar por sua liberdade, ela se une a quatro garotas internas – a falastrona Rocket, a malandra Blondie, a leal Amber e a relutante Sweet Pea – para tentar escapar de seu terrível destino e das mãos dos inescrupulosos Blue, da Senhora Gorki e de High Roller.


Sucker Punch é um destes filmes subestimados, com um roteiro incrível talvez ofuscado pela estética estonteante e pelos efeitos especiais das muitas cenas de ação. O filme pelo filme já é incrível, porque é suficiente para entreter e nos deixar vidrados na tela. Mas o filme pelo que ele realmente quer nos dizer é absolutamente incrível e genial. Assisti me atentando à todos os detalhes, compreendi a complexidade da história, e depois disso fui ler algumas análises da obra e ainda assim, tanta coisa havia passado batida aos meus olhos que entendi o quão genial ele é. A estética do filme também é um ponto muitíssimo positivo, um dos mais incríveis que já assisti nesse quesito. A mensagem que ele passa é muito bacana. Apesar de não gostar muito de filmes de ação e de fato as cenas do tipo terem me entediado um pouco, o roteiro é psicologia pura e é apaixonante. Para assistir online, clique aqui. Disponível no Netlix.

3. A Vida dos Outros (2006)
(drama)


Georg Dreyman é o maior dramaturgo da Alemanha Oriental, sendo por muitos considerado o modelo perfeito de cidadão para o país, já que não contesta o governo nem seu regime político. Apesar disto o ministro Bruno Hempf acha por bem acompanhar seus passos, para descobrir se Dreyman tem algo a esconder. Ele passa esta tarefa para Anton Grubitz, que a princípio não vê nada de errado com Dreyman mas é alertado por Gerd Wiesler, seu subordinado, de que ele deveria ser vigiado. Grubitz passa a tarefa a Wiesler, que monta uma estrutura em que Dreyman e sua namorada, a atriz Christa-Maria Sieland, são vigiados 24 horas. Simultaneamente o ministro Hempf se interessa por Christa-Maria, passando a chantageá-la em troca de favores sexuais.


Recebi indicação desse filme, e apesar da sinopse não ter me chamado muito a atenção, vi que havia ganho o Oscar de "melhor filme estrangeiro" em 2007 e estava disponível no Netflix, então fui assistir. É aquele tipo de filme que cresce conforme os minutos vão passando - o início é bom, mas o desenvolvimento é melhor e o final é a melhor parte. É um filme dramático, mas o suspense que emerge no decorrer da trama é quase palpável, impossível se conter em querer desvendar o que está por vir. Uma trama que mostra como, as vezes, fazemos a diferença na vida das pessoas, sem que elas nem saibam. Para assistir online, clique aqui. Disponível no Netflix


E vocês, gostaram? Já assistiram algum? Me contem nos comentários :)))

Inspirações para o Outono


Ei gente! Faz pouco que o Outono começou e aqui no RS já sentimos a mudança climática - o friozinho vem chegando aos poucos (essa semana está bem quente, mas a previsão já marca um friozinho agradável para a próxima) e a chuva dificilmente tem dado trégua por muito tempo. Nesse período de mudança entre estações a gente sempre fica com um pouco de dificuldade para se vestir - e acaba, vez ou outra, fazendo escolhas não muito inteligentes, como usar sapatos abertos em dias de chuva. Mas é normal a falta de inspiração pra se vestir nesses momentos, né? Nunca sabemos se está frio ou quente demais para tais combinações. Aqui no RS já estamos acostumados ao Outono que intercala períodos agradáveis com outros de frio mais intenso. Pra mim, o mais bacana dessa estação na hora de se vestir é poder misturar bastante as peças de verão com outras mais invernais, os resultados sempre são interessantes. É a época de tirar as meias-calça finas da gaveta, guardar os calçados de verão e caprichar nos casaquinhos finos - cardigãs são perfeitos, não esquentam muito e cabem em qualquer bolsa pequena. Selecionei alguns looks variados no lookbook.nu para nos inspirarmos, até porquê é ótimo poder caprichar um pouquinho nas produções depois de um verão escaldante onde não dava pra "exagerar" em nada. Aqui no Sul o Outono é mais fresquinho, mas como sei que em outras regiões não é tanto, selecionei outfits mais variados. 














Uma coisa que gosto muito também e apareceu em vários outfits acima são os vestidos de manga comprida, perfeitos para o outono, que vão bem com ou sem meia-calça. No inverno eles ficam lindos por baixo de sobretudos ou jaquetinhas ^^ 

Outono é minha estação preferida, podemos ser felizes sem derreter nem congelar :p E é incrível como tudo fica mais bonito nessa época.

E vocês, o que acham? Gostaram dos looks do post? Me contem aí nos comentários ^^